E-reader BQ Cervantes 4-Análise

6 04 2018

Com a massificação dos tablets não é muito comum encontrar e-readers à venda nem alguém que utilize este tipo de equipamentos. Embora sejam parecidos fisicamente com os tablets, os e-readers têm a especificidade de estarem orientados para a leitura de livros digitais (e-books) e outros conteúdos relacionados, apesar de muitos e-readers irem além destas funções. A grande diferença entre um tablet e um e-reader está na tecnologia do ecrã (e-ink) que simula o papel e também na autonomia que vai muito para além da autonomia de um tablet.

 

image

 

Comparativamente a um tablet, o principal objetivo de um e-reader é que o utilizador não fique com a vista cansada em leituras mais prolongadas, como na leitura de um livro por exemplo. Olhar para um tablet sob a luz direta do sol pode ser uma tarefa complicada e desconfortável. É por esta razão e por outras que muitas pessoas preferem comprar livros em papel, apesar de já existirem livros em formatos digitais, normalmente com custo inferior.

Nos e-readers, derivado à tecnologia que utilizam, a leitura de um livro não causa tanto impacto negativo na visão, nomeadamente fadiga ocular.

 

IMG_0237

 

No mercado existem vários fabricantes a produzir e-readers, sendo os mais comuns, pelo menos no mercado Ibérico, a BQ com o Cervantes, o Kindle da Amazon e o KOBO da FNAC. Muitos outros e-readers existentes pelo mundo fora são muitas vezes comercializados por grandes livrarias online, sendo um canal privilegiado para venderem os seus conteúdos  digitais.

O Cervantes, tal como grande parte ou mesmo a totalidade dos produtos da BQ, é desenvolvido internamente por este fabricante, tanto ao nível de hardware como de software. Embora seja mais conhecida pelos seus smartphones e impressoras 3D,  a BQ detém uma vasta experiencia em e-readers. Para este review a BQ enviou-me o Cervantes 4 para análise.

 

IMG_0240

 

Este equipamento, com um design minimalista e discreto, vem dentro de uma pequena caixa que, para além do e-reader, traz um cabo USB para carregar (não está incluído o carregador). É muito leve e pequeno sendo possível segura-lo com uma mão sem cansar muito. Tem 8 GB de memória interna que serve quer para o sistema operativo, quer para armazenar conteúdos do utilizador. O espaço livre permite armazenar milhares de livros e outros conteúdos digitais. O e-reader tem ainda um pequeno indicador luminoso, um botão de power e um botão de reset, assim como um botão Home que, quando pressionado, mostra o último livro que foi aberto, a data e hora do acesso, assim como a percentagem de conclusão da leitura.

 

IMG_0248

 

O manual do equipamento está presente em formato digital, apesar de praticamente não ser necessário já que as funções são muito intuitivas. O ecrã, componente chave do Cervantes, tem 6 polegadas (tamanho mais comum nestes equipamentos), é retro-iluminado para ler em ambientes mais escuros e é baseado na tecnologia E Ink Carta.

Existem várias configurações possíveis para o ecrã, desde o nível de intensidade da luz até ajustar a cor ao anoitecer por forma a minimizar o impacto que estes equipamentos têm no processo de adormecer. Esta tecnologia, denominada de OptimaLight permite que o utilizador configure o dispositivo para que este, automaticamente, ajuste a cor para ser mais quente durante a noite e mais fria durante o dia. Convém referir que o ecrã deste dispositivo utiliza tons de cinza, tal como habitual nos e-readers.

 

IMG_0242

 

O Cervantes 4 tem um custo a rondar os  150 Euros. O valor é superior a muitos dos tablets existentes no mercado, que têm muito mais funções que um e-reader, no entanto o valor é justificado para os leitores mais ávidos que têm necessidade de passar muito tempo a ler conteúdos digitais. Em relação a outros equipamentos do mesmo género o preço está dentro da faixa de valores habituais que se situa normalmente entre os 100 e 300 Euros.

 

IMG_0243

 

Ao ligar o Cervantes 4 pela primeira vez é necessário fazer a configuração inicial escolhendo a língua (para além do Português estão disponíveis outras línguas entre as quais o Espanhol, Catalão e Galego), o fuso horário e para finalizar, o utilizador pode opcionalmente ligar o e-reader a uma rede WiFi (banda 2.4 Ghz). Esta conectividade com a Internet é necessária para aceder à NUBICO, uma plataforma online que disponibiliza conteúdos de leitura, utilizar um navegador Web que está presente no sistema operativo e também para atualizar o firmware do equipamento. Está incluída a subscrição, por um mês, do serviço Nubico Premium. A ativação do dispositivo, embora seja opcional, é obrigatória para poder utilizar os dicionários e efetuar atualizações.

Na biblioteca da NUBICO existem conteúdos gratuitos e outros pagos. Talvez devido ao facto de a NUBICO conseguir saber através do endereço IP, a localização do tablet, neste caso o país, não consegui obter muitos conteúdos.

 

IMG_0246

 

Ao nível de software existem 5 menus: Procurar, Biblioteca; Loja; Definições e Ajuda. O menu Procurar permite procurar conteúdos da Biblioteca e também da Loja. A Biblioteca organiza todos os conteúdos presentes no e-reader. É possível ordenar por titulo, recentes e autor, assim como filtrar por conteúdos a ler, não lidos e mostrar todos. Também é possível agrupar os conteúdos por coleções, como por exemplo romances, livros técnicos, biografias, etc. A Loja permite descarregar conteúdos da Nubico. Nas Definições estão presentes todas as configurações do equipamento.

Os menus são simples e intuitivos. Existe um teclado digital que permite ao utilizador introduzir dados, como por exemplo notas num livro, fazer pesquisa de conteúdos, etc.. Apesar de existir um navegador Web que cumpre basicamente o que um navegador Web deve fazer, não conte ter uma experiencia de utilização semelhante à utilização de um navegador Web num computador, smartphone ou num tablet. Afinal de contas não é este o objetivo de um e-reader.

Para além das várias configurações que anteriormente referi, existe ainda a possibilidade de definir outras opções como o protetor de ecrã, poupança de energia, configurações para configurar a mudança de página, entre outras opções menores.

 

IMG_0247

 

A biblioteca do e-reader, que já traz alguns livros (em espanhol), pode ser alimentada quer com livros provenientes da compra diretamente na loja (os dados de pagamento são introduzidos diretamente no e-reader), assim como com ficheiros que o utilizador pode colocar num cartão microSD (limite de 32 GB). São aceites os formatos .doc, .epub, .fb2, .html, .mobi, .pdf, .rtf, .txt. Ao inserir o cartão na ranhura do equipamento os ficheiros ficam automaticamente disponíveis na Biblioteca, prontos para serem abertos. Também é possível adicionar conteúdos à biblioteca, a partir de uma página web. Experimentei carregar num link dentro de um site, para um documento PDF, e este foi automaticamente descarregado para a biblioteca. Muito simples e prático. Fica a dica para pesquisar apenas ficheiros PDF no Google: basta colocar “filetype:pdf” à frente do(s) termo(s) de pesquisa, como por exemplo: “Vila Real filetype:pdf”. Este dica obviamente serva para outros tipos de ficheiros.

Se ligar o e-reader ao computador, através do cabo USB, quer a memória interna, quer o cartão microSD ficam disponíveis para leitura e escrita. É mais uma alternativa para adicionar, eliminar e copiar conteúdos.

image

 

A experiencia de ler um livro neste e-reader é muito positiva. Para além de todas as vantagens de um e-reader, que já mencionei anteriormente, só o facto de não sermos bombardeados com notificações visuais e sonoras, nem termos a tentação de aceder a outras aplicações, como acontece num tablet, permite manter o foco na leitura, sem distrações. Durante a leitura, conforme o tipo de ficheiro, poderá efetuar pequenos ajustes ao nível do zoom, orientação vertical ou horizontal, margens, espaçamento, tamanho do texto, ir para uma determinada página, aceder ao índice. Na barra superior poderá ainda consultar o estado da bateria, a data e hora.

Ao carregar numa palavra, num conjunto de palavras ou frase, poderá consultar o seu significado no dicionário (apenas inglês e espanhol), consultar a Wikipedia, adicionar uma nota e destacar (sublinhar). Pode ainda pesquisar texto dentro de um livro. As imagens mostradas pelo e-reader, têm um detalhe aceitável. Não espere ver imagens nítidas como num tablet. Não é o objetivo de um e-reader. O tablet aceita gestos no ecrã, utilizados para, por exemplo, mudar de página.

 

 

 

Algumas imagens ao teste do Cervantes 4

(clique em cada imagem se pretender abrir no tamanho original)

iPad e Cervantes lado a lado, com luminosidade no máximo, com um documento PDF aberto.

IMG_0534

 

 

Cervantes sob luz direta do sol, sem luminosidade ativada, a mostrar um documento PDF.

IMG_0537

 

 

iPad sob luz direta do sol, com luminosidade no máximo a mostrar um documento PDF. Aqui é possível constatar a dificuldade de ler o conteúdo do documento, com a incidência direta dos raios solares.

IMG_0539

 

 

E-reader com a luminosidade ligada com um E-book aberto.

IMG_0550

 

 

Cervantes sob luz direta do sol, com luminosidade ativada no máximo, a mostrar um documento PDF.

IMG_0551

 

 

Navegador Web aberto no Cervantes, com luminosidade ligada.

IMG_0250

 

 

Configuração da intensidade da luminosidade num ambiente completamente escuro.

IMG_0556IMG_0558

 

 

 

Aspetos menos positivos que identifiquei:

  • Não encontrei forma de conseguir descarregar alguns conteúdos digitais, que supostamente são gratuitos. Recebia uma mensagem a informar que a ação pretendida não era possível devido à minha localização. Também não consegui descarregar uma amostra de conteúdos pagos, pelo mesmo motivo.
  • Fiquei com a sensação que a Loja está orientada para o mercado espanhol. O idioma dos menus está em espanhol e não encontrei forma de alterar para português (o idioma do dispositivo em si está em Português), os conteúdos da sinopse também estão em espanhol. Não encontrei conteúdos em Português.
  • Apesar de não ser grave, notei alguma instabilidade na conexão WiFi, que de vez em quando se perdia por alguns segundos para logo de seguida voltar a estar ativa.
  • Embora se tenha mostrado estável, aconteceu por uma ou duas vezes que o dispositivo reiniciou, após mostrar a mensagem que estava a recuperar de um erro.
  • Ao abrir um ficheiro TXT que continha caracteres especiais como acentuação, cedilhas, etc., estes caracteres foram substituídos por “?”. A palavra “aceitável”, por exemplo, ficou “aceit?avel”

 

 

Embora não estejam incluídos de base, a BQ dispõe de vários acessórios para o Cervantes, nomeadamente uma capa para por cerca de 20 Euros.

image

 

 

Características do dispositivo

Página de Downloads

Cervantes 4 – Guia completo do utilizador

 

 

 

Páginas relacionadas:

https://pplware.sapo.pt/informacao/bq-lanca-novo-reader-cervantes-4/

https://tekgenius.pt/novo-reader-bq-cervantes-4-melhora-toda-formula-destes-dispositivos/

https://www.pcguia.pt/2017/11/bq-lanca-cervantes-4/

https://coopervision.pt/profissionais/recursos-clinicos/fadiga-visual-digital-incremento-dispositivos-digitais

Anúncios

Ações

Informação

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: