Windows – Como optimizar o sistema sem recorrer a software de terceiros

5 07 2010

image O Windows, como qualquer outro sistema operativo, com o passar do tempo vai perdendo toda a sua performance e estabilidade inicial. São vários os motivos para que isso aconteça, sendo o mais comum, o facto de o utilizador ir instalando software de que necessita e com isso ocupando poder de processamento disponível, aumentando também probabilidade de conflitos de vária ordem.

 

 

Reinstalar o sistema operativo e todas as restantes aplicações, seria sempre o ideal, e eliminaria por si só muitos dos problemas, no entanto, todo este processo consome muito tempo, muitas das vezes precioso, que retiraria produtividade ao utilizador ou a uma organização.

 

 

A alternativa passa em muitos casos por optimizar o sistema, quase sem tempo de paragem, e apenas recorrendo a todas as ferramentas que estão à nossa disposição no Windows.

 

 

Algumas dicas para optimizar o Windows:

  • Limpeza de disco: permite eliminar ficheiros desnecessários do Windows que estão a ocupar espaço no sistema.
  • Reposição das definições originais do Internet Explorer: embora existam muitos outros navegadores web como por exemplo o Opera e Firefox, o Internet Explorer ainda é amplamente utilizado devido à sua extensa compatibilidade e pelo facto de vir instalado com o Windows.
  • Memória virtual a ser gerida pelo sistema: esta opção  permite que seja o Windows, dinamicamente, a gerir a memória virtual do sistema, evitando assim problemas de configurações erradas.
  • msconfig.exe: este utilitário do Windows, permite desactivar, para além de outras funções, serviços e aplicações que arrancam juntamente com o Windows de cada vez que este é inicializado.
  • Desinstalação de aplicações não utilizadas ou desnecessárias: talvez a maior parte dos utilizadores não saibam, mas muitas aplicações, instalam consigo serviços, ou outros componentes que ficam a ocupar recursos, mesmo quando essas aplicações não estão a correr.
  • Desinstalação de aplicações redundantes: para quê ter vários programas que fazem exactamente a mesma tarefa, ou mesmo programas que fazem tarefas que o próprio Windows já faz por si só.
  • Desfragmentar o disco rígido: cada ficheiro que guarda no seu disco rígido esta “fisicamente” espalhado pelo mesmo, em sectores. O facto de desfragmentar o disco vai tentar reagrupar ao máximo, colocando todos os “pedaços desse ficheiro” em sectores contíguos, de modo a aumentar a rapidez de escrita/leitura do mesmo.
  • Eliminar itens não necessários na pasta arranque: para além do msconfig.exe explicado acima, algumas aplicações colocam os seus atalhos na pasta arranque para que iniciem com o Windows. Tenha o cuidado de apagar apenas o que tiver a certeza que não é necessário.
  • Reiniciar o computador: em computadores ou servidores que estão constantemente ligados, 24×7, o facto de reiniciar o mesmo permite que sejam reinicializados  todos os serviços, aplicações, seja limpa a cache de registos de rede, etc.…

 

 


Como fazer?

 

Nota: Para este post foi utilizado o Windows 7 como exemplo. Nas restantes versões do Windows poderão existir pequenas diferenças no acesso e utilização de todas as ferramentas mencionadas.

 

Limpeza de disco

Inicialize o assistente de limpeza de disco em Menu Iniciar > Programas > Acessórios > Ferramentas do sistema > Limpeza de disco (cleanmgr.exe)

 

image

Indique qual a unidade onde pretende executar o assistente, e aguarde até ser mostrada a seguinte janela:

image 

Seleccione todos os ficheiros a eliminar, carregue em OK e confirme. Tenha em atenção que a reciclagem será esvaziada caso o item esteja marcado. Todo este processo poderá demorar algum tempo dependendo da quantidade de dados a apagar e compactar.

 

 

 

 

Reposição das definições originais do Internet Explorer:

Com o Internet Explorer aberto aceda a Ferramentas > Opções da Internet.

image

No separador Avançadas, restaure as definições avançadas e reponha todas as outras definições do Internet Explorer.

image  Esta operação vai repor todas as definições mencionadas acima. Se activar a eliminação de definições pessoais, são limpos também os ficheiros temporários, histórico, cookies e outros dados do utilizador.

 

 

 

 

Memória virtual a ser gerida pelo sistema:

Para alem da memória física do computador (RAM), o Windows cria ainda um ficheiro de memória virtual para aumentar o desempenho do sistema. Quando o tamanho a alocar para este ficheiro é mal dimensionado, o desempenho poderá ficar a perder. Desta forma, deverá activar a opção para que seja o Windows a gerir qual o tamanho ideal.

image

 

 

 

 

msconfig.exe:

Para aceder ao utilitário de configuração de sistema deverá executar o comando msconfig, em Menu Iniciar > Executar

image

Poderá desactivar, desde que saiba exactamente o que está a fazer, e que tenha a certeza que os itens que desactiva não são vitais, no separador Iniciar (Startup), aplicações ou utilitários que arrancam com o Windows e levam a que o mesmo demore mais tempo nesse processo e que sejam gastos recursos de processamento desnecessários.

 

 

 

 

Desinstalação de aplicações redundantes:

É importante não manter no sistema aplicações para a mesma tarefa, como Anti-Vírus, Firewall, e outras aplicações que estejam constantemente a correr sobre o Windows. Para alem de poderem provocar conflitos e problemas de estabilidade ocupam recursos essenciais do sistema. No caso da Firewall, o Windows XP desde o SP1 já traz consigo uma Firewall suficiente para a maioria dos utilizadores, que estará certamente muito melhor integrada no sistema, do que uma outra Firewall de outro fabricante.

 

 

 

 

Desinstalação de aplicações não utilizadas ou desnecessárias:

image

Alem de libertar espaço em disco, desinstalar aplicações desnecessárias poderá eventualmente melhorar o poder de processamento, uma vez que muitas delas, instalam consigo serviços e outros utilitários que ficam em standby a ocupar recursos, mesmo quando a aplicação se encontra encerrada.

 

 

 

 

Desfragmentar o disco rígido:

O Windows Vista, 7 e o Server 2008 trazem consigo uma novidade que é a possibilidade de agendar a desfragmentação para que possa riscar esta tarefa das suas rotinas de manutenção ao sistema. A desfragmentação deverá ser feita em intervalos regulares de tempo. Para aceder ao utilitário de desfragmentação deverá ir a O Meu Computador > Propriedades da unidade de sistema > Separador Ferramentas > Desfragmentação

image

 

 

 

 

Eliminar todos os atalhos da pasta arranque:

Para alem dos itens mostrados no utilitário msconfig referido acima, algumas aplicações podem colocar um atalho na pasta Arranque, para auto-inicializarem com o Windows. Retire todas as que forem desnecessárias.

 

image

 

 

 

 

Reiniciar o computador:

Esta velha máxima de qualquer utilizador dos sistemas Microsoft, não é puramente uma questão de sorte. Reiniciar o Sistema Operativo, faz com que todos os serviços, processos pendentes, cache, ficheiros temporários, logs, sejam reiniciados “por arrasto” fazendo com que todo o sistema arranque “de fresco” e com isso com uma possível melhoria de desempenho.


Ações

Information

One response

8 07 2010
O último grito em tecnologia

Desfragmentador de disco…

Achei a sua publicação bastante interessante, desta forma, adicionei um Trackback para ela no meu blog:)…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: