O IMPACTO ECONÓMICO DA PIRATARIA INFORMÁTICA EM PORTUGAL

2 12 2012

Fonte: www.assoft.pt


Um trabalho pioneiro do Centro de Estudos Aplicados da Universidade Católica Portuguesa analisa o fenómeno da pirataria informática em Portugal e identifica o impacto da sua redução no conjunto da economia.
Com base no estudo internacional “Piracy Impact Study – the benefits of reducing software piracy” da BSA – Business Software Alliance e da IDC – International Data Corporation que analisou 42 países mas não incluiu Portugal, o estudo português conclui que a economia nacional beneficiaria de impactos significativos com a redução da utilização ilegal de programas informáticos.

 

A taxa de pirataria em Portugal estava estimada em 40% em 2011, próxima da média mundial (42%) mas muito acima da verificada nas economias mais desenvolvidas. Esta taxa representa uma perda anual em rendimento no mercado nacional de 193 milhões de euros. Contudo, a sua redução teria um efeito multiplicador no conjunto da economia, permitindo uma recuperação muito superior às perdas de receitas.
O objectivo de reduzir em 4 anos esta taxa para 30 por cento constitui um desafio interessante e ambicioso para Portugal, que obriga à observação das melhores práticas internacionais.

 

image


O estudo revela que em 4 anos, o Estado poderia arrecadar uma receita fiscal adicional de 320 milhões de euros, para um aumento do PIB em 1150 milhões de euros – cerca de 0,6% do PIB actual. Em termos de impacto no emprego, ao longo dos próximos 4 anos seriam criados 4244 novos postos de trabalho.

Carregue na imagem para abrir o documento

image


Ações

Information

2 responses

2 12 2012
Luis

Se não fosse o acesso que sempre houve a software Pirata nos últimos 20 anos, muitos dos Profissionais que temos hoje em dia não existiriam. Na minha opinião estes estudos são controversos. Quantas empresas não cresceram com software Pirata até poderem investir em software original? Quantos milhares de utilizadores tinham deixado de ter um posto de trabalho por não terem acesso a um processador de texto, ou folha de cálculo maioritáriamente utilizado em todo o lado? Muitos mais exemplos poderiam ser dados.

3 12 2012
Pedro

O que poderia parecer ser à primeira vista um comentário totalmente descabido e irresponsável da tua parte, Luís, realmente para quem conhece a realidade do País, infelizmente passa a não o ser!
É uma grande contradição… :((
(apenas um desabafo meu)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: