SAP contrata indivíduos com autismo

12 06 2013

Fonte: http://www.jornaldenegocios.pt/

sap logo Announcing Availability of FlexPod for SAP

Numa iniciativa de carácter global e em parceria com a fundação Specialisterne, a SAP contratará indivíduos com perturbação do espectro do autismo, para trabalharem em testes de software, programação e gestão de dados. Medida não será implementada em Potugal, pelo menos numa primeira fase.
A SAP recrutará trabalhadores com perturbação do espectro do autismo para funções de programação, gestão de dados e teste de software, segundo a agência Bloomberg.

 
A fabricante de software colaborativo de gestão empresarial aliou-se à Specialiasterne, fundação que promove a inclusão de indivíduos autistas na indústria tecnológica. Nesta aliança, caberá à SAP encontrar postos de trabalho que se adeqúem a indivíduos autistas, por todo o mundo.  
 
Numa primeira fase, a iniciativa ocorrerá na Alemanha, Canadá e Estados Unidos da América (EUA), onde se prevêem contratações ainda para 2013. No entanto, a medida deverá ser implementada em mais países, de acordo com a agência norte-americana.
 
Na Índia foi desenvolvido um programa piloto, com seis testadores de software autistas e na Irlanda a SAP está a contratar cinco indivíduos com perturbação do espectro do autismo.

 

 
Os indivíduos com perturbação do espectro do autismo possuem talentos únicos que poderão conceder à SAP uma potencial vantagem comparativa, sobre os concorrentes, explicou a empresa em comunicado, refere a Bloomberg. Ao mesmo tempo a companhia alemã poderá garantir emprego a um número significativo de indivíduos autistas.
 
A SAP explicou ao Negócios que, "nesta primeira fase, não  haverá implementação da medida em Portugal". Isto porque estes trabalhadores serão "integrados nos laboratórios de software" da empresa. A equipa de desenvolvimento de software que a SAP tem em Portugal é "relativamente pequena", não estando por isso reunidas condições para receber trabalhadores com perturbação do espectro do autimo. A empresa não exclui, porém, a possibilidade de tal vir a acontecer no futuro.
 
Em Portugal, não se conhece, para já, o número de indivíduos com espectro do autismo, afirmou ao Negócios a presidente da Federação Portuguesa para as perturbações do desenvolvimento e autismo. Isabel Cottinelli Telmo refere, porém, um estudo sociológico realizado no distrito de Setúbal que indica que 15 em cada 10 mil indivíduos sofrerão de perturbações do espectro do autismo.
 
(Notícia actualizada às 18h40 com declarações da empresa.)

 

 

Fonte: http://www.jornaldenegocios.pt/


Ações

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: