Nova versão do Boonzi (1.6) já disponível

31 07 2013

O Boonzi, já referenciado neste artigo, acaba de ser actualizado para a versão 1.6, com importantes melhorias.

 

image

 

Fonte: Boonzi

É com prazer que anunciamos que já está disponível a versão 1.6 do Boonzi. Esta versão traz algumas melhorias muito solicitadas na importação e uma nova funcionalidade que permite anexar facturas e outros documentos às transacções utilizando a Webcam.

Novidades na importação

Melhoramos o último passo da importação, que agora permite:

  • Indicar que uma transacção é uma transferência entre contas
  • Apagar uma transacção da lista a importar

Para utilizar as operações acima, basta clicar sobre a pequena seta que agora aparece à esquerda quando se passa o rato em cima de uma transacção e escolher a opção pretendida (veja abaixo).

 

transferencia

Ao escolher a opção “Marcar como transferência“, aparecerá a janela abaixo que lhe permite indicar as contas de origem e de destino da transferência. Torna-se assim muito mais simples definir as transferências durante a importação.

marcar

 

Utilizar a Webcam para anexar documentos

Muitas pessoas utilizam o Boonzi como o seu dossier fiscal, anexando a cada transacção a factura correspondente. Para facilitar este processo, o Boonzi tem agora uma nova funcionalidade que permite utilizar a Webcam para tirar uma foto à factura. Basta escolher a transacção que se pretende editar, e na zona de “Ficheiros” clicar sobre o novo botão “Tirar foto”.
Será exibida a janela abaixo, que lhe permitirá usar a Webcam para tirar uma foto à factura.

 

capture

Bastará aproximar a factura da Webcam e carregar na tecla “Space”. Aparecerá um contador que tira a foto no espaço de 3 segundos. Poderá diminuir o tempo de disparo clicando no ícone em baixo à direita.
Para que as facturas fiquem legíveis, certifique-se que possui uma Webcam de alta-definição e boa iluminação.

Leia o resto deste artigo »

Anúncios




Combinações de teclas de arranque, suspensão e encerramento para Macs com processador Intel

20 03 2013

Fonte:

http://support.apple.com/kb/HT1533?viewlocale=pt_PT

http://support.apple.com/kb/HT1343?viewlocale=pt_PT

 

Para utilizar um atalho de teclado ou uma combinação de teclas, é necessário premir uma tecla modificadora com uma tecla de caráter. Por exemplo, pressionar a tecla comando (a tecla que tem o símbolo ) e a tecla "c" ao mesmo tempo, copia o que estiver selecionado (texto, gráficos, entre outros) para o Clipboard. Esta ação também é conhecida como combinação de teclas (ou atalho de teclado) Comando+C.

As teclas modificadoras fazem parte de diversas combinações de teclas. A tecla modificadora altera a forma como outras teclas ou o clique do rato/trackpad são interpretados pelo OS X. As teclas modificadoras são: Comando, Shift, Controlo, Maiúsculas e a tecla Fn (Função). Se o seu teclado tiver uma tecla Fn, poderá ter de usá-la em algumas das combinações listadas em baixo. Por exemplo, se o atalho do teclado for Controlo+F2, pressione Fn+Controlo+F2.

Os símbolos das teclas modificadoras que pode visualizar nos menus do OS X são:

ícone da tecla Comando (tecla Comando) – em alguns teclados Apple, esta tecla também contém um logótipo da Apple (apple logo)
ícone da tecla Controlo (tecla Controlo)
ícone da tecla Opção ou Alt (tecla Opção) – a palavra "Alt" também poderá surgir nesta tecla
ícone de Shift (tecla Shift)
ícone de Maiúsculas (Maiúsculas) – ativa/desativa as Maiúsculas
Fn (tecla Função)

 

 

 

Atalhos para o arranque

Pode utilizar as seguintes combinações de teclas de arranque com Macs com processador Intel.

Para optimizar a experiência com as teclas de arranque, prima as teclas imediatamente após o tom de arranque.

Premir C durante o arranque Inicia a partir de um CD, DVD ou unidade USB de arranque (tal como suporte de instalação do OS X).
Premir D durante o arranque Inicia no modo Apple Hardware Test.
Premir a Opção+Comando+P+R até ouvir o som de arranque pela segunda vez. Repõe o NVRAM
Premir Opção durante o arranque Inicia no modo Gestor de Arranque, onde poderá seleccionar qual o volume do OS X que pretende iniciar. Nota: Prima N para que o primeiro volume de rede de arranque também seja apresentado.
Premir o botão Ejectar, F12 ou manter premido o botão do rato ou do trackpad Ejecta os suportes amovíveis como, por exemplo, um disco óptico.
Premir N durante o arranque Tenta iniciar a partir de um servidor de rede compatível (NetBoot).
Premir T durante o arranque Inicia no Modo disco de destino.
Premir Shift durante o arranque Inicia no modo de Arranque em segurança e desactiva temporariamente os elementos de início de sessão.
Premir Comando+V durante o arranque Inicia no modo Verboso.
Premir Comando+S durante o arranque Inicia no modo de Utilizador único.
Premir Opção+N durante o arranque Inicia a partir do servidor NetBoot através da imagem de arranque predefinida.
Premir Comando+R durante o arranque

Inicia a partir da Recuperação

 

 

Leia o resto deste artigo »





Nova versão do VMware Fusion disponível

24 08 2012

VMware-Fusion-5-Box-Small-300x300A chegada de novos sistemas operativos, como o Windows 8 e OS X Mountain Lion, e a recente actualização da linha de portáteis da Apple, com ecrã Retina, são alguns dos factores que estão a impulsionar uma nova guerra entre as aplicações de virtualização para MAC.

 

 

A recente versão 5, do VMware Fusion traz consigo cerca de 70 funcionalidades, destacando-se como referido anteriormente, a optimização e suporte para os novos sistemas operativos, uma melhor performance com ganhos até 40%, suporte para USB 3 e ganhos de eficiência energética que melhoram a autonomia dos portáteis.

 

1

 

O upgrade pode ser feito de forma gratuita para utilizadores que tenham comprado a versão 4 após 25 de Julho de 2012. Os utilizadores do Parallels que queiram migrar para o Fusion têm um desconto de 50% no preço. Para os restantes, o valor é de 44.99 Euros. Poderá testar a aplicação de forma gratuita, durante 30 dias, antes de proceder à compra.

 

 

Windows 8 a correr dentro do OS X Mountain Lion

1

Leia o resto deste artigo »





Mac OS X Lion-Sleep Mode-Falha de segurança?

24 04 2012

 

Apple-securityA funcionalidade sleep mode (standby/pausa) permite que, com muito pouca energia necessária, e durante muito tempo, um Mac possa manter guardado o estado do sistema, quando o utilizador fecha a tampa do seu Mac portátil. Para colocar um Mac portátil em sleep, deverá escolher a opção Sleep/Pausa no menu Apple, ou carregar no botão ON.

Durante este modo, o led frontal fica intermitente de modo que o utilizador sabe qual o estado do seu portátil quando a tampa está fechada.

 

Este é um óptimo recurso quando deseja mover o seu portátil de um local para outro, sem no entanto desligar o computador. Em vez de encerrar todas as aplicações, guardar todos os ficheiros alterados, etc, encerrar e da próxima vez, ligar, processo este que demora algum tempo, simplesmente coloca em sleep mode, e quando retomar, tudo é apresentado tal e qual como foi deixado da última vez. Quando em sleep, uma vez que o disco rígido do computador não está em funcionamento, apenas a memória RAM está a consumir energia para manter o estado do sistema, é totalmente seguro transportar o computador, sem perigo de danos no disco rígido.

 

O sleep mode é aliás o único comportamento (sem recorrer a software de terceiros) quando a tampa de um Mac portátil é fechada. Mais informações aqui: http://support.apple.com/kb/HT2412?viewlocale=pt.

 

Aliás, muitos utilizadores raramente desligam por completo os seus Mac portáteis, apenas o fazendo para instalar actualizações, calibração da bateria, quando vão ficar vários dias sem o utilizar, até porque, quando em sleep mode a bateria esgotar-se-á, ou por outro motivo de força maior.

 

 

Esta breve introdução foi para explicar as vantagens do sleep, nos sistemas Apple, no entanto, como em qualquer aplicação, podem existir problemas de segurança, e é essa situação que retrato neste artigo. À algumas semanas atrás, ao abrir a tampa do MacBook Pro, tal como sempre, seria suposto aparecer o ecrã de login para introduzir a password de acesso e retomar a utilização. Dessa vez, porem, aconteceu algo estranho. Numa das metades do ecrã era mostrada uma das janelas abertas, neste caso uma máquina virtual, com Windows XP a correr sobre o VMware Fusion, e na outra metade, parte da janela o ecrã de login do Mac OS X (Lion versão 10.7.2).

IMG00068-20111229-2355

 

Leia o resto deste artigo »





VMware Fusion actualizado para a versão 4.1.2

18 04 2012

A VMware actualizou no passado dia 13 de Abril o Fusion, aplicação de virtualização para a plataforma MAC OS X, para a versão 4.1.2. Esta actualização vem corrigir cerca de 20 anomalias, e é gratuita para os actuais clientes da versão 4.

 

Untitled

 

Leia o resto deste artigo »





Mac OS X-Partilhar a ligação à Internet

23 02 2012

 

A simplicidade do Mac OS X é algo que surpreende constantemente os seus utilizadores. Recentemente, um amigo meu estava com dificuldades em aceder à Internet. Ambos estávamos ligados ao mesmo ponto de acesso público WiFi, e por alguma razão que desconheço, embora ele se conseguisse ligar ao Access Point, não recebia as configurações TCP/IP e por conseguinte não conseguia ligar-se à Internet.

Ambos tínhamos a mesma configuração nos adaptadores para receber IP automático, e o router não estava a filtrar trafego por endereço MAC. Tentou todas as formas possíveis, inclusive definir as propriedades TCP/IP manualmente, para resolver a situação. Segundo ele, já teria tido as mesmas dificuldades no passado.

 

Quando pensei que o poderia ajudar, partilhando a minha ligação à Internet, não tinha em mente que seria algo tão simples: depois de ligar ambos os computadores com um cabo de rede crossover, bastou aceder às propriedades de Partilha, nas Preferências do Sistema e activar a partilha da Internet. Apenas tive que definir qual a ligação que queria partilhar (WiFi) e qual a porta de saída (Ethernet).

1

 

Leia o resto deste artigo »





HansaWorld-Linha Standard para Mac OS X

18 02 2012

5566A HansaWorld, softwarehouse sueca reconhecida pelos sistemas de ERP/CRM, com mais de 20 anos no mercado e presente em cerca de 110 países, remodelou  a sua gama de aplicações para a plataforma Mac.

 

A nova linha Standard, que vem substituir a linha Books, é composta por várias aplicações, em versão monoposto focada no segmento das micro e pequenas empresas. As aplicações estão traduzidas para português de Portugal, e estão adaptadas à realidade do nosso mercado, no que respeita ao cumprimento com as obrigações legais e fiscais em vigor. A HansaWorld é talvez a única empresa a fornecer um completo sistema de ERP para plataformas Apple, que como sabemos, e apesar de todo o crescimento dos últimos anos, ainda tem uma quota de mercado muito inferior ao Windows.

 

Neste momento a linha Standard é composta pelas aplicações: Contabilidade, Faturação, Faturação Light, Gestão Comercial e Despesas. Estas aplicações podem ser adquiridas de forma independente, diretamente na App Store da Apple, o que torna o processo de instalação e atualização das aplicações extremamente simples. Os valores do licenciamento situam-se entre 29.99 e 79.99 Euros. Os utilizadores do Windows não foram esquecidos, no entanto neste momento, ainda só está disponível o Standard Despesas.

hwlogo_new

 

Com o mercado  e a legislação em constante mudança, a ditar as regras, os utilizadores da plataforma Mac OS X têm vindo a perder opções quando a escolha de um software a utilizar se impõe. Como exemplo, o SAFT, SNC, a certificação de software, que tem novas regras a partir de dia 1 de Abril de 2012, e a tendência para a utilização de sistemas baseados na Web, ditam que aplicações empresarias de gestão, nativas para plataformas Apple, sejam cada vez em menor numero.

 

Se desejar testar as aplicações, estão disponíveis versões DEMO que podem ser descarregadas diretamente neste link.

 

 

Algumas imagens e características das aplicações: 

Standard Contabilidade

Ecrã inicial

1

 

 

 

Janela de lançamento de movimentos

CBL1

Leia o resto deste artigo »








%d bloggers like this: