BQ apresenta Witbox Go!, a primeira impressora 3D Android do mundo

15 03 2017

Fonte: BQ

 

Imprime com um único toque a partir do telemóvel e é a primeira impressora 3D do mundo com processador Qualcomm.

É leve, de design minimalista e fabricada em Espanha.

 

Lisboa, 15 de março de 2017

A BQ apresentou hoje a sua nova impressora 3D, a Witbox Go!. Com ela, a empresa tecnológica espanhola tira a impressão 3D do nicho de utilizadores avançados ou profissionais e procede à sua democratização, levando-a a todos os públicos, graças a um ecossistema de hardware e software que permite imprimir com um único clique. A Witbox Go! é produzida na fábrica da BQ em Noáin (Navarra), onde a empresa tecnológica prepara todos os seus produtos de impressão 3D e robótica. “As impressoras 3D têm o potencial de se transformar em ferramentas tão indispensáveis quanto os computadores chegaram a ser, mas, primeiro, temos de aproximar esta tecnologia das pessoas. Com a Witbox Go!, qualquer utilizador com entusiasmo pela impressão 3D pode a partir de agora utilizá-la.”, comenta Rodrigo Del Prado, Diretor-Geral Adjunto da BQ. A empresa é uma das que mais vende impressoras 3D no mundo e a terceira com mais vendas na Europa, o seu principal mercado.

 

image

 

 

Uma impressora inteligente

A BQ levou os seus conhecimentos na área da tecnologia móvel para a sua impressora: é a primeira a ter um processador Qualcomm® SnapdragonTM, concretamente o SD410 Quad Core. Além disso, é a primeira impressora do mundo com sistema Android. Isto permite ao utilizador imprimir a partir do seu smartphone e, além disso, revoluciona a experiência de utilização porque melhora a conectividade Wi-Fi, incorpora a tecnologia NFC e facilita o processo de atualizações porque o dispositivo recebe-as por OTA. A Witbox Go! incorpora componentes de última geração (que asseguram uma impressão de alta qualidade), reduzindo ao mínimo as definições que o utilizador tem de fazer e automatiza a maioria dos processos para que imprimir seja algo muito simples. É tão fácil de utilizar que o utilizador só demora 15 minutos a lançar ça sua primeira impressão, enquanto que nas outras impressoras a média é de 2 horas. Por exemplo, se a base não estiver perfeitamente acoplada, o sensor da base impede a impressão; o sensor do extrusor coloca a impressão em pausa se o hotend estiver obstruído e o sensor da presença de filamento interrompe a impressão se o filamento tiver terminado. Além disso, não exige a definição de parâmetros porque, através da tecnologia NFC, a informação das bobinas de PLA é transferida diretamente para a impressora.

 

 

Leia o resto deste artigo »





QUERES PARTICIPAR NUM WORKSHOP DE IMPRESSÃO 3D?

25 02 2017

Fonte: BEEVERYCREATIVE

 

Vem descobrir o fascinante mundo da Impressão 3D connosco!
Para saberes mais, clica aqui: https://goo.gl/vAB2Ej

 

Calendário de Atividades do BEElab.UA – 1º semestre 2017

 

Como a Impressão 3D nos apaixona, a BEEVERYCREATIVE quer partilhar conhecimento e experiência enriquecedoras contigo!

À semelhança dos workshops que desenvolvemos anteriormente, preparámos uma série de workshops gratuitos para os próximos meses que te permitirão saber mais sobre a Impressão 3D e as suas potencialidades!

image

Leia o resto deste artigo »





Personalizar objetos 3D para impressão

28 01 2017

 

A impressão 3D é um “novo” mundo que traz possibilidades infinitas à nossa imaginação. Milhares de modelos estão disponíveis para impressão na Internet, em sites como www.thingiverse.com e https://pinshape.com. À distancia de um clique pode descarregar um modelo e materializar o mesmo. Este é normalmente o caminho inicial de qualquer entusiasta da impressão 3D: descarregar um modelo e imprimir. Posteriormente o passo intermédio é personalizar modelos já construídos. Por último, para utilizadores mais avançados: desenhar de raiz os seus próprios modelos e imprimir.

Neste artigo vou exemplificar como é possível, facilmente e sem grandes conhecimentos técnicos, personalizar modelos existentes. Para o efeito, vou exemplificar como personalizar uma capa para um smartphone (iPhone 5, 5s, 5c, SE), quer ao nível do modelo propriamente dito, quer nas cores utilizadas na impressão.

 

 

O modelo em questão está disponível gratuitamente em:

 http://www.thingiverse.com/thing:30973

image

 

 

Após descarregar o ficheiro stl (formato normalmente utilizado em impressão 3D), é necessário importar o mesmo para o www.tinkercad.com . Esta ferramenta online(gratuita), da AutoDesk (mesmo fabricante do famoso AutoCAD), é executada no navegador Web (necessita de conexão com a Internet) e permite de uma forma fácil e extremamente simplificada modelar (desenhar) em 3D. Por esse motivo o Tinkercad tem ganho cada vez mais adeptos, sendo um aliado perfeito da impressão 3D. Algo que, para o utilizador comum, num software convencional como o AutoCAD, poderá ser complexo e moroso de executar, no Tinkercad, por norma, poderá conseguir o mesmo resultado numa fração do tempo, com muito menos complexidade e com custo 0. Em contrapartida, o Tinkercad, na medida em que é muito acessível e com complexidade muito reduzida, tem as suas limitações e logicamente não permite criar objetos mais complexos, já que está orientado para modelos geométricos.

 

 

Tinkercad – Dicas e funcionalidades :

  • Pressione o botão direito do rato numa área vazia da área de trabalho e sem deixar o botão e mova o rato permite altear a perspectiva de visualização.
  • O scroll do rato vai ser necessário para fazer zoom.
  • O navegador recomendado para executar o Tinkercad é o Chrome.
  • Existem várias combinações de teclas que pode utilizar, já conhecidas do WIndows, como ctrl+c para copiar, ctrl+v para colar, ctrl+z para desfazer, etc..
  • Se pretender poderá alterar para português a língua do Tinkercad, no canto inferior direito da página principal.

 

 

SNAGHTML46f4f9c

 

Com o Tinkercad é possível importar um ficheiro stl. Após a importação, poderá adicionar “objetos” ao modelo principal, como texto, números, um cubo, cone, retângulo, símbolos, etc.

Neste exemplo vamos personalizar a capa do smartphone com um texto lateral (o nome do proprietário). Para o efeito vamos localizar em Basic Shapes, a opção Text, e pousar o cursor na área de trabalho. É imediatamente aberto um assistente que permite introduzir o texto pretendido, assim como definir a sua altura entre outras características relacionadas com a sua dimensão.

Dependendo do que é pretendido, podem existir várias formas de alterar a dimensão do objeto, mover, rodar, etc. A simplicidade do Tinkercad permite que não seja necessário explicar o que cada “quadradinho” e seta faz. O utilizador de forma fácil e intuitiva percebe imediatamente quais as funcionalidades existentes e como as utilizar.

SNAGHTML4b8ab16

 

 

É pretendido que a traseira da capa tenha as iniciais “CR”. O passo para criar um objeto de texto é o mesmo que o anterior. Posteriormente é necessário rodar 180 graus o texto.

image

Leia o resto deste artigo »





Blocks Zero-Uma pequena grande impressora 3D

17 01 2017

A Blocks é uma startup portuguesa que desenvolve impressoras 3D e presta serviços relacionados com esta tecnologia. Recentemente esta empresa lançou no mercado uma nova impressora 3D, de baixo custo, extremamente apelativa pela sua relação qualidade/preço. A Blocks Zero tem um tamanho  e peso reduzido (cerca de 5 KG), o  que permite facilmente transportar a impressora e colocar a mesma em qualquer mesa ou secretária.

 

image

 

Esta impressora tem o custo de 350 EUR (em KIT) em compra direta à Blocks. Se pretender pode comprar com um valor inferior, na plataforma de financiamento colaborativo no Indiegogo.

Por este preço, as poucas impressoras que se encontram no mercado são, por norma, modelos de inferior qualidade, em KIT, com origem na China, sendo que neste caso é necessário comprar através de um dos muitos sites como o AliExpress por exemplo, e aguardar vários dias ou semanas até receber o produto.

É possível comprar a Blocks Zero quer em KIT (em peças), como já montada. Relativamente à primeira opção, no caso de utilizadores menos experientes, poderá ser uma escolha menos acertada. Embora exista um manual de montagem (muito bem elaborado), esta tarefa exige algum tempo para ser concluída, assim, como é lógico, alguma destreza por parte do utilizador. Ainda assim, montar a Blocks Zero é extremamente fácil e rápido (a Blocks refere que é são apenas necessárias cerca de 2:30 h), quando comparado com a montagem da Anet A8 (mais de 12 horas para montar e calibrar). Pode ainda equacionar participar num workshop onde pode construir Blocks Zero a partir de um kit (mais informações aqui).

 

blocks-zero

A impressora não tem mesa aquecida, no entanto este não é um impedimento para imprimir nos materiais mais conhecidos, como PLA e similares. A área de impressão é de 12x14x12 cm o que permite imprimir a maior parte dos objetos disponíveis em plataformas como o Thinghiverse.

Leia o resto deste artigo »





Build a Little 3D Printer

17 01 2017

Fonte: mill.pt

 

RepRap é a família de impressoras 3D que conseguem imprimir as peças plásticas de si próprias. São impressoras 3D completamente open source, desenvolvidas por uma comunidade muito activa. Durante o fim-de-semana do workshop, vais construir a tua impressora 3D a partir de um kit. Vais aprender de A a Z como funciona a impressora, como ajustá-la, como usá-la. A impressora que vais construir é a Blocks ZERO.

 

image

 

 

  • Nós fornecemos todas as peças, tu trazes as tuas ferramentas (abaixo especificadas). Vamos guiar-te através do processo de construção, passo a passo.
  • Vamos fazer os ajustes e afinações mecânicas dos movimentos para uma precisão milimétrica, aspecto muito importante para uma boa impressão. Vamos ajustar as configurações no software para obter os melhores resultados na impressão .
  • Vais compreender o fluxo de trabalho de um modelo a ser impresso. Vamos introduzir-te na comunidade RepRap e mostrar-te onde encontrar mais informações.

Leia o resto deste artigo »





Exame Informática-Review da Blocks Zero

23 12 2016

 

Fonte: Exame Informática

 

Clique na imagem para abrir em tamanho maior

FullSizeRender_1

Leia o resto deste artigo »





Desafiar as leis do mercado da impressão 3D com a Blocks Zero

5 12 2016

Fonte: futurebehind.com

Fomos ao mercado de São Domingos de Benfica, em Lisboa, mas não foi para comprar fruta. Fomos à procura de uma mini-impressora 3D, mais concretamente da Blocks Zero. Estamos de olho nela desde a Maker Faire. Num dos espaços contíguos ao mercado está sediada a Blocks, uma empresa portuguesa que produz impressoras 3D.

Agora são seis os elementos da Blocks e estão num espaço próprio que lhes permite produzir, embalar e expedir as impressoras 3D, assim como realizar projetos de desenvolvimento e prototipagem para outras empresas. Mas nem sempre foi assim.

 

blocks-zero-1

 

Há menos de dois anos eram apenas três os elementos: Duarte Vasconcelos, Alexandre Guerreiro e Tiago Rocha, os fundadores. Em janeiro de 2015 tão pouco tinham uma sede, trabalhavam a partir da casa de Alexandre. Dinheiro? Também não abonava muito, foi preciso meter mãos à obra para ganhar alguma tração.

“A única hipótese que tínhamos para entrar no mercado era termos um produto estupidamente bom, estupidamente acessível. Lançámos a pré-venda da Blocks One que dentro dos meios que nós tínhamos e pessoas que conhecíamos, conseguimos vender logo três, o que nos financiou para fazer mais três. Depois ao vender aquelas três conseguimos vender mais dez. E ao vender dez comprámos material para mais 20. Este mês [novembro de 2016] vendemos nove impressoras. Só este mês”.

A explicação é de Duarte Vasconcelos, o atual diretor executivo da Blocks. Foi também por causa de uma situação vivida por Duarte que o projeto acabou por arrancar.

“Isto tudo começou porque comprei uma impressora para um outro projeto e estava completamente descontente. Dei-me muito bem com o Alexandre, ajudou-me imenso a tentar pôr a impressora a funcionar, que era uma Prusa, a mais simples de todas, mas estava a dar em maluco com aquilo, literalmente. Depois em conversa ele disse-me ‘Olha, tenho uma ideia para fazer uma impressora, tenho alguns protótipos com mais um amigo meu”.

Leia o resto deste artigo »








%d bloggers like this: