Ação do fisco reduz em 30% stocks declarados por empresas inspecionadas

18 12 2014

 

Fonte: Dinheiro Vivo

 

A Autoridade Tributária e Aduaneira colocou ontem no terreno 2.034 funcionários a inspecionar os inventários de 10.131 empresas de norte a sul do país. Os primeiros resultados desta operação indicam que as empresas estavam a declarar um volume de bens em armazém que superava em cerca de 30% ao que realmente existia.

 

 

 

A redução em quase um terço das mercadorias irá levar a uma correção do IVA e do IRC entre 50 a 100 milhões de euros, segundo adiantou ao Dinheiro Vivo o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Paulo Núncio.

 

Leia o resto deste artigo »





Obrigatoriedade de Comunicação electrónica do inventário até 31 de Janeiro de 2015

3 12 2014

Fonte: Sage
  

O Orçamento de Estado para 2015 foi aprovado em votação final global no passado dia 25, prevendo uma alteração ao Decreto-Lei n.º 198/2012 de 24 de Agosto que torna obrigatória a comunicação electrónica de inventários, através de um ficheiro informático até ao dia 31 de Janeiro do ano seguinte ao da actividade.

 

Esta obrigatoriedade surge, no seguimento das comunicações electrónicas dos elementos das facturas e dos documentos de transporte, como mais uma arma no combate à fraude e à evasão fiscal.

 

Questões frequentes:

•Quem está obrigado a comunicar os inventários?
As pessoas, singulares ou colectivas, que tenham sede, estabelecimento estável ou domicílio fiscal em território português, que disponham de contabilidade organizada e estejam obrigadas à elaboração de inventário.

 
•Existem excepções à obrigatoriedade de Comunicação electrónica do inventário?
Sim, ficam dispensados da obrigação de comunicação os sujeitos passivos cujo volume de negócios do exercício anterior ao da referida comunicação não exceda € 100.000,00.

 
•Qual é o prazo para fazer a comunicação electrónica dos inventários?
A comunicação à AT deverá ser efectuada até 31 de Janeiro do ano seguinte. Assim, as pessoas singulares ou colectivas abrangidas por esta obrigação devem comunicar a sua situação final de inventário de 2014 até 31 de Janeiro de 2015. Relativamente às pessoas que adoptem um período de tributação diferente do ano civil, a comunicação deve ser efectuado até ao final do primeiro mês seguinte ao termo desse período.

 
•O que terá que ser comunicado?
Deverão ser comunicadas as quantidades disponíveis em stock de cada artigo, ou seja, mercadorias, matérias-primas, subsidiárias e de consumo, produtos acabados e intermédios, subprodutos, desperdícios e refugos, e produtos e trabalhos em curso.

 
•Como deve ser efectuada a comunicação?
Por transmissão electrónica de dados no portal da AT, nomeadamente através da submissão de um ficheiro xml cuja estrutura foi definida pela AT ou, em alternativa, através de um ficheiro csv.

 

Leia o resto deste artigo »





AT publica Manual de Integração de Software para a Comunicação do Inventário de Existências à AT

27 11 2014

 

Clique na imagem para aceder ao documento (PDF)

image

Leia o resto deste artigo »





Primavera Technical Post – Comunicação dos Inventários

18 11 2014

Fonte: PrimaveraBSS

ENQUADRAMENTO
A proposta de Lei do Orçamento do Estado (OE) para 2015 inclui uma alteração ao Decreto-Lei nº 198/2012, de 24 de Agosto que obriga à comunicação até 31 de janeiro, por transmissão eletrónica de dados, do inventário respeitante ao último dia do exercício anterior. Esta nova obrigação será aplicável às empresas ou pessoas singulares que preencham os seguintes requisitos:

 

• Tenham sede, estabelecimento estável ou domicílio fiscal em território português;
• Disponham de contabilidade organizada;
• Estejam obrigados à elaboração do inventário;
• Cujo volume de negócios do exercício anterior ao da referida comunicação exceda 100.000€.
Leia o resto deste artigo »





5 questões sobre "cartões refeição"

12 09 2014

Fonte: http://invoicexpress.com

Muitas empresas portuguesas estão a optar por pagar o subsídio de refeição sob a forma de “cartões refeição”. Conheça as principais vantagens dos “cartões refeição”.

 

image

1. O que mudou no Código de IRS em relação ao subsídio de alimentação?

Em 2012, o Governo reduziu o limite de isenção de IRS e de TSU do subsídio de refeição para os 5,12 euros por dia. Isto traduziu-se num aumento, para perto do triplo, dos pedidos de vales e cartões de refeição no ano passado.

 

 

2. Porquê recorrer aos “cartões refeição”?

Enquanto os subsídios de refeição pagos em dinheiro (depositados em conta juntamente com o ordenado) têm sofrido um agravamento fiscal, o mesmo pagamento feito através de vale refeição ou cartão só é tributável a partir dos 6,83 euros.

3. Como funcionam estes cartões?

Os cartões são pré-pagos e carregados mensalmente com o valor diário em causa. Os destinatários podem utilizar o cartão em estabelecimentos do sector alimentar como supermercados, comércio tradicional, restaurantes, cafés, etc.

Leia o resto deste artigo »





Curso de Formação–Contabilidade Geral I

12 09 2014

Neste artigo vou disponibilizar todos os conteúdos do curso Contabilidade Geral I, disponibilizado pelo www.evolui.com.

 

Accounting - Businesspeople working on charts and graphs

Este curso destina-se a estudantes, empresários, gestores, técnicos de contabilidade, consultores de ERP, profissionais ligados à área da contabilidade, ou qualquer outra pessoa interessada nesta temática.

A vantagem de se inscrever neste curso, com um custo atual de 99,90 Euros é a possibilidade de ter o apoio do formador, através de um fórum de discussão e a obtenção de um Certificado de Formação Profissional emitido pela Evolui, entidade acreditada e certificada pela DGERT – Direção Geral do Emprego e das Relações do Trabalho.

Este curso está de acordo com o Sistema de Normalização Contabilística – SNC.

 

Nota: foram excluídas deste artigo algumas tarefas e testes de avaliação presentes no curso.

 

 

Fonte: http://www.evolui.com/curso/contabilidade_geral_i

Formador: Equipa do EVOLUI.COM

 

 

Resumo

Aprenda a executar as principais tarefas contabilísticas através deste curso composto por mais de 20 exemplos práticos e exercícios resolvidos.

 

 

Objectivo Geral
Executar as tarefas contabilísticas mais comuns, com base em sólidos conhecimentos teóricos.

Competências a Desenvolver

◾ Reconhecer a importância da contabilidade para a gestão da empresa
◾ Conhecer o ciclo produtivo das empresas e os respectivos fluxos reais e financeiros
◾ Avaliar o património da empresa
◾ Identificar os elementos do património da empresa
◾ Definir situação líquida
◾ Distinguir os tipos de factos patrimoniais
◾ Definir e analisar as classes patrimoniais
◾ Definir e caracterizar uma conta
◾ Conhecer as principais contas do activo, passivo e situação líquida
◾ Descrever e distinguir as principais peças contabilísticas da empresa
◾ Conhecer a equação fundamental da contabilidade
◾ Aprender a utilizar os T’s das contas
◾ Distinguir os tipos de saldos das contas
◾ Conhecer o sistema das partidas dobradas
◾ Definir e classificar lançamentos
◾ Distinguir variações permutativas de variações modificativas
◾ Registar operações contabilísticas correntes
◾ Conhecer as contas de custos, proveitos e resultados
◾ Explicar o impacto da venda de mercadorias nas contas de custos e proveitos
◾ Fazer o fecho das contas e o apuramento dos resultados líquidos do exercício e elaborar o balanço final do exercício

Destinatários
Este curso destina-se a gestores, secretárias e assessores de administração, assistentes administrativos, técnicos de contabilidade, estudantes da área de gestão ou contabilidade e todos que pretendem executar tarefas relacionadas com a contabilidade, analisar balanços e demonstrações financeiras Este curso destina-se a todos os que pretendem conhecer o trabalho contabilístico, quer para poder executar tarefas relacionadas com contabilidade, quer para poder analisar balanços e demonstrações financeiras.

Aplicações Práticas
Este curso permite-lhe aplicar os princípios contabilísticos nas operações contabilísticas correntes, no fecho das contas e no respectivo apuramento dos resultados líquidos, analisar balanços, demonstrações de resultados e contas.

Programa

1. A Empresa e a Contabilidade
2. O Património
3. As Classes e as Contas
4. As Peças Contabilísticas
5. A Equação Fundamental da Contabilidade
6. As Variações das Contas
7. Custos, Proveitos e Resultados

 

 

 

 

Aula 1 – O Património da Empresa e os Factos Patrimoniais

Nota: clique nas imagens para abrir em tamanho maior

image

image

 

image

 

image

 

image

 

image

 

image

Leia o resto deste artigo »





Curso de Formação Gratuita “Facturação para Empreendedores”

28 08 2014

 

Inscrição: http://invoicexpress.com/curso-gratuito-facturacao

 

Leia o resto deste artigo »








Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 380 outros seguidores