Outlook Express – Como Extrair Emails de Um Ficheiro DBX Corrompido

1 01 2010

image O Outlook Express (O.E.), cliente de email presente no Windows até à versão 2003 utiliza uma base de dados proprietária (DBX), da Microsoft  para armazenar os Emails.

 

Estes ficheiros podem, como qualquer outro tipo de base de dados ficar corrompidos, sendo que nesse caso, o acesso aos emails deixa de ser possível através do Outlook Express. Para efectuar a recuperação dos dados, existem na Internet várias dezenas de aplicações que se propõem a faze-lo. Uma das mais simples e fáceis de utilizar é o DBXtract. O seu custo é relativamente acessível (11 Dólares).

 

Curiosamente, uma das causas mais comuns para que este tipo de situações ocorra, não está em danos causados por vírus, mas sim pelos próprios anti-vírus que podem ter uma integração anómala com o Outlook Express e respectivos arquivos de dados.

 

Exemplo de um DBX corrompido:

 image

O ficheiro “A receber.dbx” tem um tamanho de 736MB, no entanto a pasta A Receber no O.E. está completamente vazia.

Os ficheiros DBX podem ser encontrados normalmente nas pastas:

C:\Windows\Application Data\Outlook Express\{GUID}
ou
C:\Documents and Settings\<User>\Local Settings\Application Data\Identities\{GUID}\Microsoft\Outlook Express

 

É também possível saber qual a localização do arquivo do Outlook Express, acedendo as opção do mesmo, clicando no botão “Pasta de Arquivo”, no separador Manutenção.

image 

 

Caso tenha dificuldades em encontra os ficheiros DBX pelos métodos acima descritos, poderá procurar através do Procurar do Windows, pesquisando por: “*.dbx”. Eventualmente os ficheiros poderão estar ocultos no sistema.

Poderão haver várias pastas com arquivos DBX, caso tenha várias identidades criadas no O.E. ou caso existam vários utilizadores no Windows que utilizem o O.E.

Existe um ficheiro DBX por cada pasta, como “A enviar”, “A receber”, etc.

 

 

 

Para o processo de recuperação comece por fazer uma cópia de segurança de todos os ficheiros DBX para uma outra pasta!

Adquira o DBXtract em http://www.oehelp.com/DBXtract/, e posteriormente execute o mesmo. Não necessita de instalação. O programa apenas está preparado para correr nos sistemas operativos onde o O.E. é o cliente de email predefinido:  Windows 95, 98, Me, NT, 2000, XP e 2003.

imageNo Browse, em Input, indique, caso o DBXtract não encontre automaticamente, o caminho da pasta dos ficheiros DBX, para a identidade no O.E. Identidade principal, é o nome da identidade quando é a única, no O.E.

Em Files indique quais os ficheiros DBX de onde deseja extrair dados. Na parte do Output, em Browse indique a pasta de destino dos emails. Carregue em Extract para iniciar o processo. Dependendo dos dados a extrair, este processo poderá ser demorado.

 

Irá ser criado um ficheiro do tipo ASSUNTO DO EMAIL.EML por cada email recuperado.

image

 

 

Esses emails podem ser abertos de forma individual, acedendo directamente ao seu conteúdo.

image 

 

 

Por fim, pode integrar todos os ficheiros recuperados *.eml, novamente na base de dados DBX do O.E.

Uma vez que não faz sentido estar a importar estes dados para um DBX com problemas, é necessário criar uma nova identidade no O.E.

Para o fazer, aceda à opção Identidades, no menu Ficheiro, e escolha criar nova identidade.

Este processo leva a que sejam criados novos DBX numa outra pasta diferente da original. Uma vez que uma nova identidade é como se fosse um novo utilizador, terá de configurar novamente a conta de email, ou exportar da identidade anterior para esta.

image

Na nova identidade, seleccione e arraste todos os emails directamente da pasta do Windows para a respectiva pasta no Outlook Express. Este processo de integração poderá levar algum tempo dependendo do numero de emails e o seu tamanho.

 

 

 

 

Boas práticas na utilização do Outlook Express e respectivas bases de dados:

  • Fazer regularmente cópias de segurança dos ficheiros DBX, ou dos emails mais importantes! Este é por ventura o melhor procedimento para evitar perda de dados.
  • Desactivar a integração do anti-vírus com o email, caso suspeite ser esse o problema, ou utilize um outro software de anti-vírus.
  • Manter a pasta cada pasta mais livre possível, movendo os emails para outras pastas entretanto criadas. Quanto menor o tamanho de casa pasta, menor o risco.
  • Manter o sistema operativo actualizado.
  • Manter o tamanho de cada DBX tão pequeno quanto possível. O limite imposto pela arquitectura do O.E. e da base de dados DBX, é de 2GB por ficheiro/pasta. 

 

 

Links de Interesse:

http://www.microsoft.com/windows/IE/community/columns/oerepair.mspx

http://www.microsoft.com/windows/ie/community/columns/filecorruption.mspx


Ações

Information

3 responses

13 01 2010
Antonio

Pois bem, comprei esse programinha ai, mas nao adiantou, ele so recuperou arquivo TXT!!!

13 01 2010
Carlos

Estranho…penso que ele cria ficheiros .eml e não .txt!!

18 09 2010
eu

Obrigado a você e ao google que me trouxe aqui. Excelente programa. Recuperei todos os emails da conta que estava travada. Valeu!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: