XD desenvolve VR-POS, o primeiro software de faturação para o Microsoft HoloLens

19 10 2018

imageA XD People é uma empresa portuguesa sediada no Porto que desenvolve software empresarial para várias áreas de negócio, como restauração, retalho, discotecas, SPA’s, entre outras.

 

Presente também em Espanha e no Brasil, o software desenvolvido pela XD desde cedo se diferenciou no mercado por estar preparado para as 3 plataformas mais utilizadas: Windows, Linux e macOS (leia o artigo que escrevi em 2012: XDPOS e XDREST–Aplicações para Ponto de Venda multiplataforma).

 

Fruto do constante investimento em investigação, a XD desenvolveu o VR-POS, o primeiro software de frente de loja a nível mundial que funciona em ambiente holográfico.  Este software para ponto de venda foi desenvolvido para o inovador sistema de realidade aumentada HoloLens, da Microsoft. Para ser mais exato, a Microsoft designa este sistema de realidade mista, uma vez que existe uma “fusão” do mundo real com o virtual.

 

 

image

 

O HoloLens é considerado uma das maiores inovações tecnológicas dos últimos anos. As suas potencialidades são enormes, nomeadamente em áreas como o entretenimento, medicina, engenharia, design de produto, arquitetura e indústria aeronáutica. A única forma de perceber como o HoloLens funciona é experimentando-o. É uma experiencia única e diferente. Basicamente os óculos, tal como uns óculos normais, permitem ver tudo o que nos rodeia. A magia acontece entre a nossa visão e o ambiente ao nosso redor. Aqui é que a informação é apresentada de forma sobreposta e segue o utilizador para onde quer que ele vá. Não tem qualquer semelhança com óculos de realidade virtual que vemos à venda  nas lojas de retalho e de informática, em que o utilizador deixa de ver o ambiente ao seu redor.

 

 20181012_121124_HoloLens

 

Apesar do seu custo, que atualmente ronda os 5000 Euros, estes óculos têm tido uma aceitação enorme desde o seu lançamento, muito pelas potencialidades criadas pela sua capacidade para gerar hologramas. Existem atualmente muitas aplicações disponíveis para tirar partido de todo o potencial do HoloLens. Muitas destas aplicações estão disponíveis e acessíveis diretamente no HoloLens, através da Microsoft Store. Não sendo propriamente um produto direcionado para o consumidor final (não creio que este produto venha a estar disponível nas prateleiras das grandes cadeias de retalho), muitas têm sido as empresas e outras organizações que decidiram investir nesta plataforma para criar soluções de software únicas, com aplicabilidade e utilidade real em várias áreas.

 

A XD foi uma das empresas que decidiu apostar no Microsoft HoloLens, criando o VR-POS, um produto disruptivo e inovador. O desenvolvimento efetuado pela equipa de R&D, iniciado no final de 2017, recorreu à framework Unity e ao poder da linguagem C#.

 

IMG_4214

Leia o resto deste artigo »





Autenticação através das veias da palma da mão chega em breve ao Windows 10 Pro

10 02 2018

Resultado de imagem para fujitsu palmsecureDepois de a autenticação biométrica através da impressão digital e do rosto se terem massificado em vários dispositivos de vários fabricantes, a tecnologia PalmSecure, da Fujitsu, vai dar mais um passo em frente após a Microsoft e a Fujitsu terem criado uma parceria que vai permitir que os utilizadores do Windows 10 Pro possam passar a autenticar-se através da leitura do desenho das veias da palma da mão. Esta tecnologia de autenticação contactless  existe há vários anos e está presente em alguns equipamentos de gama empresarial onde a segurança é um fator primordial.

  

Palm Vein

 

 

Fonte: tek.sapo.pt

A parceria entre a Microsoft e a Fujitsu significa que os utilizadores do Windows 10 Pro vão poder usar a tecnologia PalmSecure para aceder aos seus computadores com o Windows Hello.

Resultado de imagem para fujitsu palmsecure

 

O sistema de autenticação PalmSecure recorre a tecnologia de segurança biométrica que captura a imagem do desenho das veias da palma da mão através do reflexo da emissão de ondas de frequência curta. Uma vez que a hemoglobina desoxidada do sangue absorve parte das ondas emitidas é possível reduzir o rácio de reflexo e fazer com que as veias apareçam sob forma de padrão numa imagem capturada.

Como os padrões das veias são únicos e têm caraterísticas detalhadas, é comparado com um padrão pré-registado para autenticar o indivíduo.

Leia o resto deste artigo »





SQL Server-Como explorar o conteúdo de um backup (.BAK) de uma base de dados (ou ficheiros MDF, NDF, LDF) sem ter de a repor

16 04 2017

Em determinadas situações seria útil poder explorar o conteúdo de um ficheiro de backup do SQL Server (ou de ficheiros offline MDF, NDF, LDF), sem ter que repor esse backup no servidor de dados. Por exemplo, quando a reposição de um backup se prevê  demorada, quando existem limitações de espaço de armazenamento ou limitações ao nível de recursos de processamento, etc. Pois bem, essa possibilidade existe recorrendo ao Ontrack PowerControls for SQL. Com esta aplicação é possível, não só explorar o conteúdo de ficheiros BAK, MDF, NDF e LDF, assim como repor tabelas entre um ficheiro de origem e a base de dados que está no SQL Server.

 

Ontrack PowerControls for SQL Demo

 

Após descarregar a aplicação (basta preencher este formulário) e instalar (a instalação completa instala várias aplicações, nomeadamente para SharePoint, Exchange, etc.) execute a aplicação “Ontrack® PowerControls™ for SQL” e escolha a opção “Run as Free Trial”. Durante 30 dias poderá executar a aplicação ainda que não com todas as funcionalidades ativas. Aparentemente a funcionalidade para repor tabelas entre a origem e o destino (sem ter que repor toda a Base de Dados) não está disponível no modo Trial. Posteriormente adicione um ficheiro BAK, MDF, NDF ou LDF.

 

SNAGHTML5176081

Carregue em Next para avançar para o passo seguinte.

 

Aqui poderá selecionar um servidor de dados SQL Server. Se apenas pretender explorar o ficheiro que anteriormente adicionou, sem comparar dados do mesmo com dados de uma base de dados existente num servidor de dados, ignore este passo, carregando em Skip.

SNAGHTML518ca0c

 

Por fim, poderemos explorar, na primeira metade do ecrã, as tabelas existentes na base de dados do backup (.BAK), e na segunda, as tabelas existentes na base de dedos que está em produção no SQL Server.

SNAGHTML51d0b6f

Leia o resto deste artigo »





Como alterar a password do user SA do SQL Server

7 04 2017

Em determinadas circunstâncias poderá ser necessário alterar a password de um utilizador do Microsoft SQL Server, como o SA por exemplo, no caso de não saber qual a password definida anteriormente. Em ambientes de produção, críticos, este procedimento deverá ser utilizado com precaução, uma vez que deve ser estudado previamente o impacto desta alteração, nomeadamente no caso de existirem serviços e aplicações onde a password anterior esteja a ser utilizada e onde certamente será necessário definir a nova password.

 

Existem várias formas de efetuar este procedimento (algumas estão dependentes do modo de autenticação no SQL Server e permissões) sendo que uma delas é interagir com o SQL Server através da linha de comandos do Windows, recorrendo às ferramentas e comandos do OSQL. Mais informações sobre o OSQL aqui.

 

Nota: este artigo foi elaborado em Windows 7 com SQL Server 2008 R2. Em versões superiores do SQL Server o OSQL foi substituído pelo SQLCMD.

Deverá executar a linha de comandos do Windows (CMD) como Administrador.

SNAGHTML280797ed

 

 

Posteriormente deve escrever e executar os seguintes comandos, substituindo o que está dentro de <>:

OSQL -S <nome da instância do SQL Server> –E

sp_password NULL, <nova password>, ‘sa’

go

image

Neste momento a nova password deverá ter sido definida.

Leia o resto deste artigo »





Timeout no arranque de serviços do SQL Server

13 12 2016

 

Em determinadas circunstâncias os serviços do SQL Server podem não arrancar automaticamente quando o Windows inicia. No meu caso passaram a existir problemas, no Windows 10, após uma determinada atualização recente (KB3201845). Mesmo após remover esta atualização e efetuar ao restart ao sistema, o serviço do SQL Server não arrancava automaticamente e como consequência o ERP Primavera não abria. Se o serviço fosse iniciado manualmente, aí sim, arrancava com normalidade. Após analisar os eventos do Windows detetei que existia um tempo limite de arranque que tinha sido atingido (ID do evento: 7009). O serviço tenta arrancar dentro de um determinado tempo estabelecido. Se não conseguir por qualquer motivo, deixa de tentar novamente.

image

Leia o resto deste artigo »





Windows-Ocultar utilizadores do ecrã de login

30 11 2016

Nem sempre é desejável visualizar no ecrã de login do Windows determinadas contas de utilizadores, nomeadamente contas que não são utilizadas por nenhum utilizador real, contas “não interativas” associadas a serviços e aplicações. Por exemplo, se no Windows for criada uma conta para o serviço PRIMAVERA Windows Services, certamente não existe qualquer interesse que os utilizadores visualizem e utilizem essa conta.

 

image

 

 

Através da edição do Registo é possível ocultar determinados utilizadores.

Aceda às contas de utilizador (carregue simultaneamente em Windows+R e execute o comando “control userpasswords2” ou “netplwiz”). Localize e anote o nome de utilizador que pretende ocultar.

image

 

 

Abra o editor de Registo de Windows (Windows+R e execute “regedit”)  e navegue até

HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Windows NT\CurrentVersion\Winlogon.

Em cima de Winlogon, carregue com o botão direito do rato e adicione uma nova chave com o nome “SpecialAccounts”.

image

Agora clique em cima de “SpecialAccounts”, novamente com o botão direito do rato e crie uma nova chave com o nome ”UserList”.

Leia o resto deste artigo »





Desativar mensagem do Controlo de Conta de Utilizador (UAC) ao executar aplicações

19 09 2016

Em determinadas circunstâncias, ao executar determinadas aplicações no Windows, poderá ser mostrada a seguinte mensagem relacionada com o Controlo de Conta de Utilizador (UAC-User Account Control).

 

image

 

Se pretender que esta mensagem não seja mostrada todas as vezes que executa a aplicação (por exemplo porque confia no fabricante do programa), uma das hipóteses é baixar o nível do Controlo de Conta de Utilizador (UAC). Uma outra possibilidade é configurar o Windows para não mostrar esta mensagem, sem alterar o nível do UAC. Neste artigo vou explicar como proceder se optar por esta última opção.

 

O utilizador deve ter sempre em mente que, a operação de de configurar o Windows para não mostrar as mensagens do Controlo de Conta de Utilizador, deve ser precedida de uma avaliação do impacto e dos riscos de segurança que esta alteração pode acarretar, já que estamos a baixar o nível de segurança do Windows e permitir que sejam efetuadas alterações no sistema sem o consentimento do utilizador.

 

Leia o resto deste artigo »








%d bloggers like this: