As 200 Maiores Empresas de TI em Portugal

5 11 2012

Fonte: Semana Informática

 

Das 200 maiores empresas que constam neste ranking anual, 117 reportaram vendas ao exterior. O negócio reportado no estrangeiro foi de 938 milhões de euros, quando o total do volume de negócio que consta nesta análise foi de 4400 milhões de euros.

 

image 

 

No início de 2011 Portugal capitula devido ao custo da dívida pública e é obrigado a solicitar ajuda externa a uma troika constituída pelo Fundo Monetário Internacional, Banco Central Europeu e Comissão Europeia.

 

image
 
Tendo em conta que na análise realizada pela Semana Informática no ano anterior o sector de tecnologias de informação (TI) tinha recuado 4%, seria de esperar que com a entrada da troika e com a degradação da economia nacional assistíssemos a uma queda abrupta do desempenho da actividade das tecnológicas, uma vez que os cortes na despesa pública implicaram uma forte contracção na procura de bens e serviços não essenciais.
 

Mas apesar da conjuntura negativa, e de uma quebra do produto interno bruto de -1.61% em 2011, neste ranking das 200 maiores empresas o sector de TI voltou a cair, embora apenas -4%.

 


 
Em 201, a maioria das empresas de TI encontrou na exportação de bens e serviços a solução para o problema da falta de procura e de crescimento local.
 
Das 200 Maiores Empresas, 117 reportaram vendas ao exterior. O negócio reportado no estrangeiro foi de 938 milhões de euros, quando o total do volume de negócios que consta no ranking foi de 4400 milhões de euros. Na prática, estes dados permitem constatar que 22% das vendas apresentadas neste ranking foram realizadas noutras geografias fora de Portugal.
 
É bastante interessante analisar o comportamento das principais empresas portuguesas que exportam serviços e produtos, uma vez que já podem ser consideradas multinacionais, visto que 56% da facturação total das 10 maiores empresas do ranking já é produzida externamente. Estas 10 empresas representam 87% (812 milhões de euros) do total de 938 milhões de euros de vendas reportadas no estrangeiro.
 
No primeiro lugar das tecnológicas portuguesas que mais exportam surge a TimWe, um caso particular de uma empresa cujas vendas em Portugal são quase inexistentes quando comparadas com o peso da facturação realizada no exterior (97%).
 
No segundo lugar aparece a JP Inspiring People, antiga JP Sá Couto, que, ajudada pelo sucesso do projecto Magalhães e da sua especialização no sector da educação, conseguiu dois terços da sua facturação fora de Portugal.
 
Só estas duas empresas facturaram mais de 500 milhões de euros no estrangeiro, 56% do total reportado pelas 117 empresas exportadoras.
 
No terceiro lugar surge a Prológica, que com 90 milhões de euros exportados consegue que 73% da sua actividade dependa do exterior. Esta também é uma empresa associada ao projecto Magalhães.

 

 

 

Top 200

Conforme apresentado anteriormente, no ano de 2011 o Top 200 das empresas de TI conseguiu resistir à crise e decrescer exactamente os mesmos 4% de 2010, para um valor total de 4400 milhões de euros.
 
Não poderíamos deixar de referenciar que os dados que constam neste ranking resultam de um pedido de informação realizado pelo Semana Informática junto das empresas, constando nele apenas as que ao longo do ano forneceram os seus dados relativos à facturação.
 
Por esse motivo somos obrigados a explicar a evidência da falta de vários pesos pesados neste ranking, quer por opção das empresas, quer por imposições internacionais das casas-mãe, visto não facultarem dados sobre o seu desempenho no mercado nacional. São os casos da Alcatel-Lucent, Apple, Cisco, Dell, Ericsson, Microsoft, Nokia Siemens Networks, Oracle ou Samsung, só para citar alguns.
 
Atendendo a esta situação, o ranking das 200 Maiores Empresas de TI em Portugal deve ser encarado como um trabalho de análise que reflecte o melhor possível a realidade das empresas de TI em Portugal, mas que não é 100% representativo do sector.
 
No pódio desta edição temos alterações significativas, com a entrada para o primeiro lugar da JP Inspiring People, devido sobretudo aos 66% de aumento do crescimento e a um volume de negócios de 370 milhões de euros, sendo a única empresa que consta no ranking a facturar mais de 300 milhões.
 
No segundo lugar surge a TimWe, um emigrante de luxo que com 281 milhões de euros e uma taxa de crescimento de 20% conseguiu ultrapassar a IBM, que fica na terceira posição, com um volume de negócios de 250 milhões de euros.
 
Só quatro das 10 maiores empresas que constam no ranking das 200 Maiores Empresas de TI em Portugal é que reportaram crescimento, três delas muito à custa do negócio externo. Das seis empresas que decresceram, quatro tiveram quedas nos seus volumes de negócio superiores a 20%.
 

 

 

Crescimento
 
Nas análises por crescimento surgem algumas surpresas neste trabalho, visto que no crescimento é normal ter empresas ditas pequenas a crescer mais de três dígitos, como são os casos da Milestone Consulting, com +318%, para 1,4 milhões de euros (188.º do Top 200), ou da Clever House, com +215%, para 1,9 milhões de euros (160.º do Top 200). Aquilo que não se verifica tantas vezes é haver empresas com grandes volumes de negócios que apresentam taxas elevadas de crescimento, como é o caso da líder do Top 200, a JP Inspiring People, que cresceu 66%, para os 370 milhões de euros.
 

 

 

Emprego
 
Na categoria de Emprego, Valor Acrescentado Bruto e Produtividade, temos dados animadores, visto o sector empregar nas empresas do Top 200 (apenas 170 revelaram quantos trabalhadores tinham em 2011) um pouco mais de 26 400 pessoas, das quais cerca de 12 mil são referentes às 10 maiores empregadoras. Neste capítulo registamos um crescimento de 3% relativamente aos valores reportados na análise de 2010.
 
Curioso volta a ser o contributo de cada empregado para o volume de negócios total, notando-se uma produtividade das empresas estrangeiras e das do grupo Portugal Telecom, com a PT SI e com a PT Inovação bem acima das restantes do Top10.
 
No total das empresas destaca-se a produtividade bastante elevada da SIBS (117), da TimWe (103) e da JP Inspiring People (161).

 

 

 

Ranking 200 Maiores Empresas de TI em Portugal 2011 (Excel)

Para Lá das 200 Maiores (Excel)


Ações

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: