Valida frequentemente os movimentos na sua conta bancária? Devia…

6 10 2018

Recentemente, numa compra num hipermercado, apesar do valor a pagar ser de cerca de 3 Euros, efetuei o pagamento através de cartão de débito porque não tinha numerário suficiente. Algumas horas mais tarde reparei que o valor que paguei tinha sido retirado da minha conta duas vezes, em dois movimentos diferentes. Contactei o meu Banco através da linha de apoio, onde me informaram que teria que tratar este assunto diretamente com o comerciante em causa.

 

Santander NetBanco - Google Chrome 2018-10-05 17.27.05

 

Aparentemente a origem do problema estaria na empresa que efetuou o débito ou na entidade que processa o pagamento e não “do lado” do Banco. No dia seguinte reparei que foi feito um movimento inverso do valor que foi cobrado indevidamente, ou seja, foi-me creditado o valor de 3,09 Euros. Sem eu ter que tratar do assunto com o hipermercado, o problema foi resolvido porque certamente existirá algum automatismo que deteta estas situações e regulariza-as automaticamente. Mas, se também este automatismo falhar? Nenhum sistema, por mais avançado e testado que seja, é imune a falhas.

 

Muito provavelmente o que aconteceu com o valor de 3,09 EUR poderia muito bem ter acontecido num pagamento de valor superior.

 

Resultado de imagem para bank statement

Leia o resto deste artigo »





Autoliquidação de IVA – O que é e quando se aplica?

27 05 2017

Fonte: www.vendus.pt

A Autoliquidação do IVA tem lugar quando existe a inversão do sujeito passivo, ou seja, quando a pessoa que adquire os serviços ou produtos é a responsável pela liquidação do IVA.

 

Autoliquidação de IVA - O que é e quando se aplica?

 

Quando Autoliquidar IVA?

Terá de autoliquidar o imposto de IVA quando for sujeito passivo de IVA em território nacional e adquira bens ou serviços nas seguintes áreas:

  • Construção civil (Artigo 2.º n.º 1 alínea j do CIVA);
  • Desperdícios, resíduos e sucatas (Artigo 2.º n.º 1 alínea i do CIVA);
  • Emissões de gases com efeito de estufa (Artigo 2.º n.º 1 alínea l do CIVA);
  • Aquisição de bens em Estados membros (Artigo 8º do RITI);
  • Transmissão de bens imóveis (Decreto-Lei n.º 21/2007, de 29 de janeiro);
  • Ouro para investimento (Decreto-Lei n.º 362/99, de 16 de Setembro).

Nota: Se o adquirente dos bens ou serviços apenas for sujeito ao abrigo do artº 9º ou artº 53º não há inversão do sujeito passivo, portanto não autoliquida IVA.

 

Como Faturar?

Quem transmite os bens ou presta os serviços deve emitir as faturas sem a liquidação de IVA. Deve mencionar na fatura a expressão "Autoliquidação de IVA".
Por sua vez quem adquire os produtos ou serviços deve realizar a autoliquidação do imposto dentro dos respetivos prazos.

Quando ocorre a autoliquidação de IVA (inversão de sujeito passivo) quem transmite e quem adquire os bens/serviços terá de preencher os respetivos campos do Quadro 06 da declaração periódica de IVA.

Leia o resto deste artigo »





Fisco foi a 1.500 empresas fazer controlo de inventários

11 03 2017

Fonte: www.jornaleconomico.sapo.pt

 

Na mira da Autoridade Tributária estão empresas que falharam o envio dos inventários ou indiciam comportamentos de risco.

 

A Autoridade Tributária (AT) desencadeou, em fevereiro, um raide nacional, de norte a sul do país, para fiscalizar 1.500 empresas de variados setores de atividade que não comunicaram inventários ou onde foram identificados indícios de comportamento de risco nesta matéria. Em causa estão sinais de empolamento de stocks e inventários e de subfaturação que poderão levar à perda de receita fiscal (IRC e IVA). No terreno estiveram 1.025 inspetores tributários, numa ação que surgiu de um mês depois de ter terminado o prazo para as empresas comunicarem os inventários, até 31 de janeiro.

 

dinheiro_1310

 

“No final do mês de fevereiro, a Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) desencadeou uma ação nacional que incidiu essencialmente sobre os sujeitos passivos que não comunicaram inventários ou onde foram identificados indícios de comportamento de risco nesta matéria”, avança o Ministério das Finanças em comunicado.

A obrigatoriedade de comunicação de inventários foi estabelecida no Orçamento do Estado para 2015, que entrou em vigor em janeiro desse ano. São as empresas com um volume de negócios superior a 100 mil euros que têm de fazer a comunicação eletrónica dos inventários apurados no final do exercício, discriminando as respetivas quantidades e a remeter toda esta informação à AT até 31 de janeiro de cada ano.

Leia o resto deste artigo »





Tecnológica portuguesa Gatewit disponibiliza Be My Wallet–Controle as suas despesas pessoais

29 12 2013

Fonte: www.semanainformatica.xl.pt

 

imageA Gatewit lançou a Be My Wallet, uma plataforma mobile que ajuda a controlar as despesas, permitindo gerir finanças pessoais, através do registo de despesas diárias, organização e classificação de despesas por categorias, definição de orçamentos e análise de gastos.
 
Com esta solução é possível analisar através de gráficos quais as categorias onde se gasta grande parte do orçamento. Por exemplo, é possível perceber quanto se gasta em almoços e cafés, ou em transportes e combustível.
 
O objectivo «é consciencializar as pessoas das despesas reais e conseguir fazer com que o utilizador possa identificar oportunidades de poupança e estabelecer budgets», refere a empresa em comunicado.
 
A plataforma permite ainda registar as despesas e receitas, classificá-las e associar fotos de facturas ou recibos de pagamento.
 
Esta solução dá a possibilidade de se adicionarem despesas e receitas através do telemóvel, computador ou tablet, em qualquer altura e em qualquer lugar.
 
Quando «se vive uma crise social e política a nível nacional, considerámos que fazia todo o sentido contribuir com esta aplicação para ajudar na organização das despesas pessoais», referiu a propósito, Pedro Vaz Paulo, CEO da Gatewit.

 

Leia o resto deste artigo »





Emissão de facturas em papel pré-impresso (papel timbrado)

29 12 2013

 

 

O Oficio Circulado 30156/2013 de 18 de Dezembro de 2013 vem esclarecer que as organizações que utilizam papel pré-impresso (papel timbrado) para e emissão dos documentos de facturação, devem garantir que o sistema informático insira todas as menções obrigatórias no documento, como o nome, a firma ou denominação social e o número de identificação fiscal do sujeito passivo adquirente, ainda que essa informação possa ficar em duplicado no documento.

image

Leia o resto deste artigo »





Primavera Express-Actualização disponível implementa o novo Regime de IVA de Caixa

28 09 2013

A Primavera disponibilizou à poucos dias uma nova actualização para o Express, que passa para a versão 7.5001.1313, preparada para o Regime de IVA de Caixa. O manual da aplicação, em PDF, que pode ser encontrado em Menu Iniciar > Programas > PRIMAVERA EXPRESS v7.50 > Manuais, foi também devidamente actualizado.

Esta actualização, uma vez que implementa alterações mais complexas na aplicação, obriga a que a base de dados seja também compatibilizada. O processo é descrito de seguida.

Após descarregar e instalar a actualização (menu Ajuda > Procurar actualizações), irá ser mostrado o assistente Setup and Go:

1

Carregue em Próximo para avançar, tanto no primeiro ecrã, como no segundo.

2

Aqui são mostradas as empresas presentes no sistema, assim como a versão da base de dados. Carregue em Próximo para continuar, nos 2 passos seguintes

3

Leia o resto deste artigo »





SAFT-Nova alteração à data limite para envio do ficheiro pela Portaria anterior n.º 1192/2009

22 09 2013

A possibilidade de enviar o ficheiro SAFT, na versão anterior (Portaria nº 1192/2009) à actual (Portaria nº 160/2013),  até agora, estava limitada até ao próximo dia 30 de Setembro de 2013, no entanto, neste momento, a AT retirou a referencia a esse limite temporal e o texto que é mostrado na aplicação de validação e envio do ficheiro SAFT é o seguinte:

 

“ATENÇÃO: A partir de 1 de julho o formato de SAFT a enviar deve ser o aprovado pela Portaria n.º 160/2013. O antigo formato (Portaria n.º 1192/2009) continua a ser aceite. Deve indicar a sua opção no campo Formato do Ficheiro.”

 

 

image

Leia o resto deste artigo »





AT–Envio do ficheiro SAFT Portaria nº 1192/2009 até dia 30 de Setembro de 2013

6 08 2013

Na sequência do artigo AT–Envio do ficheiro SAFT com possibilidade de escolher a portaria

 

Fonte: e-fatura

ATENÇÃO: A partir de 1 de julho o formato de SAFT a enviar deve ser o aprovado pela Portaria n. 160/2013. Até ao dia 30 de Setembro de 2013 poderá ainda enviar no antigo formato (Portaria nº 1192/2009). Deve indicar a sua opção no campo Formato do Ficheiro.

 

image

Leia o resto deste artigo »





AT combate evasão fiscal e simplifica procedimentos

5 08 2013

Fonte: www.semanainformatica.xl.pt

Com a e-factura, o sistema de administração fiscal português pode ser um dos mais eficientes e competitivos a nível internacional. O projecto está implementado e a Autoridade Tributária e Aduaneira diz ter alcançado satisfatoriamente todos os objectivos traçados.

 

Um dos 10 projectos vencedores da edição deste ano dos IDC CIO Awards foi o sistema e-factura, desenvolvido pela Autoridade Tributária e Aduaneira (AT).

 

O plano teve início em 2012, com a concepção de um projecto de lei, que culminou com a publicação do Decreto-Lei 198/2012 de 24 de Agosto, em vigor desde 1 de Janeiro de 2013. A nova legislação estabeleceu a obrigatoriedade da emissão de factura por parte de qualquer estabelecimento comercial, mesmo nos casos em que o consumidor final não a solicite.

 

image

Mas atenção, o e-factura é mais do que um conjunto de rotinas informáticas destinado a assegurar a emissão de facturas por parte dos comerciantes. O grande valor deste projecto reside também no facto de a AT poder controlar e assegurar que todo o IVA constante nas facturas emitidas pelos comerciantes é entregue ao Estado.

 

Na prática, o e-factura é um sistema de suporte à promoção do cumprimento voluntário das obrigações fiscais por parte das empresas, bem como de controlo das facturas, permitindo combater mais eficazmente a evasão e ao mesmo tempo contribuindo para a equidade fiscal de todos os cidadãos contribuintes.

Leia o resto deste artigo »





Nova versão do Boonzi (1.6) já disponível

31 07 2013

O Boonzi, já referenciado neste artigo, acaba de ser actualizado para a versão 1.6, com importantes melhorias.

 

image

 

Fonte: Boonzi

É com prazer que anunciamos que já está disponível a versão 1.6 do Boonzi. Esta versão traz algumas melhorias muito solicitadas na importação e uma nova funcionalidade que permite anexar facturas e outros documentos às transacções utilizando a Webcam.

Novidades na importação

Melhoramos o último passo da importação, que agora permite:

  • Indicar que uma transacção é uma transferência entre contas
  • Apagar uma transacção da lista a importar

Para utilizar as operações acima, basta clicar sobre a pequena seta que agora aparece à esquerda quando se passa o rato em cima de uma transacção e escolher a opção pretendida (veja abaixo).

 

transferencia

Ao escolher a opção “Marcar como transferência“, aparecerá a janela abaixo que lhe permite indicar as contas de origem e de destino da transferência. Torna-se assim muito mais simples definir as transferências durante a importação.

marcar

 

Utilizar a Webcam para anexar documentos

Muitas pessoas utilizam o Boonzi como o seu dossier fiscal, anexando a cada transacção a factura correspondente. Para facilitar este processo, o Boonzi tem agora uma nova funcionalidade que permite utilizar a Webcam para tirar uma foto à factura. Basta escolher a transacção que se pretende editar, e na zona de “Ficheiros” clicar sobre o novo botão “Tirar foto”.
Será exibida a janela abaixo, que lhe permitirá usar a Webcam para tirar uma foto à factura.

 

capture

Bastará aproximar a factura da Webcam e carregar na tecla “Space”. Aparecerá um contador que tira a foto no espaço de 3 segundos. Poderá diminuir o tempo de disparo clicando no ícone em baixo à direita.
Para que as facturas fiquem legíveis, certifique-se que possui uma Webcam de alta-definição e boa iluminação.

Leia o resto deste artigo »





Governo alarga prazo para submissão de faturas devido a questões técnicas

25 07 2013

 

Fonte: www.rtp.pt

25 Jul, 2013, 14:33

O Executivo prorrogou até 29 de julho o prazo de comunicação dos elementos das faturas emitidas durante junho, no âmbito do programa e-fatura, uma decisão que vai ao encontro do pedido feito pelos técnicos oficiais de contas.
O despacho do secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Paulo Núncio, foi hoje emitido, determinando, excecionalmente, a prorrogação do prazo de comunicação dos elementos das faturas emitidas durante o mês de junho, sem qualquer penalidade.

 

"Com a publicação da Lei do Orçamento do Estado Rectificativo (Lei n.º 51/2003, de 24 de julho), triplicou o valor do incentivo fiscal concedido no âmbito do programa e-fatura, aumentando de 5% para 15% o valor da dedução em sede de IRS com as faturas emitidas desde o princípio do ano de 2013", lê-se no comunicado das Finanças.

Leia o resto deste artigo »





AT–Envio do ficheiro SAFT com possibilidade de escolher a portaria

17 07 2013

Desde dia 1 de julho de 2013 que o formato do ficheiro SAFT foi alterado pela Portaria n. 160/2013 (versão 1.02_01). No entanto, com carácter temporário, a AT continua a aceitar que o ficheiro SAFT seja enviado no formato antigo, Portaria nº 1192/2009 (versão 1.01_01), devendo o utilizador, no portal da AT, aquando do envio do ficheiro seleccionar o formato correcto.

 

image

 

Leia o resto deste artigo »





Obrigação de comunicar ao fisco transporte de mercadorias só entre em vigor em Julho

23 04 2013

 

Fonte: Jornal de Negócios

 

Prazo foi adiado por dois meses, para dar tempo aos agentes económicos para se adaptarem às novas regras e para a operacionalização do sistema através do qual será comunicado ao fisco o transporte de mercadorias.

 

 

O Governo decidiu adiar por dois meses, para 1 de Julho, a entrada em vigor nas novas regras que as empresas têm de cumprir, na comunicação à Autoridade Tributária, das mercadorias que transportam.
 
As novas regras estavam previstas para o início do próximo mês, o que tinha gerado fortes receios nas empresas, sobretudo de transporte de mercadorias, sobre o caos nos primeiros dias, dado que o sistema a utilizar não está ainda operacional.
 
“De forma a permitir uma melhor adaptação dos agentes económicos às novas regras aplicáveis aos bens em circulação e por razões operacionais relacionadas com o novo sistema de comunicação por transmissão electrónica de dados, estabelece-se que o novo regime apenas entrará em vigor no dia 1 de Julho de 2013”, refere uma portaria publicada esta terça-feira Diário da República.

 

Leia o resto deste artigo »





AT actualiza validador de ficheiros SAFT

9 03 2013

 

A AT actualizou a aplicação online de validação do SAFT, disponível neste endereço . Agora, permite a validação de documentos do tipo FS-Factura Simplificada, e está preparada para gerar um comprovativo em PDF.

 

image

 

Leia o resto deste artigo »





Há comerciantes que passam fatura com o NIF 999999990. É legal?

18 02 2013

Para ajudar a complicar e baralhar um pouco mais:

 

17 – Há comerciantes que passam fatura com o NIF 999999990. É legal?

Não. Na fatura para o consumidor final deve constar o seu NIF (número de identificação fiscal) se este o exigir, ou não exigindo, esse espaço deve ficar inutilizado, preenchido com tracejado ou “consumidor final” e nunca com o nº 999999990.

Fonte: http://info.portaldasfinancas.gov.pt/pt/faturas/faqs_cons.html

Leia o resto deste artigo »





Boonzi-Controle as suas finanças pessoais

9 02 2013

imageQuanto dinheiro gasta mensalmente em café, em transportes, em almoços fora de casa, ou em combustível? Certamente nos tempos que correm já fez essa pergunta e não obteve uma resposta concreta.

 

O Boonzi, recentemente lançado pela empresa portuguesa Webfuel  pode ajudar na tarefa de controlar e monitorizar as despesas e programar o orçamento, mantendo a todo o momento uma visão integrada de todas as contas sejam elas de qualquer tipo como depósitos à ordem e a prazo, crédito e dinheiro.

 

Ao bom estilo das aplicações Microsoft Money (já descontinuado), e Quicken, o Boonzi tem a vantagem de ter “apenas” as funcionalidades essenciais e isso faz com que o processo de aprendizagem seja muito curto pois a aplicação tem assistentes que tornam intuitiva a sua utilização. O recurso a gráficos para apresentar a informação é uma constante tornado a utilização do Boonzi uma tarefa agradável.

 

image

 

Se alguma vez experimentou o Money ou o Quicken, ou outra aplicações de finanças pessoais, certamente passou por duas fazes. A primeira, de alguma frustração por achar que necessitava de algo menos avançado e menos complexo, e a segunda de, passados alguns dias/semanas/meses desistir de introduzir despesas e receitas por ser uma tarefa ingrata e trabalhosa, quando comparado com o beneficio de olhar para um amontoado de números e não conseguir em poucos segundos perceber para onde foi o dinheiro gasto e se está a cumprir com os objectivos estipulados.

 

Leia o resto deste artigo »





Empresas podem comunicar facturas em tempo real a partir de 20 de Novembro

19 11 2012

Fonte: http://economico.sapo.pt

Novas regras de facturação electrónica entram em vigor em 2013. Mas a Autoridade Tributária (AT) lança período experimental.

 

As empresas vão ter um período experimental, a partir do próximo dia 20 de Novembro, para comunicarem por via electrónica, em tempo real, os elementos constantes das facturas que emitem. É o tiro de partida para as novas regras de facturação electrónica que entram em vigor, a partir de 2013, e que prevêem a obrigação de todos os agentes económicos emitirem factura, mesmo que esta não seja solicitada pelo consumidor, deixando de ser permitida a emissão de vendas a dinheiro e talões de venda.

 

Esta obrigação, constante no diploma publicado em Agosto referente à facturação electrónica e ao benefício fiscal no IRS a quem pedir facturas (5% do IVA pago com limite de 250 euros), entra em vigor no início do próximo ano, devendo a primeira comunicação ocorrer até ao dia 8 de Fevereiro de 2013 – dado que a lei fixou que os comerciantes e prestadores de serviços devem comunicar à Autoridade Tributária (AT) facturas que passaram no mês anterior até ao dia 8 do mês seguinte ao da emissão da factura, o que deverá ser feito por transmissão de dados em tempo real. No entanto, já na próxima terça-feira a possibilidade de transmissão electrónica (via webservice) estará disponível em período experimental.

Leia o resto deste artigo »





AT divulga especificações técnicas da comunicação de facturas via webservice

14 11 2012

No contexto da futura obrigatoriedade de comunicação de facturas à AT, foi recentemente disponibilizado um documento com as especificações técnicas relativas à comunicação de dados em tempo real através de webservice.

 

Clique em baixo para abrir o documento em PDF.

image

 

Leia o resto deste artigo »





Comerciantes poderão passar facturas "simplificadas"

25 08 2012

 

Fonte: www.jornaldenegocios.pt/

 

As novas regras de facturação que entram em vigor a 1 de Janeiro de 2013 não vão obrigar os comerciantes a passar facturas em toda e qualquer venda que façam. Segundo as regras publicadas esta sexta-feira em Diário da República, sempre que uma venda seja inferior a 1.000 euros e uma prestação de serviços custe menos de 100 euros, os comerciantes e os prestadores de serviços poderão passar aquilo que o Governo baptiza de “factura simplificada”.

 

Tal como o Governo anunciou em Julho no final de uma reunião de Conselho de Ministros, o Código do IVA passa a prever a obrigatoriedade de emissão de facturas em cada venda ou prestação de serviços, independentemente de o adquirente pedir ou não a factura. Contudo, criam-se algumas excepções que aliviam esta obrigação, que na altura não foram divulgadas.

Leia o resto deste artigo »





Boletim do Contribuinte-Medidas de combate à fraude e evasão fiscal

22 08 2012

 

Foi recentemente publicado no Boletim do Contribuinte matéria relativa ás alterações previstas para 2013 no que diz respeito às medidas de combate à fraude e evasão fiscal, mais propiamente acerca da obrigatoriedade de emissão de factura, transmissão electrónica de facturas, e o impacto que estas medidas podem vir a ter junto das empresas.

 

Clique nas imagens, para ler numa nova janela.

image

Leia o resto deste artigo »








%d bloggers like this: