Portugal aprova lei de proteção de dados um ano depois do RGPD

28 06 2019

Fonte: F3M Information Systems SA

 

Depois de muita controvérsia na discussão, muitos atrasos, avanços e recuos, eis que foi aprovada a 14 de junho de 2019 a Lei Portuguesa de Proteção de Dados Pessoais.

 

$j5d2sv7225

 

Ao contrário do que alguns defendiam, não há qualquer prorrogação de prazo para entrada em vigor do RGPD. Este Regulamento encontra-se plenamente vigente deste 25 de maio de 2018 e “acolhe” agora os ajustamentos que o legislador entendeu empreender face à realidade nacional.

 

Numa primeira análise à Proposta de Lei agora aprovada, podemos constatar que:

  • A idade relevada para o consentimento de menores é de 13 anos, ao contrário dos 16 anos previstos no Regulamento Europeu;
  • A Portabilidade dos dados pessoais, um dos direitos consagrados no Regulamento Europeu, aplica-se apenas a dados fornecidos pelos titulares;
  • Em situações devidamente tipificadas na Proposta de Lei, pessoas falecidas mantêm direitos à luz do RGPD;
  • São definidas as situações em que poderá não ser fixado um prazo de conservação de dados pessoais;
  • O consentimento poderá ser afastado no caso de dados pessoais adstritos à relação laboral;
  • A recolha de dados biométricos no âmbito da relação laboral apenas poderá realizar-se para fins de controlo de assiduidade e acesso às instalações e a sua utilização obedece a regras específicas;
  • O acesso a dados de saúde e genéticos apenas pode ser efetuado por profissionais devidamente abrangidos pela obrigação de sigilo e exclusivamente através de meios eletrónicos, salvo impossibilidade técnica ou indicação do titular. O acesso a estes dados deve ser comunicado ao titular.

Leia o resto deste artigo »

Anúncios




INVOXIA-Localizador GPS de nova geração

16 06 2019

Não é todos os dias que surgem no mercado produtos tão inovadores e diferentes como o localizador GPS da Invoxia. Localizadores GPS existem há muito tempo e são utilizados nas mais diversas situações, como por exemplo em carros e motas, animais, carteiras, pessoas, etc. A diferença entre o localizador da Invoxia e os localizadores “comuns” é que este não requer um cartão SIM porque não se liga às redes celulares dos operadores tradicionais como a MEO, Vodafone e NOS, por exemplo, no caso de Portugal.

 

O GPS tracker da Invoxia, desenvolvido por uma empresa francesa com o mesmo nome, não se liga diretamente à Internet, mas sim à rede Sigfox (no caso de Portugal). Em outros países poderá ligar-se à rede Sigfox ou à rede LoRa (conforme o caso) para comunicar a localização GPS. Estes dados são posteriormente transmitidos ao utilizador, via Internet, através de uma App, existente para iOS e Android. Estas redes de baixo débito e baixa potencia, também designadas de 0G, foram projetadas e desenvolvidas para comunicação de dispositivos que necessitam de muito baixa largura de banda e consumo energético, como o caso de dispositivos IoT. Estas redes, denominadas de LPWAN (low-power wide-area network), estão ainda em desenvolvimento e é portanto muito importante que o utilizador verifique a cobertura do serviço nas áreas onde pretende utilizar dispositivos que utilizem estas redes, antes de proceder à aquisição do equipamento e subscrição dos serviços, se for o caso.  Como resultado desta tecnologia, a autonomia deste localizador GPS é bastante alargada, podendo chegar a vários meses.

 

111

 

Este equipamento tem o custo aproximado de 99 EUR, já com 3 anos de contrato de comunicações incluído. Posteriormente, após o terceiro ano, o custo é de 9,99 EUR por ano. Comparativamente a outros localizadores GPS existentes no mercado, considero que o preço deste equipamento é bastante acessível, mais ainda quando inclui 3 anos de comunicação de dados.

 

222

 

Para além da tecnologia que permite enviar dados através das redes LoRa e Sigfox (868mHz/915mHz), está também disponível conectividade Bluetooth (BLE 4.0), para configuração do localizador, atualização do firmware e localização a curta distancia, WPS (Wi-Fi Positioning System) para localização indoor e sensores que detetam movimento e inclinação. Em relação à bateria, esta pode ser carregada via USB (cabo incluído). A tecnologia que este equipamento incorpora é bastante alargada, conforme se pode verificar.

Leia o resto deste artigo »





ERP – Conceitos Gerais (Glossário)

8 06 2019

Neste artigo partilho alguns dos principais conceitos gerais (glossário) comuns a qualquer sistema ERP. Poderá encontrar aqui uma ajuda para compreender estes sistemas, cada vez mais complexos e essenciais em qualquer organização.

 

Enterprise resource planning (ERP) module Construction flow icon art vector design

 

 

______________________________________________________________

Fonte: www.primaverabss.com

 

A

Acerto da incidência – Quando o valor da base de incidência calculada pelo sistema numa fatura difere do valor apresentado no resumo de IVA da fatura do fornecedor (normalmente por métodos de arredondamento diferentes) surge a necessidade de se proceder ao acerto do IVA correspondente.

Acerto do valor – Quando o valor do imposto calculado pelo sistema numa fatura difere do valor apresentado pelo fornecedor na sua fatura (normalmente por métodos de arredondamento diferentes) surge a necessidade de se proceder ao acerto do IVA correspondente.

Antiguidade – Nas contas a receber, a análise de antiguidade de saldos é uma ferramenta de gestão fundamental. Enquanto ferramenta analítica ajuda a determinar a saúde financeira dos clientes de uma empresa e, portanto, a saúde do seu negócio.

Anulação – A anulação de um meio de pagamento "desativa" o documento para que ele não se possa usar mais.

Anulação de cheque – A anulação de um cheque "desativa" o cheque para que não possa ser usado como um cheque em branco. Por outras palavras, deixa de ser possível preencher o cheque para o dar a alguém através do preenchimento do campo do beneficiário, da introdução de um valor e da sua assinatura.

Armazém – Um armazém é um edifício/lugar/campo para o armazenamento de materiais.

Artigo – Também designado de item, produto ou bem, o artigo é o elemento que identifica de forma unívoca o produto ou serviço envolvido numa transação.

Assinatura – Nalguns países, os documentos emitidos por uma empresa têm de conter textos obrigatórios, bem visíveis na impressão, que podem variar de acordo com o documento. Estes textos são impressos sob o termo de assinatura.

B

Beneficiário – Representa a entidade que beneficia de um determinado acontecimento. No caso do processo de retenções identifica a entidade que vai beneficiar de um pagamento por via da retenção que se torna efetiva.

BOM (lista de materiais) – Compilação dos artigos que são usados no fabrico de um produto.

Bruto – Corresponde ao valor total de bens e serviços, sem descontos nem impostos.

Leia o resto deste artigo »





Pretende manter ficheiros em modo offline num iPhone ou iPad?

25 05 2019

… Pode ser uma tarefa complicada se utilizar o iCloud.

 

A Apple é uma das empresas tecnológicas mais inovadoras e de maior sucesso em todo o mundo. No entanto também é conhecida por motivos menos bons, nomeadamente por manter limitações demasiado básicas nos seus produtos, que nem sempre são facilmente compreendidas pelos seus utilizadores, mais ainda quando as funcionalidades pretendidas pelos utilizadores existem muitas das vezes há vários anos em produtos concorrentes.

 

IMG_6597

 

Recentemente tive necessidade de manter vários ficheiros guardados localmente no meu iPad e iPhone, nomeadamente ficheiros PDF, para consulta numa formação, em que não tinha conectividade com a Internet, nem via rede WiFi nem via dados móveis. Sim, ainda existem muitas situações em que não é possível ou pretendido estar constantemente ligado à Internet, nem que seja por uma questão de poupar bateria, mantendo as ligações WiFi e dados móveis desativadas, por uma questão de custo ou tarifário, ou simplesmente porque existem locais sem redes WiFi por perto e ao mesmo tempo ligações a dados móveis lentas e instáveis.

 

Inicialmente comecei por guardar esses ficheiros na App Files, da Apple, no entanto facilmente encontrei dois “problemas”. O primeiro é que esta App é um simples gestor de ficheiros que, embora tenha a pasta “On My iPhone”, que guarda dados localmente no dispositivo sem os sincronizar com a cloud, não permite que o utilizador crie as suas próprias pastas na raiz da pasta em questão. O utilizador apenas pode colocar os seus dados dentro das pastas que eventualmente tenham sido criadas por Aplicações. Poderá não ser boa ideia porque pode levar a que quando a App que criou a pasta for removida, eventualmente todas as pastas e ficheiros criados pelo utilizador possam ser removidos sem aviso prévio. Depois, porque a App Files, embora abra ficheiros PDF, não permite efetuar pesquisas e anotações nos ficheiros, algo muito comum em documentos de texto.

 

 featured-section-backup-to-icloud_2x

 

Posteriormente procurei uma alternativa, sem recorrer a aplicações de terceiros. Rapidamente cheguei à App Books, ou Livros, em Português, também da Apple. Esta App permite ler e ouvir audiolivros (pagos ou gratuitos), que podem ser descarregados numa loja própria da Apple e ser organizados na Biblioteca da App. Também tem como objetivo ser um repositório de ficheiros PDF que o utilizador queira colocar dentro da App para consulta posterior. Pensava ter encontrado aqui a solução para o meu problema, no entanto após algumas horas de utilização rapidamente percebi que existem vários problemas. Ficheiros que descarreguei pensando que ficariam disponíveis para acesso mesmo quando não estivesse ligado à Internet, sem razão aparente e sem que se perceba muito bem porquê, deixam de ficar disponíveis localmente, quer no iPad, quer no iPhone.

 

Nas imagens em baixo (da esquerda para a direita) é possível verificar que com o passar do tempo, alguns dias para ser mais preciso, os 12 ficheiros que descarreguei na App Books, no iPhone, foram desaparecendo inexplicavelmente da pasta Downloaded.

IMG_6416IMG_6418

Leia o resto deste artigo »





Primavera Express v7.60–Introduzir o Modo de Pagamento por Transferência Bancária

11 05 2019

Artigos relacionados:

Primavera Express–Introduzir o modo de pagamento por transferência bancária

Primavera Express 7.5–Introduzir o modo de pagamento por transferência bancária

 

No passado já escrevi 2 artigos a explicar como introduzir o modo de pagamento por transferência bancária no Primavera Express. Inicialmente, em 2011, o artigo foi escrito para a versão 6.40. Posteriormente, em 2013, escrevi um novo artigo, desta vez para a versão 7.5. Escrevo agora este novo artigo para a versão 7.60. Como a aplicação vai sendo atualizada pela Primavera, a estrutura da base de dados é alterada com o passar do tempo, daí que as instruções SQL que funcionam numa determinada versão, possam eventualmente não funcionar noutras versões.

 

primavera

 

Para iniciar o processo, deverá seguir todos os passos descritos no artigo Primavera Express 7.5–Introduzir o modo de pagamento por transferência bancária, utilizando no entanto o ficheiro que pode descarregar aqui (password “invisibleflamelight.wordpress.com”), em vez do ficheiro que disponibilizei no artigo que escrevi em 2013. Após abrir o ficheiro, conforme expliquei no artigo que tem as instruções, poderá, se desejar, alterar o código do novo modo de pagamento, assim como a descrição (dados assinalados na imagem seguinte).

 

778

Leia o resto deste artigo »





Assista à gravação do Webinar Novidades Pssst! e Tlim

11 05 2019

Artigo relacionado: Primavera Pssst! e Tlim-Novidades v8.30 SR7

 

Se não assistiu em direto ao Webinar sobre as novidades da versão 8.30 SR7 do Pssst! e Tlim tem agora a oportunidade de visualizar a gravação do mesmo.

 

Webinar Novidades Pssst! e Tlim

 

Leia o resto deste artigo »





Parrot Bebop 2-Um drone com uma relação qualidade/preço imbatível

30 04 2019

Muito embora o Parrot Bebop 2 seja um drone relativamente antigo, este modelo continua a dar cartas no mercado não só pelas suas especificações, mas também pela relação qualidade/preço imbatível. Atualmente o Bebop 2, sem comando, pode ser encontrado a cerca de 200 Euros, conforme os dias e as promoções em vigor. Na Amazon.es já esteve a 199 EUR, e em lojas nacionais como na Worten, Fnac e outras, o mesmo drone pode ser regularmente encontrado a cerca de 230 EUR. É um excelente preço, tendo em conta que este modelo, ao contrário do Parrot Disco, ainda não foi descontinuado pela Parrot. Quando foi lançado, sensivelmente no final de 2015, este modelo (só o drone) custava à volta de 600 EUR e desde então o preço tem vindo a descer. Este drone também pode ser comprado na edição FPV, (edição normal e edição Power), em que, para além do drone, também vem o comando Parrot Skycontroller 2 e os óculos Parrot Cockpitglasses. Neste caso o custo atualmente situa-se entre os 500 e os 600 EUR.

 

O seu rival mais direto, DJI Spark, entre outras características, fica a ganhar em portabilidade e qualidade de imagem. Perde no entanto ao nível autonomia de voo, que é bastante inferior em relação ao Bebop 2, e, claro, na relação qualidade/preço. A câmara do Bebop 2, que é igual à câmara do Parrot Disco, é atualmente a sua característica que mais fica a perder face a muitos outros drones mais recentes. A qualidade das imagens obtidas estão longe da perfeição e a diferença é notória.

 

IMG_604722

Leia o resto deste artigo »








%d bloggers like this: