Vantagens da Faturação Eletrónica

11 11 2017

Segundo a YET | Your Electronic Transactions, empresa do grupo PRIMAVERA especializada em soluções de transações eletrónicas (EDI), o tratamento manual de uma fatura representa, em média, um custo unitário superior a 1,50 EUR. Este valor, que logicamente é uma estimativa, representa o somatório dos custos relacionados com papel, impressão, envelope, expedição e custos administrativos de processamento (tempo).

Não é por acaso que grande parte das empresas que fornecem serviços que utilizamos no dia-a-dia, como a MEO, EDP, Vodafone entre outras, oferecem descontos e vantagens na adesão à faturação eletrónica. Estas empresas poupam muito dinheiro pelo simples facto de deixarem de enviar milhões de faturas em papel a cada ano.

 

Resultado de imagem para fatura eletrónica

 

A faturação eletrónica tem o mesmo valor que a faturação “em papel” e está disponível até em muitas das aplicações de faturação mais básicas que podemos encontrar no mercado como o Vendus, Moloni, Jasmin, InvoiceXpress, entre outras. É necessário ter em conta que a faturação eletrónica tem que obedecer a certos e determinados requisitos técnicos e legais definidos pela Autoridade Tributária. Na prática é um formalismo técnico que permite assinar digitalmente o documento PDF, através de um certificado digital, garantindo assim a autenticidade da origem e a integridade do seu conteúdo.

Para além da rapidez e comodidade na entrega da fatura, poupando dessa forma tempo (por exemplo na deslocação aos CTT), de não ter custos com papel, impressão, envelopagem e expedição, a faturação eletrónica evita ainda ainda os típicos problemas associados à não entrega de correspondência (desvios de correspondência e morada insuficiente por exemplo). A adoção da faturação eletrónica faz ainda transparecer modernidade junto dos seus clientes já que permite aumentar a produtividade e eficiência administrativa. Ao mesmo tempo, o arquivo e posterior consulta das faturas eletrónicas, por parte do cliente, fica facilitada. Porque não conceder um desconto a clientes que aceitem passar a receber documentos de faturação (eletrónica) por email?

 

 

Em baixo pode consultar parte de um interessante artigo sobre o tema. O artigo integral pode ser consultado aqui.

 

 

Fonte: www.jasminsoftware.com

A fatura electrónica veio mudar o paradigma do que outrora era burocracia em papel para, atualmente, se transformar num recurso valioso em diversos negócios.

Antes, o processo de organizar, carimbar, assinar e emitir faturas exigia muito tempo e disponibilidade por parte dos administradores. Hoje em dia, o potencial da tecnologia veio permitir aos administradores de empresas obter recursos mecanizados que facilitam algumas das suas tarefas, simplificando assim os processos de faturação.

 

O que é a fatura eletrónica?

A fatura eletrónica é um documento comercial semelhante a uma fatura convencional em papel, cuja principal vantagem é a de chegar instantâneamente ao consumidor através do e-mail.

A sua autenticidade é garantida por um certificado digital que satisfaz todos os requisitos legais da assinatura digital que assegura a identificação da entidade que faz o seu envio. Assim, em termos legais, tanto o seu valor como a sua validade em nada diferem aos de uma fatura em papel.

A fatura eletrónica facilita o processo de faturação que passa a ser automático. Passa a ser apenas necessário dar a ordem de envio para o consumidor que, ao receber a fatura por e-mail, facilmente consegue aceder ao ficheiro em qualquer lugar.

Além da poupança de tempo, a fatura eletrónica permite aos administradores manter o foco nas tarefas que são primordiais para a rentabilidade dos seus negócios.

Leia o resto deste artigo »

Anúncios




Webinar Alvo-Conheça o Novo Módulo Gestão de Penhoras da Primavera

10 11 2017

Fonte: Alvo

Webinar Novo Módulo Gestão de Penhoras da Primavera

 

3ªfeira, 14 de novembro 2017 | 11h

Boa tarde,

A Alvo, tem o prazer de o convidar para o Webinar Gratuito sobre o Novo Módulo de Gestão de Penhoras da Primavera

O software Gestão de Penhoras e Adiantamentos da Primavera permite efetuar automaticamente o processamento, pagamento e gestão de penhoras, cumprindo as exigências legais de forma simples, rápida e integrada.

 

Neste webinar iremos falar sobre:

  • A vantagem de utilização do Módulo de Gestão de Penhoras
  • Regras de Cálculo utilizadas
  • Demonstração do produto
  • Esclarecimento de dúvidas

Leia o resto deste artigo »





E.FREE Eticadata

6 11 2017

Conforme publicado anteriormente neste artigo, a Eticadata disponibilizou recentemente o E.FREE, um software de faturação sem custos de licenciamento, orientado para as micro e pequenas empresas. Trata-se de uma aplicação desktop (não disponível em ambiente Cloud) que tem como limite de faturação anual o valor de 35.000 Euros e limite de uma empresa por sistema. Para além de Portugal, o E.FREE está igualmente disponível para outros mercados como Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, Cabo Verde, Colômbia, Espanha e S. Tomé e Príncipe.

Ainda que o software possa ser bom (não testei…), todo o processo que vai desde preencher o formulário para demonstrar o interesse na aplicação, ser contactado pela Eticadata e posteriormente por um parceiro, até começar a utilizar a aplicação pode ser moroso e complexo para o utilizador comum (no caso de não ter ajuda do parceiro).  Podem ainda existir custos relacionados com a instalação, configuração e formação (conforme está explícito na página do produto) que podem inviabilizar todo o processo no caso de o utilizador considerar o custo proposto como sendo elevado e não justificado.

 

 

Ao contrário da tendência da industria que tem evoluído para o software alojado na Cloud, que entre outras vantagens, dispensa instalação e reduz o tempo necessário para começar a utilizar as aplicações (Jasmin e Wintouch Cloud são dois bons exemplos-possuem planos gratuitos), assim como de outras aplicações de faturação, em ambiente Desktop e a custo 0, disponibilizadas por outras empresas, como por exemplo o Primavera Express, XD STARTUP, Projecto Colibri FREE, que são simples de instalar, atualizar e utilizar e não implicam o contacto com um parceiro (pelo menos numa primeira fase), nem exigem conhecimentos avançados, o E.FREE tem grau de exigência muito maior para que possa começar a utilizar o software.

 

Num cenário em que são disponibilizados (por um parceiro Eticadata) ao utilizador todos os instaladores (SQL Server e ERP) e outros ficheiros que eventualmente sejam necessários, muito dificilmente este consegue colocar o software a funcionar sem necessitar de ajuda. Por norma o utilizador final não tem conhecimentos suficientes, nem disponibilidade de tempo para o fazer. É necessário instalar o ERP e também o SQL Server, de forma manual e desintegrada. Posteriormente é necessário inicializar a plataforma e muito provavelmente será necessário criar uma nova empresa (base de dados) e efetuar várias configurações iniciais. A “alternativa”, conforme a Eticadata indica, implica que o utilizador eventualmente tenha custos relacionados com a instalação, configuração e formação, após contactar um parceiro deste fabricante. Muito provavelmente também será necessário contactar um parceiro Eticadata para instalar atualizações sempre que estas sejam disponibilizadas, mais uma vez com a probabilidade de existirem custos associados.

Leia o resto deste artigo »





ETICADATA lança E.FREE, uma versão do seu ERP sem qualquer custo de licenciamento

23 08 2017

Fonte: Eticadata Software

 

Gerir o seu negócio nunca foi tão fácil, tão eficiente, tão intuitivo… nem tão barato…
 
O E.FREE é uma solução ideal para suprir as necessidades das micro e pequenas empresas, ajudando-as a crescer tendo por base o ERP ETICADATA, solução que conta já com mais de 40.000 aplicações instaladas, distribuídas por diversas áreas de negócio nos quatros cantos do globo.

 

Resultado de imagem para e.free eticadata

Uma relação próxima do utilizador aliada à experiencia de mais de 27 de anos possibilitou o desenvolvimento de um ERP intuitivo e realmente simples de usar.
O ERP eticadata foi concebido para que o utilizador consiga executar, de forma intuitiva, as suas tarefas com o mínimo de esforço e dificuldade.
E.FREE é composto pelos módulos GCE BASIC: Compras, Vendas, Stocks e Contas Correntes, e correspondentes funcionalidades, abrangendo processos baseados nas melhores práticas de gestão utilizadas por grandes empresas, estando disponível em Portugal, Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, Cabo Verde, Colômbia, Espanha e S. Tomé e Príncipe.

Leia o resto deste artigo »





e-book Como Escolher Melhor seu ERP

19 07 2017

O processo de seleção de um sistema ERP em qualquer organização é um processo que deve ser muito bem definido e estruturado. Implementar e manter um ERP implica por norma custos altos além da alocação de uma série de outros recursos. Equacionar e colocar em causa a relação custo/beneficio é vital. Dado ser um processo critico, tendo em conta a importância vital e nuclear de um ERP no seio de qualquer organização, uma escolha menos acertada poderá ter um impacto muito negativo. Definir e medir objetivos, antes, durante e depois de todo o processo é fundamental.

 

O portal brasileiro portalerp.com disponibiliza um guia (em português do Brasil) com uma série de passos para ajudar no processo de seleção de um sistema ERP, evidenciando os pontos chave em todo o caminho a percorrer.

 

Clique na imagem para descarregar o guia (PDF)

image

 

Fonte: http://pages.portalerp.com/ebook13passosparamelhorescolherseuerp_set16

 

É importante ESCOLHER corretamente o ERP para sua empresa ?
Muitos problemas nas empresas são decorrentes da falta de planejamento e estratégia na decisão de escolha do sistema de gestão.

 

Quais os benefícios da CORRETA escolha de um ERP ?
Empresas que utilizam seus sistemas de forma otimizada e eficiente geram, segundo estimativas, um ganho de produtividade de 26% e redução dos custos de TI em 14%.

Leia o resto deste artigo »





Primavera Express–Nova versão

5 07 2017

Foi disponibilizada recentemente a versão 07.6000.1261 do Primavera Express que dá resposta à nova versão do ficheiro SAFT (1.04). A partir desta versão a contabilização do limite de faturação é alterada. Agora, o valor limite de 30 000 Euros passa a ser efetuado de forma acumulada e não por cada ano (este novo método de cálculo é efetuado a partir de documentos gravados com data igual ou superior a 1 de julho de 2017).

 

image

Leia o resto deste artigo »





Autoliquidação de IVA – O que é e quando se aplica?

27 05 2017

Fonte: www.vendus.pt

A Autoliquidação do IVA tem lugar quando existe a inversão do sujeito passivo, ou seja, quando a pessoa que adquire os serviços ou produtos é a responsável pela liquidação do IVA.

 

Autoliquidação de IVA - O que é e quando se aplica?

 

Quando Autoliquidar IVA?

Terá de autoliquidar o imposto de IVA quando for sujeito passivo de IVA em território nacional e adquira bens ou serviços nas seguintes áreas:

  • Construção civil (Artigo 2.º n.º 1 alínea j do CIVA);
  • Desperdícios, resíduos e sucatas (Artigo 2.º n.º 1 alínea i do CIVA);
  • Emissões de gases com efeito de estufa (Artigo 2.º n.º 1 alínea l do CIVA);
  • Aquisição de bens em Estados membros (Artigo 8º do RITI);
  • Transmissão de bens imóveis (Decreto-Lei n.º 21/2007, de 29 de janeiro);
  • Ouro para investimento (Decreto-Lei n.º 362/99, de 16 de Setembro).

Nota: Se o adquirente dos bens ou serviços apenas for sujeito ao abrigo do artº 9º ou artº 53º não há inversão do sujeito passivo, portanto não autoliquida IVA.

 

Como Faturar?

Quem transmite os bens ou presta os serviços deve emitir as faturas sem a liquidação de IVA. Deve mencionar na fatura a expressão "Autoliquidação de IVA".
Por sua vez quem adquire os produtos ou serviços deve realizar a autoliquidação do imposto dentro dos respetivos prazos.

Quando ocorre a autoliquidação de IVA (inversão de sujeito passivo) quem transmite e quem adquire os bens/serviços terá de preencher os respetivos campos do Quadro 06 da declaração periódica de IVA.

Leia o resto deste artigo »








%d bloggers like this: