SQL Server-Como explorar o conteúdo de um backup (.BAK) de uma base de dados (ou ficheiros MDF, NDF, LDF) sem ter de a repor

16 04 2017

Em determinadas situações seria útil poder explorar o conteúdo de um ficheiro de backup do SQL Server (ou de ficheiros offline MDF, NDF, LDF), sem ter que repor esse backup no servidor de dados. Por exemplo, quando a reposição de um backup se prevê  demorada, quando existem limitações de espaço de armazenamento ou limitações ao nível de recursos de processamento, etc. Pois bem, essa possibilidade existe recorrendo ao Ontrack PowerControls for SQL. Com esta aplicação é possível, não só explorar o conteúdo de ficheiros BAK, MDF, NDF e LDF, assim como repor tabelas entre um ficheiro de origem e a base de dados que está no SQL Server.

 

Ontrack PowerControls for SQL Demo

 

Após descarregar a aplicação (basta preencher este formulário) e instalar (a instalação completa instala várias aplicações, nomeadamente para SharePoint, Exchange, etc.) execute a aplicação “Ontrack® PowerControls™ for SQL” e escolha a opção “Run as Free Trial”. Durante 30 dias poderá executar a aplicação ainda que não com todas as funcionalidades ativas. Aparentemente a funcionalidade para repor tabelas entre a origem e o destino (sem ter que repor toda a Base de Dados) não está disponível no modo Trial. Posteriormente adicione um ficheiro BAK, MDF, NDF ou LDF.

 

SNAGHTML5176081

Carregue em Next para avançar para o passo seguinte.

 

Aqui poderá selecionar um servidor de dados SQL Server. Se apenas pretender explorar o ficheiro que anteriormente adicionou, sem comparar dados do mesmo com dados de uma base de dados existente num servidor de dados, ignore este passo, carregando em Skip.

SNAGHTML518ca0c

 

Por fim, poderemos explorar, na primeira metade do ecrã, as tabelas existentes na base de dados do backup (.BAK), e na segunda, as tabelas existentes na base de dedos que está em produção no SQL Server.

SNAGHTML51d0b6f

Leia o resto deste artigo »





Microsoft SQL Management Studio-Alternativas gratuitas

10 01 2016

 

Por vezes, é necessário efetuar operações no servidor ou em bases de dados Microsoft SQL Server, num curto espaço de tempo. Seja para efetuar um update em uma tabela, executar um select, etc.

A opção mais óbvia e “segura” é utilizar o Microsoft SQL Management Studio, no entanto este pode não estar instalado. Nesse caso, é necessário descarregar (se for o caso), e proceder à instalação, o que pode implicar bastante tempo. O instalador tem pré-requisitos que têm que ser cumpridos antes da instalação propriamente dita, para além do tamanho do instalador e do facto de existirem várias versões.

 

 

Algumas aplicações, como sistemas de ERP por exemplo, que assentam sobre a plataforma SQL Server, não têm incorporada uma consola de acesso ao servidor de dados. Outros que no passado tinham, deixaram de ter ou passaram a restringir o acesso ao servidor de dados, para dar resposta ao Despacho n.º 8632/2014, nomeadamente ao ponto 3.1.3:

 

“Controlar direta ou indiretamente a base de dados que utiliza e o registo do n.º de reposições de cópias de segurança (backup) efetuadas, por exemplo, através de sistemas de controlo que validem a base de dados no fecho e arranque da aplicação, de forma a evidenciar eventuais manipulações ou alterações de dados na base de dados, por outra via que não a aplicacional”

 

O objetivo do ponto 3.1.3 do Despacho n.º 8632/2014 é forçar a que todas as alterações, inserções ou eliminações de dados tenham que ser efetuadas por via aplicacional por forma a garantir ao máximo a integridade e consistência dos dados, já que instruções executadas diretamente dentro da base de dados, como um update, insert ou delete, não têm qualquer tipo de controlo e validação ao nível das regras de negócio dos sistemas ERP. Não existindo por parte das aplicações, a possibilidade de acesso direto aos dados, seja por que motivo for, passa a ser necessário recorrer a aplicações externas, para executar instruções diretamente nas bases de dados, sempre que tal for necessário.

 

Leia o resto deste artigo »





Passatempo–Ganhe o livro Fundamentos de Bases de Dados

5 05 2015

 

Passatempo terminado. Vencedor: Vanessa Gaspar (posição 33 na lista de participantes).

image

 

Fonte: Editora FCA

 

Para todos os profissionais e estudantes que pretendem compreender o funcionamento de um Sistema de Gestão de Bases de Dados Relacionais.

A FCA – Editora de Informática do Grupo LIDEL anuncia o livro “Fundamentos de Bases de Dados”, de Feliz Gouveia, doutorado em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores e professor de disciplinas de Bases de Dados há 17 anos na Faculdade de Ciência e Tecnologia da Universidade Fernando Pessoa.

 

77

 

O conhecimento da arquitetura de um Sistema de Gestão de Bases de Dados Relacionais (SGBDR) e do funcionamento dos seus componentes principais é um requisito fundamental dos especialistas da área de computadores, sistemas ou gestão da informação. Esta obra apresenta os conceitos fundamentais da tecnologia dos SGBDR que estão no centro dos sistemas de informação atuais, em todos os setores de atividade e em todos os domínios. Não se centrando apenas num SGBDR, dá a conhecer as especificidades dos produtos mais representativos.

 

Os princípios fundamentais dos SGBDR são abordados em capítulos independentes entre si, o que permite, para além da sua leitura sequencial, uma consulta faseada, dependendo do interesse e das necessidades do leitor.

 

Destinado a estudantes de Engenharia Informática, Computadores, Eletrotécnica e Sistemas de Informação, este livro, bem organizado e de fácil consulta, dispõe de uma secção de Leituras Recomendadas e de uma completa Bibliografia no final de cada capítulo, ideal para quem precisa de realizar um trabalho de investigação ou aprofundar um tópico em particular, procurando conhecer os detalhes de uma técnica ou de um algoritmo específico.

 

Ao longo das páginas encontram-se vários exemplos daquilo que é apresentado, encerrando cada capítulo sempre com propostas de exercícios. No site da http://www.fca.pt  encontram-se as soluções dos exercícios.

 

 

Sobre o Autor:

Feliz Gouveia
Doutorado em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores pela Universidade Tecnológica de Compiège, Mestre em Controlo de Sistemas pela mesma instituição e Licenciado em Engenharia Eletrotécnica pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, é Professor Associado com agregação da Faculdade de Ciência e Tecnologia da Universidade Fernando Pessoa, onde leciona as disciplinas de Bases de Dados (há 17 anos) e de Segurança e Projeto de Aplicações no curso de Engenharia Informática. Desenvolve investigação no Centro de Estudos e Recursos Multimediáticos.

 

Leia o resto deste artigo »





SQL Server 2012 – Curso Completo

29 08 2013

Editado pela conhecida editora FCA, o livro SQL Server 2012 – Curso Completo, da autoria de Alberto Magalhães,  é um excelente livro quer para iniciados em SQL Server, quer para utilizadores e administradores de bases de dados com nível intermédio e avançado. Este livro para além de apresentar e detalhar as novidades e melhorias introduzidas na última versão do SQL Server, é uma excelente forma de obter e melhorar os conhecimentos de qualquer administrador de base de dados ou qualquer outro profissional de TI que interaja com esta tecnologia.

 

Aborda temas desde a instalação, versões e edições, manutenção, monitorização, módulos existentes, entre outros tópicos. A linguagem e grafismo utilizados  pelo autor são extremamente acessíveis e concisos, o que ajuda na compreensão e assimilação dos assuntos abordados. Em suma, é um livro altamente recomendado.

 

Leia o resto deste artigo »





SQL Server–Identificar a versão

15 12 2011

Em determinadas circunstâncias é necessário identificar a versão do SQL que está instalada num sistema. Para esse efeito existe uma query que nos informa sobre a versão  e edição do SQL Server, do Sistema Operativo onde o servidor de dados está instalado, entre outros detalhes importantes.

 

 

Ligue-se à instância de dados sobre a qual deseja obter informações e execute a query: SELECT @@VERSION

111

Neste exemplo, o retorno é o seguinte:

Microsoft SQL Server 2008 (SP2) – 10.0.4000.0 (Intel X86)   Sep 16 2010 20:09:22   Copyright (c) 1988-2008 Microsoft Corporation  Express Edition on Windows NT 5.1 <X86> (Build 2600: Service Pack 3) (VM)

 

Leia o resto deste artigo »





SQL Server-Como pesquisar em todas as colunas de todas as tabelas

14 11 2011

 

Untitled77Pesquisar por algo que não sabemos se existe nem onde se encontra, dentro de uma base de dados SQL Server, pode ser uma tarefa complicada e morosa, especialmente se esta tiver muitas tabelas, colunas e muitos registos.

 

Felizmente existe uma forma que facilita este trabalho, criada por Narayana Vyas Kondreddi. Basta criar uma stored procedure,  indicar o termo de pesquisa, e aguardar pelos resultados.

 

Neste artigo, a titulo de exemplo, vou pesquisar pela descrição de um artigo, em toda a base de dados DEMO do Primavera Express.

 

 

Criar a Stored Procedure:

Copie a instrução que se encontra por baixo da imagem, e cole dentro da consola SQL do Administrador Primavera (poderá obviamente utilizar outras ferramentas para o efeito). Execute e aguarde que uma mensagem seja mostrada a informar o resultado da operação.

13-11-2011 19-05-06

 

Leia o resto deste artigo »





Microsoft SQL Server–Erro ao aceder ao SQL Server Configuration Manager

11 07 2011

 

Em determinadas circunstâncias, ao tentar abrir o SQL Server Configuration Manager poderá receber o seguinte erro:

 

image

“Cannot connect to WMI provider. You do not have permission or the server is unreachable. Note that you can only manage SQL Server 2005 and later servers with SQL Server Configuration Manager.
Invalid namespace [0x8004100e]”

ou, em português,

“Não é possível ligar ao fornecedor WMI. Não tem permissão ou o servidor está inacessível. Tenha em atenção que só pode gerir SQL Server 2005 e posteriores servidores com o Gestor de configuração do SQL Server.
Espaço de nomes inválido [0x8004100e]”

 

Poderá tentar resolver o problema da seguinte forma: Menu Iniciar > Acessórios > Executar a Linha de Comandos como Administrador, colocar e executar  a seguinte instrução:

Leia o resto deste artigo »








%d bloggers like this: