Shadow Copies

23 08 2009

Untitled Shadow Copies (também conhecido por Volume Snapshot Service, VSS, ou Previous Versions no Windows Vista), é uma funcionalidade introduzida pela Microsoft nos seus sistemas operativos desde o Windows Server 2003. Inicialmente disponível apenas nas plataformas Windows Server, a Microsoft estendeu ao Vista e agora ao Seven, ainda que só nas edições de topo.

 

O que este recurso vem fazer é permitir recuperar versões anteriores de um ficheiro, mantendo um histórico do mesmo, para ser recuperado em caso de uma alteração indevida, ou mesmo em caso de eliminação.

 

Este recurso pode ser activado por partição/volume, podendo ser definido o seu agendamento e espaço em disco reservado para tal. O próprio utilizador, sem necessidade de poderes administrativos poderá restaurar os dados, desde que tenha permissões para tal.

 

Vamos imaginar que activamos este recurso num servidor de ficheiros, para que este seja executado de hora a hora no volume de dados. Um utilizador da rede cria e altera um ficheiro ás 14:30. Uma hora mais tarde ele volta a alterar o mesmo ficheiro. No final da tarde, ele precisa de ter acesso à versão inicial daquele ficheiro. Utilizando as Shadow Copies ele pode recuperar o mesmo de forma muito simples.

 


Activando o Shadow Copies no Windows 2008 Server…

 

Para activar o Shadow Copies, é necessário aceder às propriedades de uma partição ou volume e seleccionar “Configurar cópias sombra…” O sistema de ficheiros tem de ser NTFS.

33

 

 

 

Nesta nova janela, podemos activar, desactivar e configurar as cópias sombra. Podemos ainda criar ou eliminar uma cópia manualmente.

44

 

 

 

Nas definições do volume/partição, podemos alterar a localização do armazenamento (só disponível no Windows Server), e o tamanho máximo de utilização. Quanto maior for o tamanho disponível para as S.C., maior será o número de cópias criadas, e consequentemente disponíveis, até um máximo de 64. É importante planear correctamente o tamanho máximo consoante o tamanho disponível.

55

 

 

 

No agendamento, podemos configurar a periodicidade em que as cópias serão feitas. É necessário ter em atenção que deve ser bastante bem planeado o agendamento, já que este recurso vai exigir alguma capacidade de processamento e utilização do subsistema de armazenamento.66

 

 

 

Uma vez activado, podemos agora as propriedades de uma pasta ou ficheiro, no separador das Shadow Copies, ter acesso ao histórico de cópias anteriores, conforme o agendamento previamente feito.

88

 

 

Clicando com o botão direito do rato em cima de qualquer versão, podemos ter acesso às opções como se fosse uma pasta normal.

99

 

 

 

Temos agora acesso à pasta, numa das  suas versões anteriores. Na barra de endereço podemos verificar que tem um endereço especifico, não sendo portanto uma pasta acessível directamente pelo Windows Explorer. 111

 

 

Notas:

– As versões anteriores dos arquivos são apenas de leitura, ou seja não é possível fazer alterações directamente nestas cópias. O que é possível é copiar estes dados para uma nova localização ou substituir os dados originais por estas versões antigas.

– No Vista, embora este recurso esteja disponível em todas as edições, apenas no Business, Ultimate e Enterprise existe um interface nativo para aceder às versões anteriores. Para colmatar esta situação existe um programa chamado ShadowExplorer. Mais informações aqui.

 

 

 

Mais sobre Shadow Copies:

Vídeo demonstrativo

Wikipedia


Ações

Information

One response

23 09 2009

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: