ERP – Conceitos Gerais (Glossário)

8 06 2019

Neste artigo partilho alguns dos principais conceitos gerais (glossário) comuns a qualquer sistema ERP. Poderá encontrar aqui uma ajuda para compreender estes sistemas, cada vez mais complexos e essenciais em qualquer organização.

 

Enterprise resource planning (ERP) module Construction flow icon art vector design

 

 

______________________________________________________________

Fonte: www.primaverabss.com

 

A

Acerto da incidência – Quando o valor da base de incidência calculada pelo sistema numa fatura difere do valor apresentado no resumo de IVA da fatura do fornecedor (normalmente por métodos de arredondamento diferentes) surge a necessidade de se proceder ao acerto do IVA correspondente.

Acerto do valor – Quando o valor do imposto calculado pelo sistema numa fatura difere do valor apresentado pelo fornecedor na sua fatura (normalmente por métodos de arredondamento diferentes) surge a necessidade de se proceder ao acerto do IVA correspondente.

Antiguidade – Nas contas a receber, a análise de antiguidade de saldos é uma ferramenta de gestão fundamental. Enquanto ferramenta analítica ajuda a determinar a saúde financeira dos clientes de uma empresa e, portanto, a saúde do seu negócio.

Anulação – A anulação de um meio de pagamento "desativa" o documento para que ele não se possa usar mais.

Anulação de cheque – A anulação de um cheque "desativa" o cheque para que não possa ser usado como um cheque em branco. Por outras palavras, deixa de ser possível preencher o cheque para o dar a alguém através do preenchimento do campo do beneficiário, da introdução de um valor e da sua assinatura.

Armazém – Um armazém é um edifício/lugar/campo para o armazenamento de materiais.

Artigo – Também designado de item, produto ou bem, o artigo é o elemento que identifica de forma unívoca o produto ou serviço envolvido numa transação.

Assinatura – Nalguns países, os documentos emitidos por uma empresa têm de conter textos obrigatórios, bem visíveis na impressão, que podem variar de acordo com o documento. Estes textos são impressos sob o termo de assinatura.

B

Beneficiário – Representa a entidade que beneficia de um determinado acontecimento. No caso do processo de retenções identifica a entidade que vai beneficiar de um pagamento por via da retenção que se torna efetiva.

BOM (lista de materiais) – Compilação dos artigos que são usados no fabrico de um produto.

Bruto – Corresponde ao valor total de bens e serviços, sem descontos nem impostos.

Leia o resto deste artigo »

Anúncios




Wintouch ERP-Download dos ficheiros de ajuda e outra documentação

28 12 2018

O Wintouch, anteriormente tema central neste Blog em diversos artigos, é um sistema ERP muito popular em Portugal, mas também em outros países africanos como Moçambique e Cabo Verde. Se pretender testar este ERP, o artigo Wintouch-Instalação do ERP, que escrevi em 2012, poderá ser uma ajuda.

 

Resultado de imagem para wintouch

 

Os ficheiros de ajuda do ERP Wintouch estão acessíveis através da tecla F1 ou do menu Ajuda (em algumas aplicações). São certamente recursos muito importantes para o estudo do ERP em questão, nomeadamente das aplicações base como Contabilidade, Gestão Comercial, Recursos Humanos e Ativos, mas também de módulos verticais como Hotelaria, Restauração, Retalho, Clinicas Médias e Hospitalares, entre outros produtos.

 

image

Leia o resto deste artigo »





Business Intelligence no SQL Server

7 02 2018

Do autor Alberto Magalhães, este livro da Editora FCA é uma introdução do Business Intelligence no SQL Server.

Gostaria de ganhar este livro? Juntamente com a FCA, o Blog tem um livro para oferecer. Consulte as regras do passatempo no final deste artigo.

 

“O recurso mais valioso do mundo já não é petróleo, mas dados“

 

 Fonte: FCA.PT

No mundo dos negócios, as bases de dados, por si só, não são a ferramenta ideal como suporte à tomada de decisões, sejam estas táticas, estratégicas ou operacionais. Todas as decisões necessitam dos dados certos, à hora certa e no formato certo. Ao processo de preparação, interpretação e apresentação desses dados dá-se o nome de Business Intelligence e o SQL Server é uma das tecnologias que permite, através de um vasto conjunto de ferramentas que o compõem, o desenvolvimento e o suporte de aplicações ao Business Intelligence.

 

Capa Business Intelligence no SQL Server_22.20 euros

  
Longe de ser um manual exaustivo, este livro é uma introdução ao Business Intelligence no SQL Server. Baseado na versão mais recente do SQL Server, a 2016, apresenta um conjunto de ferramentas tecnológicas da Microsoft que permitem transformar grandes quantidades de dados brutos em informação útil para a tomada de decisões estratégicas.

  
Trata-se, assim, de uma obra fundamental para todos aqueles que estejam a iniciar-se no Business Intelligence, especialmente através do Analysis Services do SQL Server, e também para quem já tenha conhecimentos de Business Intelligence, mas queira aprender a utilizar as ferramentas oferecidas pelo SQL Server e necessite de um guia para o fazer.

 

  

O que pode encontrar neste livro?

  • Uma introdução e visão geral acerca do Data Warehouse;
  • O Analysis Services como uma ferramenta de processamento de dados e subsequente análise;
  • A modelação e análise de dados feita através de programas externos como o Excel, o Power View e o Power BI;
  • O Data Analysis Expressions (DAX) como linguagem de fórmulas que permite a criação de cálculos básicos para resolver problemas de análise de dados;
  • O Integration Services como ferramenta de extração e transformação de dados;
  • O Reporting Services como gerador de relatórios.

 

 

PUBLICO ALVO

  • Iniciantes no estudo de Business Intelligence;
  • Profissionais com conhecimento de Business Intelligence que queiram usar as ferramentas do SQL Server.

Leia o resto deste artigo »





Vantagens da Faturação Eletrónica

11 11 2017

Segundo a YET | Your Electronic Transactions, empresa do grupo PRIMAVERA especializada em soluções de transações eletrónicas (EDI), o tratamento manual de uma fatura representa, em média, um custo unitário superior a 1,50 EUR. Este valor, que logicamente é uma estimativa, representa o somatório dos custos relacionados com papel, impressão, envelope, expedição e custos administrativos de processamento (tempo).

Não é por acaso que grande parte das empresas que fornecem serviços que utilizamos no dia-a-dia, como a MEO, EDP, Vodafone entre outras, oferecem descontos e vantagens na adesão à faturação eletrónica. Estas empresas poupam muito dinheiro pelo simples facto de deixarem de enviar milhões de faturas em papel a cada ano.

 

Resultado de imagem para fatura eletrónica

 

A faturação eletrónica tem o mesmo valor que a faturação “em papel” e está disponível até em muitas das aplicações de faturação mais básicas que podemos encontrar no mercado como o Vendus, Moloni, Jasmin, InvoiceXpress, entre outras. É necessário ter em conta que a faturação eletrónica tem que obedecer a certos e determinados requisitos técnicos e legais definidos pela Autoridade Tributária. Na prática é um formalismo técnico que permite assinar digitalmente o documento PDF, através de um certificado digital, garantindo assim a autenticidade da origem e a integridade do seu conteúdo.

Para além da rapidez e comodidade na entrega da fatura, poupando dessa forma tempo (por exemplo na deslocação aos CTT), de não ter custos com papel, impressão, envelopagem e expedição, a faturação eletrónica evita ainda ainda os típicos problemas associados à não entrega de correspondência (desvios de correspondência e morada insuficiente por exemplo). A adoção da faturação eletrónica faz ainda transparecer modernidade junto dos seus clientes já que permite aumentar a produtividade e eficiência administrativa. Ao mesmo tempo, o arquivo e posterior consulta das faturas eletrónicas, por parte do cliente, fica facilitada. Porque não conceder um desconto a clientes que aceitem passar a receber documentos de faturação (eletrónica) por email?

 

 

Em baixo pode consultar parte de um interessante artigo sobre o tema. O artigo integral pode ser consultado aqui.

 

 

Fonte: www.jasminsoftware.com

A fatura electrónica veio mudar o paradigma do que outrora era burocracia em papel para, atualmente, se transformar num recurso valioso em diversos negócios.

Antes, o processo de organizar, carimbar, assinar e emitir faturas exigia muito tempo e disponibilidade por parte dos administradores. Hoje em dia, o potencial da tecnologia veio permitir aos administradores de empresas obter recursos mecanizados que facilitam algumas das suas tarefas, simplificando assim os processos de faturação.

 

O que é a fatura eletrónica?

A fatura eletrónica é um documento comercial semelhante a uma fatura convencional em papel, cuja principal vantagem é a de chegar instantâneamente ao consumidor através do e-mail.

A sua autenticidade é garantida por um certificado digital que satisfaz todos os requisitos legais da assinatura digital que assegura a identificação da entidade que faz o seu envio. Assim, em termos legais, tanto o seu valor como a sua validade em nada diferem aos de uma fatura em papel.

A fatura eletrónica facilita o processo de faturação que passa a ser automático. Passa a ser apenas necessário dar a ordem de envio para o consumidor que, ao receber a fatura por e-mail, facilmente consegue aceder ao ficheiro em qualquer lugar.

Além da poupança de tempo, a fatura eletrónica permite aos administradores manter o foco nas tarefas que são primordiais para a rentabilidade dos seus negócios.

Leia o resto deste artigo »





Webinar Alvo-Conheça o Novo Módulo Gestão de Penhoras da Primavera

10 11 2017

Fonte: Alvo

Webinar Novo Módulo Gestão de Penhoras da Primavera

 

3ªfeira, 14 de novembro 2017 | 11h

Boa tarde,

A Alvo, tem o prazer de o convidar para o Webinar Gratuito sobre o Novo Módulo de Gestão de Penhoras da Primavera

O software Gestão de Penhoras e Adiantamentos da Primavera permite efetuar automaticamente o processamento, pagamento e gestão de penhoras, cumprindo as exigências legais de forma simples, rápida e integrada.

 

Neste webinar iremos falar sobre:

  • A vantagem de utilização do Módulo de Gestão de Penhoras
  • Regras de Cálculo utilizadas
  • Demonstração do produto
  • Esclarecimento de dúvidas

Leia o resto deste artigo »





E.FREE Eticadata

6 11 2017

Conforme publicado anteriormente neste artigo, a Eticadata disponibilizou recentemente o E.FREE, um software de faturação sem custos de licenciamento, orientado para as micro e pequenas empresas. Trata-se de uma aplicação desktop (não disponível em ambiente Cloud) que tem como limite de faturação anual o valor de 35.000 Euros e limite de uma empresa por sistema. Para além de Portugal, o E.FREE está igualmente disponível para outros mercados como Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, Cabo Verde, Colômbia, Espanha e S. Tomé e Príncipe.

Ainda que o software possa ser bom (não testei…), todo o processo que vai desde preencher o formulário para demonstrar o interesse na aplicação, ser contactado pela Eticadata e posteriormente por um parceiro, até começar a utilizar a aplicação pode ser moroso e complexo para o utilizador comum (no caso de não ter ajuda do parceiro).  Podem ainda existir custos relacionados com a instalação, configuração e formação (conforme está explícito na página do produto) que podem inviabilizar todo o processo no caso de o utilizador considerar o custo proposto como sendo elevado e não justificado.

 

 

Ao contrário da tendência da industria que tem evoluído para o software alojado na Cloud, que entre outras vantagens, dispensa instalação e reduz o tempo necessário para começar a utilizar as aplicações (Jasmin e Wintouch Cloud são dois bons exemplos-possuem planos gratuitos), assim como de outras aplicações de faturação, em ambiente Desktop e a custo 0, disponibilizadas por outras empresas, como por exemplo o Primavera Express, XD STARTUP, Projecto Colibri FREE, que são simples de instalar, atualizar e utilizar e não implicam o contacto com um parceiro (pelo menos numa primeira fase), nem exigem conhecimentos avançados, o E.FREE tem grau de exigência muito maior para que possa começar a utilizar o software.

 

Num cenário em que são disponibilizados (por um parceiro Eticadata) ao utilizador todos os instaladores (SQL Server e ERP) e outros ficheiros que eventualmente sejam necessários, muito dificilmente este consegue colocar o software a funcionar sem necessitar de ajuda. Por norma o utilizador final não tem conhecimentos suficientes, nem disponibilidade de tempo para o fazer. É necessário instalar o ERP e também o SQL Server, de forma manual e desintegrada. Posteriormente é necessário inicializar a plataforma e muito provavelmente será necessário criar uma nova empresa (base de dados) e efetuar várias configurações iniciais. A “alternativa”, conforme a Eticadata indica, implica que o utilizador eventualmente tenha custos relacionados com a instalação, configuração e formação, após contactar um parceiro deste fabricante. Muito provavelmente também será necessário contactar um parceiro Eticadata para instalar atualizações sempre que estas sejam disponibilizadas, mais uma vez com a probabilidade de existirem custos associados.

Leia o resto deste artigo »





ETICADATA lança E.FREE, uma versão do seu ERP sem qualquer custo de licenciamento

23 08 2017

Fonte: Eticadata Software

 

Gerir o seu negócio nunca foi tão fácil, tão eficiente, tão intuitivo… nem tão barato…
 
O E.FREE é uma solução ideal para suprir as necessidades das micro e pequenas empresas, ajudando-as a crescer tendo por base o ERP ETICADATA, solução que conta já com mais de 40.000 aplicações instaladas, distribuídas por diversas áreas de negócio nos quatros cantos do globo.

 

Resultado de imagem para e.free eticadata

Uma relação próxima do utilizador aliada à experiencia de mais de 27 de anos possibilitou o desenvolvimento de um ERP intuitivo e realmente simples de usar.
O ERP eticadata foi concebido para que o utilizador consiga executar, de forma intuitiva, as suas tarefas com o mínimo de esforço e dificuldade.
E.FREE é composto pelos módulos GCE BASIC: Compras, Vendas, Stocks e Contas Correntes, e correspondentes funcionalidades, abrangendo processos baseados nas melhores práticas de gestão utilizadas por grandes empresas, estando disponível em Portugal, Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, Cabo Verde, Colômbia, Espanha e S. Tomé e Príncipe.

Leia o resto deste artigo »








%d bloggers like this: