SVAT-Certificação dos programas de contabilidade

6 11 2017

Fonte: Jornal de Negócios | Jorge Carrapiço | 10 de outubro de 2017 às 20:10

  

Jorge CarrapiçoA prestação de contas das empresas vai ter uma revolução para o período em curso (2017), a cumprir já durante o envio das declarações no próximo ano.

Esta alteração foi promovida pelo legislador no âmbito do Programa Simplex+ 2016. Tendo várias vertentes, foi realizada com vista, essencialmente, à obtenção de informação contabilística e fiscal de uma forma automática e normalizada, mediante a utilização do ficheiro SAF-T (PT).

Em primeiro lugar, a partir do período de tributação de 2017, passou a ser obrigatório que a contabilidade das empresas seja efetuada através de programas informáticos que tenham a capacidade de gerar o referido ficheiro de auditoria fiscal.

A implementação desta obrigação teve como principal propósito obrigar a que as empresas com contabilidade organizada, nomeadamente sociedades comerciais e empresários em nome individual, passem a efetuar o preenchimento dos anexos A e I da IES, automaticamente, mediante a submissão à Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) do ficheiro SAF-T (PT) gerado a partir do programa informático da contabilidade.

 

Finanças

 

Para que fosse possível essa autonomização com o pré-preenchimento dos anexos A e I da IES, através da mera submissão do referido ficheiro de auditoria fiscal, foram criados os Códigos de Taxonomias, a associar ao Plano de Contas da contabilidade das empresas.

Essas taxonomias permitem uma codificação específica dos valores das operações e factos patrimoniais da empresa, que irão ser imputados a cada rubrica das demonstrações financeiras da prestação de contas.

A realização com sucesso da prestação de contas das empresas para o período em curso está, assim, também dependente da correta extração e informação constante do ficheiro SAF-T (PT) da contabilidade, além da necessidade do cumprimento dos normativos contabilísticos e fiscais.

 

 

Validação não obrigatória

Esta importância acrescida do referido ficheiro de auditoria fiscal, nomeadamente para a prestação de contas, motivou o legislador a criar um procedimento de certificação, ou antes, de validação dos programas informáticos de contabilidade.

Esta validação visa principalmente a verificação de que cada programa de contabilidade extrai o ficheiro SAF-T (PT) com a qualidade necessária e com os elementos previstos para as diferentes necessidades, nomeadamente para o pré-preenchimento dos anexos A e I da IES.

A referida validação dos programas de contabilidade não é obrigatória, podendo ser requerida pelas empresas produtoras desses softwares, sendo-lhe atribuído um Selo de Validação AT (SVAT).

Consultor da Ordem dos Contabilistas Certificados

Artigo está em conformidade com o novo Acordo Ortográfico

 

 

 

Páginas relacionadas:

http://info.portaldasfinancas.gov.pt/pt/apoio_contribuinte/SAF_T_PT/SVAT.htm

https://dre.pt/web/guest/pesquisa/-/search/108238712/details/maximized?p_p_auth=X7le9ksB

http://pt.eticadata.com/noticias/SVAT

http://www.pontualsoftware.com/pt/selo-validacao-at-svat/

http://ceteconta.pt/geral/novo-selo-de-certificacao-para-programas-de-contabilidade.olv/

https://ind.millenniumbcp.pt/pt/geral/fiscalidade/Pages/atualidades_legais/2017/10/Atribuicao-de-Selo-de-Validacao.aspx

http://mrg-sroc.com/homepage-pt/criacao-do-selo-validacao-autoridade-tributaria-svat/

http://www.mindafil.pt/updates/812-selo-de-validacao-at-svat

http://www.virtual.pt/noticia?id=7798

http://clubedostoc.blogspot.pt/2017/10/svat-selo-de-validacao-at-vai.html

Anúncios




Certificação de Software (Despacho nº 8632/2014)–O que vai mudar na versão 9.1 do ERP Primavera

19 06 2015

Fonte: www.alvo.com

 

Mais de 40.000 utilizadores Primavera têm de migrar para a v9.1 para cumprir legislação.

 

Certificação de Documentos

Todos os documentos de vendas que são entregues ao Cliente têm de ser certificados. Ex:Orçamentos, Facturas Proforma, Encomendas, Guias de Transporte, etc.

Séries de documentos

As séries passam a ser por ano fiscal e, assim que criadas, não podem ser alteradas, apenas inactivadas. Devem existir séries por cada estabelecimento da empresa.

Leia o resto deste artigo »





Webinar gratuito sobre comunicação de inventários e certificação de software

18 01 2015

Fonte: PrimaveraBSS

Com a aprovação do Orçamento de Estado para 2015 entrou em vigor a obrigatoriedade de comunicação eletrónica de inventários à Autoridade Tributária e Aduaneira (AT).

Até 31 de janeiro de 2015, a maioria das empresas portuguesas terá que enviar o ficheiro informático respeitante ao exercício anterior.

Assista ao webinar gratuito que a PRIMAVERA irá promover no próximo dia 21 de janeiro e saiba o que deve fazer na sua empresa para cumprir esta obrigatoriedade. Ao participar na sessão ficará ainda a par de outras alterações de âmbito fiscal e como responder às mesmas com o apoio do software de gestão PRIMAVERA.

Webinar gratuito

21 de janeiro

15h00 (hora de Portugal Continental)

30 min

Leia o resto deste artigo »





AT revoga certificado de aplicação de faturação iECR

27 04 2014

Autoridade Tributaria toma posição extrema que impede que a utilização da aplicação de faturação da iECR.

 

000iPhone-Photo 2014-04-28 09_25_10

 

IMG_0702

 

image

 

Leia o resto deste artigo »





Primavera Express 7.60-Mercado Português

13 03 2014

A versão 7.60 que inicialmente foi disponibilizada apenas para os mercados de Moçambique e Angola, passa a partir de agora a estar também disponível para o mercado português.

 

Para além das novidades já referidas neste artigo, a versão 7.60, passa a permitir anular documentos de venda, por forma a dar uma melhor resposta a situações de equívocos na criação de documentos. Esta novidade é talvez aquela que causa maior impacto na utilização do produto com melhorias directas na produtividade. A anulação de um documento, no editor de vendas, obriga o utilizador a identificar o motivo de anulação.

 

No documento é inserido um carimbo que rapidamente permite ao utilizador visualizar que o documento foi anulado. Na impressão é também inserida uma marca de água com a expressão “Anulada”.
image

Leia o resto deste artigo »





Projecto Colibri 9.4.2

30 01 2014

 

Foi disponibilizada no passado dia 28, a versão 9.4.2 do Projecto Colibri.

 

Untitled (3)

 

Melhorias e novidades:

 

LICENÇA PROFISSIONAL

  • Novo separador MOVIMENTOS em DOCUMENTOS: Passam a ser apresentados os MOVIMENTOS aos quais o documento DEU ORIGEM.

 

TODAS AS LICENÇAS

  • Actualização do driver JDBC MySQL.
  • Revisão interna e de metodos da API.
  • Revisão do processo de backup em MAC.
  • Correcção das datas de EXPEDIÇÃO.
  • Melhoria na exportação SAFT.
  • Correcção na exportação SAFT.
  • Facturação de guias globais.
  • Importação de códigos postais.
  • Controle de artigos inactivos. Passa a não ser possível gravar um documento que contenha ARTIGOS INACTIVOS.
  • Controle de entidades inactivas.Passa a não ser possível um gravar documento que contenha uma ENTIDADE INACTIVA.
  • Novas funcionalidades do POS: Foram feitas alterações importantes no funcionamento do POS, para além de uma revisão interna.

 

Leia o resto deste artigo »





iPad-Gestplus Faturação Mobile

18 08 2013

A Apple AppStore tem disponível mais uma aplicação de facturação made in Portugal, desenvolvida pela empresa Microplus, adaptada à realidade fiscal portuguesa. O Gestplus Faturação Mobile é uma aplicação desenvolvida para iPhone e iPad, preparada para emitir facturas certificadas (programa certificado nº 986), comunicação de documentos de venda à AT, assim como, mais recentemente, comunicação de documentos de transporte em tempo real (portaria 161/2013) à Autoridade Tributária e Aduaneira.

 

Ao contrário da App TapInvoice, que já mereceu destaque neste blog, o Gestplus Faturação Mobile tem uma particularidade muito importante que é o facto de depender de uma ligação à Internet permanente, já que toda a infra-estrutura está alojada na cloud, sendo o Gestplus Faturação Mobile “apenas” uma forma de aceder à informação. Existe um backoffice que permite, recorrendo a um simples navegador, ter acesso à informação. O modelo de licenciamento é SaaS, o que significa que o utilizador paga uma quantia, periodicamente, para poder utilizar o software, ao contrário do TapInvoice que  funciona no modelo clássico de licenciamento perpétuo. O utilizador paga uma só vez.

 

A aplicação está preparada para imprimir documentos para a impressora Bluetooth Zebra IMZ320, assim como para impressoras compatíveis com o sistema HP ePrint, e envio de documentos por email.

 

iPad-Photo 2013-08-18 17_08_51

 

Poderá descarregar a aplicação sem qualquer custo e testar as capacidades da mesma antes de se decidir a optar por um dos dois planos, Micro com valor de 15 Euros / Mês e Profissional pelo valor de 35 Euros / Mês (valores sem IVA). Poderá comparar as funcionalidades de ambos os planos nesta página.

A aplicação está preparada para funcionar quer na horizontal, quer na vertical. A navegação é muito simples e intuitiva, sendo muito rápida a inserção e edição de registos.

 

 

 

Algumas imagens do Gestplus Faturação Mobile:

Ecrã inicial de login

iPad-Photo 2013-08-18 17_09_33

 

 

 

Ecrã com as funcionalidades da aplicação

iPad-Photo 2013-08-18 17_09_44

Leia o resto deste artigo »








%d bloggers like this: