Primavera BSS: Cloud computing é o novo paradigma tecnológico

21 02 2015

Fonte: www.bit.pt

 

Estamos perante um novo paradigma tecnológico que é completamente revolucionário, disse à B!T José Dionísio, CEO da Primavera BSS, empresa portuguesa com mais de 20 anos de experiência no mercado de software de gestão. Para este responsável, o Cloud Computing inclui uma rutura tecnológica maior do que a que deu origem à Primavera em 1993: a criação de software em ambiente gráfico, em Windows. “Apesar de tudo, era software de faturação, de contabilidade, a correr num sistema operativo diferente. Ponto. A cloud veio acrescentar uma série de outras vertentes ao negócio e abre possibilidades que não existiam naquela altura”.

JoseDionisio_CoFundador-CoCEO_PRIMAVERABSS_3

B!TRecentemente divulgaram os vossos resultados de 2014 que evidenciaram um crescimento de 9% face a 2013. Resultados muito impulsionados pela vertente internacional. Aliás, recentemente, abriram uma sucursal no Dubai. Como surgiu essa oportunidade? Foi algum cliente que se deslocou e vocês acompanharam o seu negócio?

José Dionísio – Não. A abertura do Dubai foi o resultado da nossa exploração do mercado. O country manager que hoje está a gerir o negócio local, Jorge Marques, responsável por todo o território africano, fez uma pesquisa no Dubai e entusiasmou-se com os Emirados e com os níveis de crescimento que aquela região apresenta. Além de que do ponto de vista do produto há muita similaridade já que ali não há praticamente fiscalidade. O que quer dizer que tivemos que “esconder” a fiscalidade dos nossos produtos, o que tem um custo residual. É por isso um mercado particularmente interessante.

 

 

B!T – Como tem sido a aceitação?

JD – Ainda estamos a tentar perceber. Apesar de tudo o Jorge Marques já começou a contactar com o mercado há quase um ano. Mas é um mercado onde imperam as empresas estrangeiras. Há centenas de milhares de empresas nos Emirados e no Dubai mas há uma população local que é muito residual. Só 5% da população do Dubai é que é dali. De resto, são emigrantes.

Leia o resto deste artigo »





Primavera Express–Atualização importante

17 02 2015

A versão 7.6000.1208 foi disponibilizada ontem e resolve duas anomalias, sendo que uma é critica e está relacionada com o calculo do valor da contribuição Sacos Leves.

 

Anomaly: 593348
Fixed in Version: 7.6000.1208
Solved in date: 02/12/2015

 

Problem description

Valor do contribuição Sacos Leves mal calculado em séries com IVA incluído.

 

How to reproduce

- Indicar o valor da contribuição 0.08;

- Criar um artigo sujeito à contribuição Sacos Leves com o PVP1 de 0.0246€ (valor com  IVA incluído);

- Criar uma série para um documento de venda com IVA incluído e usada em POS;

- No POS, usando o documento e a séria configurada, lançar o artigo indicando uma 
quantidade de 100 unidades;

- Verificar o total do documento.

 

Observed behaviour

Não está correto.

 

Expected behaviour

O total do documento, para o exemplo descrito, deve ser 12,30€.

Leia o resto deste artigo »





Bolsa de Formadores PRIMAVERA

13 02 2015

Estão abertas as inscrições para reforçar a Bolsa de Formadores da PRIMAVERA Academy.

Este ano a academia da PRIMAVERA tem previstas mais de 800 ações de formação nas mais variadas áreas que integram o seu currículo formativo, estando para isso a contratar formadores externos que possam assumir algumas destas ações.

 

image

Leia o resto deste artigo »





Primavera Express – Contribuição sobre sacos plásticos leves (Lei n.º 82-D/2014)

10 02 2015

Foi hoje disponibilizada pela Primavera uma nova versão do Express que dá resposta à obrigatoriedade de contribuição sobre sacos plásticos leves (D. L. n.º 82-D/2014).

 

 

A versão mínima da aplicação que dá resposta a esta normativa é 07.6000.1207.

 

Configurações no Administrador (Administrador > Selecionar Empresa >  Logística e Tesouraria > Parâmetros da Empresa)

image

 

 

 

Configurações no artigo

image

 

 

 

Editor de Vendas

image

 

 

Leia o resto deste artigo »





Já há empresas portuguesas a pagar pelo resgate de bases de dados

8 02 2015

Fonte: Exame Informática

Nos últimos seis meses, deram entrada cerca de uma dúzia de queixas de sequestros de bases dados na PJ de Lisboa. Os resgates chegam aos 10 mil euros – e são, em muitos casos, a única forma de recuperar os dados.

 

 

Na PJ, ninguém o diz abertamente, mas há uma elevada probabilidade de as vítimas de hackers que sequestram bases de dados, não terem outra alternativa senão pagar os resgates que lhes são pedidos, caso queiram recuperar os respetivos repositórios. E não adianta culpar a brigada de combate ao cibercrime: as chances de recuperação dos dados dependem apenas e só da cifra usada pelos cibercriminosos. Se a encriptação for a mesma que foi usada nos ataques levados a cabo no final de 2014 nos EUA… o resgate é mesmo a única alternativa.

 

«Nos EUA, houve grandes empresas que pagaram os resgates. Os cibercriminosos usaram cifras muito fortes que poderiam demorar dezenas ou centenas de anos a descobrir as chaves certas, com um sistema de brut force a testar todas as possibilidades», explica José Pina Miranda, especialista em criptografia e professor da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto.

Leia o resto deste artigo »





Primavera facturou 19,5 milhões de euros em 2014

5 02 2015

José Dionísio , co-CEO da Primavera A Primavera obteve em 2014, um volume de negócios consolidado de 19,5 milhões de euros, mais 9% face a 2013. A actividade internacional da tecnológica portuguesa contribuiu com 8,3 milhões de euros, 45% da facturação.

 

O valor teve um incremento de 14% baseado na actividade da empresa em Espanha, Angola, Moçambique, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe e Emirados Árabes Unidos. Em 2015, a organização pretende dar continuidade à sua estratégia de crescimento com a entrada em novos mercados.

 

“O ano de 2014 ficou marcado pela entrada no Médio Oriente, com a abertura de uma sucursal no Dubai e pela mudança para uma nova sede em Braga, num investimento de cerca de seis milhões de euros”, refere um comunicado. A empresa fez também em 2014 o lançamento da versão 9 do ERP Primavera.

 

Leia o resto deste artigo »





Primavera Express-Sugestão de Documentos nos Resumos de Vendas

27 01 2015

O Mapa de Resumos de Vendas em Vendas > Exploração > Vendas > Resumos é um dos mapas mais utilizados para consultar o valor da faturação.

 

No separador Restrições são definidos quais os documentos que entram para esta análise. Se o utilizador não tiver o cuidado de validar os documentos que estão selecionados poderá estar a ser induzido em erro nos valores de apresentados. Existe forma de o utilizador definir de forma permanente que documentos são considerados no Resumos de Vendas.

 

Por defeito são sugeridos alguns documentos, no entanto, poderá acontecer que nem todos os que estão selecionados façam sentido estar, como o documento Orçamento. Poderá acontecer o inverso, ou seja, não estarem a ser selecionados por defeito documentos que deveriam estar, como por exemplo o documento Nota de Débito.

 

image

 

Leia o resto deste artigo »








Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 402 outros seguidores