Projecto Lapa volta a adiar data prevista para a entrega do dispositivo

22 04 2014

Projecto Lapa volta a adiar a data prevista para a entrega do dispositivo, devido a questões relacionadas com controlo de qualidade, certificações do produto, entre outros motivos. Em baixo o comunicado enviado à comunidade.
 
 
3 color pack
 
 
"Dear Backers and Friends,
It’s been a little while since our last update and now it’s about time to give you more specific insights about how things are moving in production. As scheduled, the Hardware production will be accomplished by the end of April.
Yet, when testing the first assembled units with the final plastic injected cases we got inconsistencies in our unitary testings when replacing the battery of some of the units, which seem to not always hold the contact with the battery.
Therefore, in order to assure the best quality we are forced to nearly redo the whole plastic molding. This pushed shipping three more weeks forward on top of the Hardware production, and the final molding is therefore re-scheduled to be finalized by 26th of May. We’ll start shipping from that week on in order of the pre-ordering date of our backers and costumers.
The Lapa App for iOS will be submitted to Apple Store in two weeks from now so we can get it approved just before the time of shipping. The Lapa App will be submitted for Android by that time as it has immediate approval.

Leia o resto deste artigo »





Workshop – Raspberry Pi

18 03 2014

Vai decorrer na Biblioteca Municipal Manuel Alegre, em Águeda, dia 29 de Março de 2014 entre as 14:00 e as 17:00 o Workshop “Raspberry Pi – Introdução”.

 

image

Leia o resto deste artigo »





Impressora 3D BEETHEFIRST-Novo PVP

4 02 2014

A impressora 3D, made in Portugal, BEETHEFIRST passou a ter um novo PVP, de 1990 EUR.

Segundo o comunicado divulgado pela BEEVERYCREATIVE, esta redução de preço está relacionada com o aumento da produção e por conseguinte redução de custos.

Actualmente a BEETHEFIRST pode ser encomendada directamente no site do fabricante, lojas El Corte Inglés (Lisboa e V.N. Gaia) e Worten (Colombo e Norteshopping).

1656236_263941473770336_1163439629_n





Erro: Spooler SubSystem App has encountered a problem and needs to close.

7 01 2014

Em determinadas circunstâncias poderá enfrentar problemas de impressão no sistema operativo Windows. Estes problemas podem estar relacionados com o serviço Print Spooler (Spooler de impressão), que é responsável por carregar ficheiros para a memória para posteriormente os imprimir.

 

Neste caso em especifico, ao tentar imprimir um documento era mostrada ao utilizador uma mensagem a informar que antes de poder imprimir teria de seleccionar uma impressora. Após verificar que na pasta das impressoras não eram mostradas impressoras, quando na realidade existia pelo menos uma impressora instalada, foi verificado que o serviço Print Spooler (Spooler de impressão) se encontrava parado. Este serviço está configurado para o tipo de arranque automático, mas por alguma razão estava parado e essa era a origem do problema para não serem mostradas impressoras no sistema, e por conseguinte não conseguir imprimir.

 

Ao arrancar com o serviço e aceder à pasta Impressoras e faxes, era imediatamente mostrado o seguinte erro:

 

“Spooler SubSystem App has encountered a problem and needs to close.”

“O Spooler SubSystem App encontrou um problema e precisa ser fechado.”

image

Automaticamente o serviço Print Spooler voltava novamente para o estado de Parado.

Leia o resto deste artigo »





Cartões de banda magnética

31 12 2013

imageA utilização de cartões de banda magnética é muito comum no nosso quotidiano, como por exemplo em sistemas de POS, seja para a identificação de colaboradores no sistema, cartões de consumo interno em discotecas e bares e fidelização de clientes.

Este artigo pretende reunir algumas especificações técnicas dos cartões de banda magnética.

 

 

 

 

 

Pistas magnéticas (ISO 7811):

  • Pista 1-ISO 1 ( parte alta da banda magnética ) : 79 caractere alfanuméricos com densidade de codificação 210bpi.
  • Pista 2-ISO 2 ( parte central da banda magnética ) : 40 caracteres numéricos com densidade de codificação 75bpi.
  • Pista 3-ISO 3 ( parte baixa da banda magnética ) : 107 caracteres numéricos com densidade de codificação 210bpi.

 

image

 

 

 

Coercividade:

As Bandas Magnéticas podem ainda ser de 2 tipos: Baixa ou Alta Coercividade. As Bandas de Alta Coercividade são mais resistentes à desmagnetização e podem muitas vezes ser diferenciadas pela sua cor – Preto para Alta e Castanho para Baixa Coercividade.

Coercividade é a quantidade de corrente elétrica (polarização do campo magnético) com diferentes densidades (força) necessária para magnetizar (gravar) a tarja do cartão e a mesma ficar gravada após ser retirado a corrente elétrica.

Existem dois tipos de cartões com banda magnética com níveis de coercividade diferentes:

  • As bandas magnéticas HiCo (para Alta Coercividade) oferecem um nível mais alto de segurança contra os danos que podem ser causados por campos magnéticos exteriores (pretas).
  • As pistas LoCo (para Baixa Coercividade) são menos resistentes aos campos magnéticos exteriores mas têm a vantagem de ser um pouco menos dispendiosos (castanhas).

 

Leia o resto deste artigo »





Worten vende primeira impressora 3D nacional

28 10 2013

Fonte: www.computerworld.com (publicado em 22 de Outubro de 2013)

A primeira impressora 3D nacional vai estar disponível a partir de amanhã na loja Worten de Cascais, com um preço de 2.199 euros.

 

image

A Beethefirst “ocupa o mesmo espaço de uma impressora tradicional, é 100% portuguesa, tendo sido concebida, desenvolvida e produzida no nosso país pela Beeverycreative”, diz em comunicado.

Leia o resto deste artigo »





VMware Fusion 6

8 09 2013

Foi disponibilizada nos últimos dias a versão 6 do VMware Fusion.

Para os actuais utilizadores de versões anteriores é mostrado um alerta de actualização. As melhorias estão sobretudo relacionadas com a compatibilidade com os novos sistemas operativos OS X Mavericks e Windows 8.1, optimização para os últimos Macs, para além das habituais melhorias relacionadas com a performance. Ao todo são cerca de 50 melhorias.

 

5555

Leia o resto deste artigo »





Windows-Problemas de impressão em rede

4 09 2013

imageMuitos dos problemas que surgem no dia a dia de um departamento de TI, suporte e help-desk são situações que embora simples, podem demorar algum tempo até serem resolvidas pois as causas nem sempre são de fácil e rápida identificação, dada a multiplicidade de factores envolvidos. Este é apenas mais um exemplo de um problema “estranho”, que no entanto, depois de descobrir a sua origem, pelo método de exclusão de partes, não passa de algo trivial.

 

 

 

Cenário:

Computador 1 com impressora A instalada, ligada a uma porta paralela (LPT), e partilhada na rede. Totalmente funcional.

Nos computadores 2, 3 e 4 a impressora A, que estava partilhada, foi instalada no Windows, e quer a impressão da página de teste do Windows, quer impressão de um documento do bloco de notas do Windows, tinham sucesso.

Todos os computadores estavam conectados à mesma rede, em Workgroup, e o sistema operativo em todos eles era o Windows 7.

 

 

Problema:

A aplicação de facturação instalada nos computadores 2, 3 e 4, imprime para a impressora instalada no computador 1, através do caminho: \\nome_do_computador\nome_da_impressora_partilhada.  Na aplicação, apenas o computador 4 consegue imprimir com sucesso, os restantes, 2 e 3 não imprimem, embora todos tenham as mesmas configurações de impressão.

Resumindo, todos imprimiam via Windows, mas através da aplicação de facturação não.

image

 

 

 

Diagnostico:

Nos computadores 2, 3 e 4 foi executado o comando, na linha de comandos do Windows:

echo > \\nome_do_computador\nome_da_impressora_partilhada

Nos computadores 2 e 3 o resultado é “Acesso negado”. No computador 4, a impressora localizada no computador 1 imprimia uma linha de teste com o texto “O comando ECHO está activado.”

image

Basicamente o problema  estava relacionado com permissões, no computador 1.

Leia o resto deste artigo »





Trim Enabler 3.0 disponível

8 08 2013

Foi disponibilizada uma actualização para o Trim Enabler que agora passa para a versão 3.0. Para além do interface ter sido redesenhado, este utilitário conta agora com algumas funcionalidades novas.

 

Embora continue a ser gratuito existem novas funcionalidades que apenas são disponibilizadas ao comprar a edição Pro, por 10 dólares, como benchmark para medir o desempenho, tweaks para optimizar a utilização do espaço em disco e performance e Advanced S.M.A.R.T Monitor, que permite monitorizar uma série de parâmetros da unidade SSD.

TRIM

Leia o resto deste artigo »





Centro de dados da PT inaugurado a 29 de Setembro

13 06 2013

fonte: http://www.computerworld.com.pt

20130613-233451.jpg

Anúncio feito hoje ainda por Zeinal Bava, antes de rumar para o Brasil, onde vai gerir a Oi.

Zeinal Bava anunciou hoje em comunicado a inauguração do centro de dados da Portugal Telecom, na Covilhã, a 23 de Setembro de 2013.

Após ter sido anunciada a sua inauguração para o segundo semestre do ano passado, e depois para o primeiro semestre deste ano, o ainda presidente executivo da PT Portugal confirma uma data final para a sua inauguração.

O data center na Covilhã terá uma “capacidade de até 30 PB, com 50 mil servidores e quatro blocos ocupando uma área total de 75 mil metros quadrados”, refere o comunicado. O primeiro bloco a ser inaugurado “terá 12.500 servidores, PUE (eficiência de uso de energia) de 1,2 e será certificado LEED – Platinum nos edifícios de serviços de suporte e LEED – Gold nos blocos do data centre”.

Leia o resto deste artigo »





Routers DrayTek-Descobrir as credenciais de acesso

23 05 2013

Por vezes, quando não são conhecidos os dados de acesso a determinado equipamento, por esquecimento ou pelo facto de quem definiu o login não ter disponibilizado e documentado essa informação, repor as definições de fábrica pode não ser uma opção de recurso. O tempo necessário para configurar o equipamento e o facto de não ter acesso às configurações existentes podem ser um entrave, principalmente quando os equipamentos se encontram em produção.

 

Falando de routers em concreto, muitas das vezes a primeira abordagem para aceder à configuração, não conhecendo as credenciais de acesso, passa por consultar o manual para identificar os dados de acesso por defeito à saída de fábrica, já  que muitas das vezes esses dados não são alterados, representando uma falha de segurança. Nos routers DrayTek, por norma o utilizador é admin e a password é admin ou sem password, dependendo do modelo e do firmware. Poderá visualizar uma lista com vários modelos aqui.

 

 

 

No procedimento a seguir demonstrador é utilizada a ferramenta draytools, que permite identificar os dados de acesso. Este método é  válido para alguns routers DrayTek Vigor, nomeadamente modelos 2xxx. Neste artigo foi utilizado o modelo 2820n.

image

Em primeiro lugar é necessário identificar o MAC Address (endereço físico) do router. Este normalmente está disponível numa etiqueta, no próprio router, na documentação ou caixa do equipamento.

 

 

 

É também  possível identificar o MAC Address apenas  com base no IP do router. Para isso na linha de comando do Windows poderá ser utilizado o comando:

arp –a XXX.XXX.XXX.XXX

image

Posteriormente deve descarregar o draytools aqui.

Leia o resto deste artigo »





MacBook Pro Mid 2009–Imagem com problemas

19 05 2013

Em determinadas circunstâncias a imagem apresentada pelo MacBook Pro  unibody/2009 (outros modelos podem ser afectados) pode apresentar problemas mostrando tonalidades erradas, linhas  e instabilidade.

 

image

 

 

Uma primeira abordagem para ultrapassar o problema poderá passar por confirmar se existem updates ao firmware e sistema operativo. Adicionalmente poderá reiniciar o computador e efectuar um reset à NVRAM (artigo Combinações de teclas de arranque, suspensão e encerramento para Macs com processador Intel).

 

O MacBook Pro (2009) tem 2 placas gráficas. A Nvidia 9600M GT, e Nvidia 9400M. No OS X, o utilizador pode escolher qual o adaptador gráfico que pretende utilizar, conforme queira optar por máximo desempenho, ou economizar bateria.

1

Leia o resto deste artigo »





SSD-Solid State Drive

14 04 2013

SSD (Solid State Drive) é uma tecnologia de armazenamento de dados que tem vindo a ganhar mercado à medida que o custo tem descido, ao mesmo tempo que tem vindo a amadurecer. É actualmente a escolha numero um de alguns fabricantes, para incorporar em alguns modelos ultrabooks e portáteis de gama alta.

 

image

Vantagens:

  • Maior rapidez e fluidez de todo o sistema.
  • Na teoria, menor probabilidade de avaria, já que não tem partes móveis, sensíveis ao choque. Mais resistente a choque e vibração.
  • Menor peso.
  • Maior eficiência energética.
  • Não produz ruído, uma vez que não tem partes móveis/mecânicas.
  • Maior amplitude de cenários de utilização, ao nível de temperatura mínima e máxima de operação e altitude.

 

 

Samsung SSD vs HDD

Leia o resto deste artigo »





CISCO CCNA

24 02 2013

Para juntar às certificações Microsoft e Primavera, obtive ontem a certificação CISCO CCNA (Cisco Certified Network Associate).

 

 

Este certificado tem um valor especial pela dificuldade acrescida, especialmente quando comparado com  alguns exames Microsoft, pelo investimento financeiro em formação e material de estudo, e pelo facto de ter abandonado a formação a meio, retomando meses depois. O exame foi adiado pelo menos 3 vezes.

 

 

Para obter este certificado poderá optar por 2 caminhos. O primeiro é obter aprovação num único exame, 640-802. O segundo é obter a aprovação nos exames 640-822 e 640-816. É possível realizar o exame ser ter frequentado qualquer formação oficial, no entanto é desaconselhado a menos que esteja a vontade em todas as áreas sobre as quais o exame incide.

 

Existem várias Academias CISCO em Portugal, onde poderá encontrar formação. Normalmente nas instituições de ensino como universidades o investimento é inferior quando comparado com centro de formação como Rumos, Galileu, etc. Para além de uma melhor preparação para o exame, o candidato tem contacto com um formador credenciado pela CISCO, com vários modelos de  equipamentos reais de switching e routing, e isso permite uma experiencia mais alargada com clara vantagem na absorção de conhecimento. Adicionalmente, os alunos da Academia CISCO têm acesso aos conteúdos online, que são preparados pela CISCO e são um excelente recurso de aprendizagem.

 

 

Na pirâmide de certificações CISCO, CCNA é uma das certificações de base (não é necessário obter a certificação CCENT para o exame CCNA), não obstante, tem um nível alto de exigência e alto grau de dificuldade, mesmo para quem trabalha na área de networking. O exame, para além das habituais perguntas de escolha múltipla, tem simuladores que implicam ter que introduzir comandos directamente na linha de comandos.

Leia o resto deste artigo »





Configurar teclas F em determinados modelos HP/Compaq

24 01 2013

Em determinados modelos de portáteis da HP/Compaq as teclas F, quando pressionadas, não têm a função normal, mas sim funções especiais como aumentar e diminuir o brilho do ecrã e som, abrir o navegador, activar e desactivar a rede Wireless, etc. Este comportamento pode não ser o mais desejado por muitos utilizadores, uma vez que para utilizar a verdadeira função das teclas F, é necessário pressionar a tecla fn em primeiro lugar.

 

image

Leia o resto deste artigo »





DRP–Disaster Recovery Plan

28 02 2012

 

help_key_largeNormalmente, quando alguém ligado à área de informática fala sobre um disco rígido, ou outro dispositivo de armazenamento de dados, não diz "e….se … falhar…", mas sim "e….quando … falhar…". A perda de dados  é algo que normalmente as pequenas organizações nunca equacionam, subestimando a possibilidade da sua ocorrência, e como tal não têm um plano de recuperação definido.

 

Em cenários extremos a perda de dados poderá causar um grande impacto financeiro e operacional, podendo até levar a um colapso total de uma organização, como já aconteceu no passado, sendo o caso do “11 de Setembro” um exemplo. Em muitas organizações, o activo mais importante do seu património são precisamente os seus dados. Imaginemos empresas dos sectores das telecomunicações, banca, contabilidade, seguros, entre muitos outros, em que toda a sua estrutura está assente em plataformas tecnológicas altamente avançadas, no entanto passiveis de falhas, e expostas a vários tipos de ameaças.

 

 

Um plano de continuidade de negócios (BCP – Business Continuity Plan) é um plano que garante a continuidade das operações da empresa, com o mínimo de impacto, numa situação de contingência, isto é, descreve os procedimentos necessários a ter em conta num cenário de incêndio, desabamento, inundação, acidentes graves, assaltos, avarias, etc. Nesse seguimento, o plano de  recuperação contra desastres (DRP – Disaster Recovery Plan) no contexto de infraestrutura tecnológica, deve prever os processos, politicas e procedimentos a seguir, para que a infraestrutura tecnológica na qual assenta o negócio da organização, como sistemas ERP, CRM, B2B, B2C, etc, esteja alinhada com o plano de continuidade de negócios.

 

image

 

Normalmente podem existir 2 tipos de falhas relacionadas com perda de dados: físicas, quando por exemplo um disco rígido sofre uma avaria derivada de um problema mecânico ou electrónico,  ou lógicas quando, existe um problema com os dados, como dados corrompidos, apagados acidentalmente, bugs, ou derivado a um vírus, etc.

 

Leia o resto deste artigo »





Configuração básica de um leitor de código de barras

20 08 2011

Cashier scanning price tag, close-upUm dos periféricos mais utilizados num ponto de venda é o leitor de código de barras (também conhecido por scanner). Este dispositivo permite, através de um feixe de luz, ler e passar para um computador, a mensagem transportada por um código de barras.

 

Existem vários tipos de leitores de códigos de barras como por exemplo: contacto e leitura à distancia, fixos e portáteis, e feixe de luz fixo ou móvel. O que é comum a todos eles é que normalmente estes aparelhos permitem ser configurados para atender a situações especificas de cada utilizador e cenário existente, de modo a optimizar a sua utilização, e aumentar a rapidez de introdução de dados.

 

Nos pontos de venda, os leitores mais utilizados são os de leitura à distancia, com cabo. Estes dispositivos são normalmente ligados ao computador através de um interface USB ou PS2 (porta do teclado) e não necessitam de instalação de software nem nenhuma configuração extra para que possam começar logo a funcionar.

 

 

image

Leia o resto deste artigo »





Epson Serial/RS-232: Cabo DB9 para DB25 Configuração de Pinos

29 07 2010

image

Em sistemas de POS para a área da restauração, é muito comum existirem impressoras nas cozinhas ou locais de confecção, que recebem directamente os pedidos inseridos no sistema, diminuindo assim o tempo que vai entre o cliente efectuar um pedido, e o mesmo começar a ser preparado.

 

 

Com isto, é aumentada a eficácia e comunicação entre os diferentes colaboradores dos diferentes sectores da equipa, evitando pedidos esquecidos, ou erradamente comunicados, potenciando a satisfação do cliente.

 

 

No caso da utilização de impressoras com interface de comunicação de curta distancia, que são as mais comuns, com ligações do tipo RS-232 (série), Paralelo ou USB, a tarefa de colocar uma impressora de talões fisicamente longe do computador é dificultada ou mesmo impossível no caso de existirem distancias que ultrapassem o limite de cada tecnologia, ou pelo facto, de não ser possível passar os cabos devido ao tamanho dos seus conectores nas extremidades. Como opcionais existem impressoras já equipadas com interfaces de rede Ethernet e mesmo Wireless, no entanto o seu custo sobe consideravelmente assim como o grau de dificuldade para implementação ou configuração.

 

Leia o resto deste artigo »





Review – Scanner VistaQuest HS-500

19 06 2010

 

Aproveitando uma recente promoção da Pixmania, comprei um scanner portátil da VistaQuest. Alimentado com 2 pilhas AA (incluídas), este scanner permite digitalizar qualquer documento A4, ou com formato inferior, directamente para um cartão microSD (não incluído), sem a necessidade de um computador. Com um peso e dimensões muito reduzidas, pode ser facilmente transportado para qualquer sitio de forma discreta. Todas as configurações podem ser feitas recorrendo a 2 pequenos botões e um pequeno ecrã que permite escolher a qualidade e a cor da digitalização.

 

VQ_HS500_front

 

Esta é sem dúvida uma excelente ferramenta de trabalho que pode aumentar a produtividade, especialmente em algumas profissões onde existe a necessidade de digitalizar documentos, quer para manter uma cópia de segurança dos mesmos, para a publicação na Internet, envio por email, ou para posterior impressão.

 

A transferência de dados, pode ser feita de duas formas: retirando o cartão microSD do scanner e colocado num leitor de cartões, ou ligando o cabo USB que acompanha o aparelho, directamente ao computador. O acesso aos documentos é feito através de uma nova unidade criada no Meu Computador, tal como se de uma pen drive se tratasse.

 

Especificações:

  • Digitalização:

Tamanho do documento: Largura da digitalização: 22,9 cm
Resolução standard: 300 x 300 ppp
Resolução máxima: 600 x 600 ppp

  • Velocidade:

13 segundos com alta resolução a cores (600×600 ppp)
3 segundos com baixa resolução a cores (300×300 ppp)
6 segundos com alta resolução a preto e branco (600×600 ppp)
2 segundos com baixa resolução a preto e branco (300×300 ppp)

    • Capacidade média de gravação num microSD de 1 GB:

    600 ppp cor = 220 documentos
    600 ppp mono = 290 documentos
    300 ppp cor = 780 documentos
    300 ppp mono = 1280 documentos

    • Interface: USB 2.0
    • Compatibilidade: Windows XP/VISTA/SEVEN, Mac O.S 10.4 ou mais recente (não necessita de nenhum driver especifico)
    • Acessórios fornecidos: Cabo USB 2.0, 2 pilhas AA, estojo, pano de limpeza e manual
    • Software fornecido: ABBY Screenshot Reader (funcionalidades de OCR)
    • Memória externa: MicroSD até 32 GB
    • Ecrã LCD de visualização: indicador de carga da bateria; cor e resolução; contador de documentos digitalizados
    • Controlo de brancos automático
    • Auto-desligamento em 3 minutos

     

    Leia o resto deste artigo »





    Monitorizando Discos Rígidos Através do S.M.A.R.T.

    12 09 2009

     

    12-09-2009 14-59-18 O disco rígido é porventura um dos componentes mais importantes de qualquer computador já que é ele que guarda todos os nossos dados. Embora não seja muito usual a  sua avaria, quando isso sucede rapidamente se instala o pânico, especialmente se não existir uma politica de cópias de segurança e recuperação contra desastres (disaster recovery) implementada.

     

     

    E se conseguíssemos saber antecipadamente que um disco rígido poderá vir a dar problemas? É essa a função do S.M.A.R.T., que significa "Self Monitoring Analysis and Reporting Technology", ou seja: Tecnologia de Análise e Relatório Auto Monitorizado,  e é um standard da industria de discos rígidos.

     

     

    Esta tecnologia é actualmente implementada em todos, ou quase todos os discos rígidos rígidos. A BIOS do computador tem também de suportar esta tecnologia, já que poderá ser ela a gerar o alerta de que algo de errado se passa com o disco. O S.M.A.R.T. monitoriza uma série de parâmetros, como por exemplo sectores danificados, temperatura do disco rígido, velocidade, número de horas em funcionamento, numero de vezes que foi inicializado, entre muitos outros. Estes dados podem ser “lidos” utilizando software do fabricante do disco, que normalmente também podem executar testes exaustivos ao disco, ou outro qualquer software para o efeito, como por exemplo o CrystalDiskInfo.

     

    Leia o resto deste artigo »








    Seguir

    Get every new post delivered to your Inbox.

    Junte-se a 370 outros seguidores