Rumos Tech Sessions: Segurança nas Redes Empresariais: Evolução, Desafios e Ameaças!

10 11 2015

Fonte: www.rumos.pt

A evolução das tecnologias e complexidade das soluções de redes empresariais, assim como a procura de meios para melhorar a produtividade e eficiência dos seus processos de negócio, acabam por colocar em causa a segurança da infraestrutura e dos seus dados. Soluções emergentes relacionadas com a computação na nuvem, big data, mobilidade e BYOD, expõem as empresas a novos desafios em termos de segurança dos dados face à crescente adoção de dispositivos móveis ligados à infraestrutura a partir de qualquer lugar, em qualquer instante.

 

image

 

Neste contexto, a rede unificada surge como uma estratégia para combinar o melhor das redes com e sem fios, para oferecer uma experiência de alta qualidade e segura aos seus utilizadores.

Este evento irá focar os mecanismos tradicionais de segurança que existem nas redes empresariais (routing e switching), os novos desafios e as tecnologias adotadas no acesso unificado e por fim, incluir uma pequena demonstração "live" de como algumas funcionalidades podem ser exploradas nos equipamentos Cisco e quais as medidas de mitigação que poderão ser usadas para minimizar o seu impacto.

Leia o resto deste artigo »





Cisco chega as 10 mil patentes nos EUA

17 07 2013

 

Fonte: www.semanainformatica.xl.pt

O compromisso com a inovação tem permitido à companhia adiantar-se às principais transições tecnológicas

Cisco recebeu do Governo dos Estados Unidos o reconhecimento da sua patente número 10 mil, tornando-se assim numa das primeiras empresas do país a atingir a referida meta.

cisco-logo4774491064032180618  Leia o resto deste artigo »





Conversor USB-Serial ATEN UC232A (chip PL2303) no OS X Mountain Lion

12 06 2013

A maior parte dos computadores actuais, como portáteis e desktops, não possuem porta série uma vez que esta tecnologia tem vindo a cair em desuso especialmente no que diz respeito à informática de consumo. A tecnologia USB é actualmente o standard de mercado, no entanto nem sempre foi assim. PDAs, impressoras, cameras digitais, modems, entre outros dispositivos, utilizavam conexão série à alguns anos atrás.

 

Excepção feita a computadores POS e servidores onde a porta série ainda não foi completamente posta de lado. Nos POSs esta porta é muito utilizada para ligar periféricos como impressoras de talões, visores de cliente, balanças, leitores de códigos de barras, gavetas, terminais pagamento automático, etc. A porta série é também essencial na configuração inicial de equipamentos de rede como  CISCO, através da porta de consola, máquinas industriais, máquinas de diagnóstico, etc.

 

Existem no mercado diversos fabricantes que disponibilizam conversores USB para porta série. O modelo UC232A da ATEN é um dos mais conhecidos, e é compatível com os sistemas Windows, Linux e Mac OS X.

 

 

A instalação deste modelo em Windows, é um processo trivial. Embora os drivers estejam incluídos no CD que acompanha o conversor, é recomendado descarregar do site do fabricante pois assim tem a certeza que está a instalar a última versão, mitigando possíveis problemas. Nesta página em Resources > Software & Driver encontra os drivers para todos os sistemas compatíveis. O problema é que, no caso do Mac OS X, os drivers disponibilizados pela ATEN são antigos, e não funcionam nas versões mais recentes deste sistema operativo. A Prolific disponibiliza drivers mais recentes nesta página, no entanto não se têm mostrado fiáveis.

 

 

 

Instalação do Conversor USB-SERIAL ATEN UC232A no OS X Mountain Lion

Após ligar o conversor, verificar em System Information, em Hardware > USB, se existe o  “USB-Serial Controller D”. Em caso afirmativo o dispositivo é detectado no sistema.

image

Como é possível verificar na linha “Fabricante”, a Prolific Technology Inc é a empresa por detrás da tecnologia existente no dispositivo. A ATEN é uma das empresas que comercializa um dos modelos baseados no chip Prolific PL-2303.

Tal como referi acima, a Profilic disponibiliza nesta página, o driver oficial (neste momento a versão disponível é a v1.5.0), no entanto, por alguma razão, não funciona, pelo menos no meu sistema. Adicionalmente, na mesma página são disponibilizados drivers compatíveis, desenvolvidos por terceiros. Um desses drivers, disponível nesta página, é funcional e é o que aparentemente é o mais utilizado pela sua fiabilidade e taxa de sucesso.

 

Leia o resto deste artigo »





CISCO IOS–Emuladores, simuladores, terminais e outros

6 11 2011

cisco-ccie-lab

Neste artigo pretendo reunir algum software fundamental para o estudo, simulação e até para apoio à administração de redes CISCO e do  sistema operativo IOS ( Internetwork Operating System).

Devido ao seu custo e complexidade, os equipamentos de rede da CISCO não são de fácil acesso, e quando estão implementados numa organização, normalmente já se encontram em produção de modo que é complicado utilizar os mesmos para testes. Nesse sentido existem disponíveis uma série de aplicações que permitem projectar e simular redes, de modo a que, com toda a comodidade possa no seu computador montar cenários complexos de rede e fazer toda a administração tal como num ambiente real.

De todas as aplicações disponíveis um especial destaque para o GNS3 que é um emulador. Ao contrário de outras aplicações como o Packet Tracer que será de longe o mais utilizado, também listado neste artigo, um emulador “corre” o sistema operativo propriamente dito, ou seja, o código real na integra. Isto significa que todos os comandos e funcionalidades estão disponíveis e o sistema comporta-se tal e qual como do sistema real se tratasse. Por sua vez o simulador Packet Tracer, embora seja produzido pela CISCO não tem todos os comandos e funcionalidades disponíveis num IOS real, tendo no entanto outras características que o GNS3 não possui, daí que são complementares.

Todas as aplicações aqui referidas são gratuitas. Existem no entanto outras disponíveis, algumas delas com custos de aquisição.

Emuladores e Simuladores

GNS3 (Windows, Linux e Mac OS X)

SNAGHTML1917aee

Ambiente de trabalho do GNS3

  • Permite correr IOS’s reais da CISCO (é necessário fornecer as imagens do sistema operativo).
  • Não emula Switchs.
  • Utiliza bastantes recursos do sistema operativo.
  • Permite correr sistemas de outros fabricantes como Juniper.

Leia o resto deste artigo »





Cisco IOS-Comandos mais utilizados no CCNA (PARTE II)

28 10 2010

 

Na sequencia do 1º post sobre o CISCO IOS, surge a 2ª parte, com mais alguns dos comandos utilizados no CCNA.

 

write memory

SNAGHTML8a7f8d

Sempre que alterar qualquer configuração corrente, deverá guardar a mesma no ficheiro de configuração do equipamento, utilizando o comando write memory. Caso não o faça, todas as configurações não guardadas na NVRAM, serão perdidas da próxima vez que o equipamento for reiniciado. Este comando é equivalente ao copy running-config nvram:startup-config.

Leia o resto deste artigo »





Cisco IOS-Comandos mais utilizados no CCNA (PARTE I)

27 10 2010

imageO IOS (Internetwork Operating System),  é o sistema operativo da maioria dos equipamentos da CISCO, como Routers e Switches. Este assunto é abordado no percurso do CCNA (Cisco Certified Network Associate), que é a base do programa de formação e certificação da CISCO.

 

 

O IOS, tal como qualquer outro sistema operativo, tem as suas especificidades. Ao contrário dos equipamentos direcionados para o mercado domestico e pequenos escritórios (SOHO – small office/home office), os equipamentos da CISCO não têm interface de configuração em modo gráfico, o que implica que o utilizador tenha obrigatoriamente que estar por dentro desta tecnologia para poder efectuar a sua configuração através do interface linha de comandos (CLI).

 

Untitled

 

Leia o resto deste artigo »








%d bloggers like this: