XD desenvolve VR-POS, o primeiro software de faturação para o Microsoft HoloLens

19 10 2018

imageA XD People é uma empresa portuguesa sediada no Porto que desenvolve software empresarial para várias áreas de negócio, como restauração, retalho, discotecas, SPA’s, entre outras.

 

Presente também em Espanha e no Brasil, o software desenvolvido pela XD desde cedo se diferenciou no mercado por estar preparado para as 3 plataformas mais utilizadas: Windows, Linux e macOS (leia o artigo que escrevi em 2012: XDPOS e XDREST–Aplicações para Ponto de Venda multiplataforma).

 

Fruto do constante investimento em investigação, a XD desenvolveu o VR-POS, o primeiro software de frente de loja a nível mundial que funciona em ambiente holográfico.  Este software para ponto de venda foi desenvolvido para o inovador sistema de realidade aumentada HoloLens, da Microsoft. Para ser mais exato, a Microsoft designa este sistema de realidade mista, uma vez que existe uma “fusão” do mundo real com o virtual.

 

 

image

 

O HoloLens é considerado uma das maiores inovações tecnológicas dos últimos anos. As suas potencialidades são enormes, nomeadamente em áreas como o entretenimento, medicina, engenharia, design de produto, arquitetura e indústria aeronáutica. A única forma de perceber como o HoloLens funciona é experimentando-o. É uma experiencia única e diferente. Basicamente os óculos, tal como uns óculos normais, permitem ver tudo o que nos rodeia. A magia acontece entre a nossa visão e o ambiente ao nosso redor. Aqui é que a informação é apresentada de forma sobreposta e segue o utilizador para onde quer que ele vá. Não tem qualquer semelhança com óculos de realidade virtual que vemos à venda  nas lojas de retalho e de informática, em que o utilizador deixa de ver o ambiente ao seu redor.

 

 20181012_121124_HoloLens

 

Apesar do seu custo, que atualmente ronda os 5000 Euros, estes óculos têm tido uma aceitação enorme desde o seu lançamento, muito pelas potencialidades criadas pela sua capacidade para gerar hologramas. Existem atualmente muitas aplicações disponíveis para tirar partido de todo o potencial do HoloLens. Muitas destas aplicações estão disponíveis e acessíveis diretamente no HoloLens, através da Microsoft Store. Não sendo propriamente um produto direcionado para o consumidor final (não creio que este produto venha a estar disponível nas prateleiras das grandes cadeias de retalho), muitas têm sido as empresas e outras organizações que decidiram investir nesta plataforma para criar soluções de software únicas, com aplicabilidade e utilidade real em várias áreas.

 

A XD foi uma das empresas que decidiu apostar no Microsoft HoloLens, criando o VR-POS, um produto disruptivo e inovador. O desenvolvimento efetuado pela equipa de R&D, iniciado no final de 2017, recorreu à framework Unity e ao poder da linguagem C#.

 

IMG_4214

Leia o resto deste artigo »

Anúncios




Comunicado Importante – SAFT 1.04 em 2018

22 12 2017

Fonte: Zone Soft

 

A partir de 1 de janeiro de 2018, só os ficheiros que respeitam a nova estrutura de dados, ou seja, a versão 1.04 serão aceites, aquando da sua submissão, no Portal das Finanças.

Reforçamos também o facto de que, para todas as faturas emitidas a partir de 1 de julho de 2017, o ficheiro normalizado estruturado com base no ficheiro SAF-T (PT) deve observar o formato constante do anexo à Portaria n.º302/2016, de 02-12, correspondente à versão 1.04_01.

Leia o resto deste artigo »





11 dúvidas de quem muda de Software de Faturação

5 12 2017

Fonte: www.vendus.pt

 

11 dúvidas de quem muda de Software de Faturação

 

Autoridade Tributária

Posso mudar de programa de faturação a qualquer altura?
Sim. Não necessita aguardar pelo final do mês ou do ano fiscal para o fazer.

O que devo ter em atenção obrigatoriamente quando mudar de software?
Verifique se:

    • O programa de faturação é certificado pela AT (consulte a lista);
    • Dispõe das funcionalidades que necessita (ex: gestão de stocks, conta corrente de clientes, entre outros);
    • Se adapta ao seu equipamento.

    Muitos softwares permitem que experimente de forma gratuita por um período de tempo. Peça uma demonstração ou crie uma conta e experimente emitindo, se possível, faturas teste (sem validade fiscal).

     

     

     

    SAF-T

    Posso ter mais do que um software de faturação?
    Sim. Pode emitir documento a partir de mais do que um software, com o mesmo NIF. No entanto, confirme que ambos são certificados e as séries de faturação são diferentes.

     

    Como se processa o envio do SAF-T junto das Finanças, nesse caso?
    Poderá continuar a comunicar as faturas no E-fatura do mesmo modo. Submeta um SAF-T de cada vez. A AT permite que submeta vários SAF-T.

     

     

     

    Séries de Faturação e Documentos

    Ao mudar de software, a série deve começar no 1 ou continuar a partir do último documento emitido no software anterior?
    Deverá sempre começar a partir do número 1, certificando-se de que as séries são diferentes. Deverá verificar se o número após a identificação do documento é diferente da série que tem agora. No Vendus, por exemplo, para uma fatura emitida com o número FT 01P2017/1, o código da série é 01P2017 (deverá ser diferente entre softwares). Alguns softwares permitem que crie as suas séries. Outros criam automaticamente. Neste último caso, se verificar que o número de série é igual, peça à equipa técnica para alterar.

     

    Posso ter mais do que uma série de faturação?
    Sim. O número das séries pode diferir por localização e software de faturação. Isto significa que poderá acontecer em 2 casos:

    • Ter mais do que um software de faturação;
    • Ter mais do que uma loja.

     

    Preciso retificar uma fatura emitida do software anterior. Como faço?
    Poderá emitir uma Nota de Crédito no novo software, indicando nas Observações a que fatura se refere. Poderá também emitir uma fatura manual.

    Leia o resto deste artigo »





    Vantagens da Faturação Eletrónica

    11 11 2017

    Segundo a YET | Your Electronic Transactions, empresa do grupo PRIMAVERA especializada em soluções de transações eletrónicas (EDI), o tratamento manual de uma fatura representa, em média, um custo unitário superior a 1,50 EUR. Este valor, que logicamente é uma estimativa, representa o somatório dos custos relacionados com papel, impressão, envelope, expedição e custos administrativos de processamento (tempo).

    Não é por acaso que grande parte das empresas que fornecem serviços que utilizamos no dia-a-dia, como a MEO, EDP, Vodafone entre outras, oferecem descontos e vantagens na adesão à faturação eletrónica. Estas empresas poupam muito dinheiro pelo simples facto de deixarem de enviar milhões de faturas em papel a cada ano.

     

    Resultado de imagem para fatura eletrónica

     

    A faturação eletrónica tem o mesmo valor que a faturação “em papel” e está disponível até em muitas das aplicações de faturação mais básicas que podemos encontrar no mercado como o Vendus, Moloni, Jasmin, InvoiceXpress, entre outras. É necessário ter em conta que a faturação eletrónica tem que obedecer a certos e determinados requisitos técnicos e legais definidos pela Autoridade Tributária. Na prática é um formalismo técnico que permite assinar digitalmente o documento PDF, através de um certificado digital, garantindo assim a autenticidade da origem e a integridade do seu conteúdo.

    Para além da rapidez e comodidade na entrega da fatura, poupando dessa forma tempo (por exemplo na deslocação aos CTT), de não ter custos com papel, impressão, envelopagem e expedição, a faturação eletrónica evita ainda ainda os típicos problemas associados à não entrega de correspondência (desvios de correspondência e morada insuficiente por exemplo). A adoção da faturação eletrónica faz ainda transparecer modernidade junto dos seus clientes já que permite aumentar a produtividade e eficiência administrativa. Ao mesmo tempo, o arquivo e posterior consulta das faturas eletrónicas, por parte do cliente, fica facilitada. Porque não conceder um desconto a clientes que aceitem passar a receber documentos de faturação (eletrónica) por email?

     

     

    Em baixo pode consultar parte de um interessante artigo sobre o tema. O artigo integral pode ser consultado aqui.

     

     

    Fonte: www.jasminsoftware.com

    A fatura electrónica veio mudar o paradigma do que outrora era burocracia em papel para, atualmente, se transformar num recurso valioso em diversos negócios.

    Antes, o processo de organizar, carimbar, assinar e emitir faturas exigia muito tempo e disponibilidade por parte dos administradores. Hoje em dia, o potencial da tecnologia veio permitir aos administradores de empresas obter recursos mecanizados que facilitam algumas das suas tarefas, simplificando assim os processos de faturação.

     

    O que é a fatura eletrónica?

    A fatura eletrónica é um documento comercial semelhante a uma fatura convencional em papel, cuja principal vantagem é a de chegar instantâneamente ao consumidor através do e-mail.

    A sua autenticidade é garantida por um certificado digital que satisfaz todos os requisitos legais da assinatura digital que assegura a identificação da entidade que faz o seu envio. Assim, em termos legais, tanto o seu valor como a sua validade em nada diferem aos de uma fatura em papel.

    A fatura eletrónica facilita o processo de faturação que passa a ser automático. Passa a ser apenas necessário dar a ordem de envio para o consumidor que, ao receber a fatura por e-mail, facilmente consegue aceder ao ficheiro em qualquer lugar.

    Além da poupança de tempo, a fatura eletrónica permite aos administradores manter o foco nas tarefas que são primordiais para a rentabilidade dos seus negócios.

    Leia o resto deste artigo »





    Vendus–Gestão de tamanhos e cores

    28 09 2017

    Já analisado neste artigo do Blog, o Vendus passou a gerir variações de artigos (“dimensões”). Esta funcionalidade é muito importante na gestão do inventário em  determinados setores de negócio como por exemplo lojas de roupa e sapatarias uma vez que permite gerir tamanhos e cores, resultando assim que possa ter preços, gestão de existências e códigos de barras diferenciados por combinação tamanho/cor.

     

    Vendus - Tamanhos e Cores

     

    Leia o resto deste artigo »





    Primavera Pssst! e Tlim-Novidades e melhorias da versão 8.30

    17 07 2017

    Artigo relacionado: Primavera Pssst e Tlim–Downloads

    Fonte: PKB (Como aceder ao PKB?: Como aceder e utilizar o portal Primavera KnowledgeBase)

    Resultado de imagem para tlim pssstNão sendo a versão 8.30 propriamente nova (foi disponibilizada em 2016 e sofrendo alterações ao longo do tempo, através da Service Release 1 e 2),  muitos utilizadores são agora “forçados” a atualizarem estas aplicações para esta versão, na sequencia da obrigatoriedade de exportação do ficheiro SAFT na versão 1.04 (algo a que o Pssst! e Tlim dão resposta na SR3, que foi disponibilizada em Junho de 2017).

    Neste artigo partilho algumas novidades e melhorias da versão 8.30 dos produtos Pssst! e Tlim (SR1, SR2, SR3):

     

    • Ecrã de Movimentos de Caixa simplificado, incluindo acesso pelo menu e nova janela de detalhes;
    • Reformulação do Cálculo dos valores do fecho de caixa;
    • Reformulação da impressão do mapa de Resumo de fecho de caixa;
    • Novo método de cálculo dos documentos – que vai possibilitar maior fiabilidade da informação extraída pelo P&T Exchange, assim como da integração com o ERP PRIMAVERA através do POS Integrator;
    • Alteração na impressão dos talões – esta alteração surge no seguimento de um esclarecimento da Autoridade Tributária (AT) e vem alterar a discriminação dos artigos compostos num talão de venda;

    • Pesquisa por NIF na lista de documentos de venda – na consulta de documentos de venda passa a existir a coluna Contrib. que permite a pesquisa de documentos pelo NIF do cliente;

    • Novo processo de licenciamento – que vem substituir o método automático anterior e abolir a necessidade de uma PEN Drive em ambiente Windows. O novo processo é manual e idêntico ao licenciamento EXPRESS;

    • Suporte para ecrãs widescreen;

    • Alteração no ecrã de recolha de dados para Clientes Indiferenciados – Reorganização da janela de introdução dos dados de Cliente que permite obter dados a partir do serviço web VIES para o caso dos dados das empresas;

    Leia o resto deste artigo »





    Vendus-Software de faturação online

    26 05 2017

    Desenvolvido pela empresa Nex, o Vendus é uma aplicação de faturação para pontos de venda (POS), online, compatível com várias plataformas, nomeadamente Windows, Linux, macOS, Android e iOS e com vários tipos de dispositivos como tablet, desktop ou smartphone.

    Uma vez que o Vendus está alojado na Cloud, apenas necessita de criar uma conta e começar a utilizar. O Vendus poderá ser utilizado em várias áreas de negócio, nomeadamente Retalho, Restauração e similares. Ao contrário de outros sistemas de faturação online, o Vendus apenas tem uma edição, no valor de 10 EUR/mês ou 96 EUR/ano por ponto de venda (valores sem IVA). Não existem limites de documentos ou utilizadores. Simples e “descomplicado”!

     

    Software de facturação compatível com Impressora Talões, Tablet, Smartphone, Portátil, Impressora A4 em Windows, Mac, Linux, Android, IOS

     

    O facto de ser um sistema na Cloud, faz com que atualizações, cópias de segurança suporte e alocação de recursos de processamento sejam da responsabilidade do fabricante, o que permite custos extremamente baixos e complexidade reduzida para o utilizador já que está tudo incluído na mensalidade. O Vendus é constituído por um Back-Office, onde tem acesso a relatórios, configurações, etc., assim como pelo módulo POS, que através de um interface prático e simplista, permite que as operações de registo de vendas sejam efetuadas de forma simples e muito rápida. O Vendus responde integralmente à legislação portuguesa, sendo um software certificado pela AT (Nº 2230), exporta o ficheiro SAF-T e ficheiro de Inventário de Existências, assim como permite a comunicação de documentos de transporte.

    A aplicação é multi-loja, o que significa que está preparado para gerir várias lojas, com caixas, armazéns e configurações diferenciadas. Conseguirá de forma centralizada e integrada ter acesso a todos os dados, nomeadamente valores de vendas por loja, stocks por loja, etc..

     

    POS Restaurante

     

    Comparando com outras aplicações de faturação existentes na Cloud, o Vendus destaca-se por estar mais orientado para o ponto de venda, sendo que a sua grande vantagem face a outros concorrentes, para além do seu custo reduzido e de não ter limite de faturação, é a sua versatilidade. A tecnologia utilizada no desenvolvimento deste sistema permite que ele possa evoluir no tempo e não ficar “agarrado” a tecnologias descontinuadas e limitadas. Um dos concorrentes diretos do Vendus é o Wintouch Cloud (assente em tecnologia Microsoft Silverlight), também orientado para o Retalho e Restauração. Para além de ter custos superiores e limites de faturação em vários planos, não possui aplicações para dispositivos móveis o que faz com que não o consiga levar “no bolso”.

     

     

     

    Algumas imagens do Vendus a ser executado em Windows:

    Wizard de configuração inicial

    SNAGHTML140a307b

     

     

    Configurações

    SNAGHTML140f30d8

    SNAGHTML14105088

     

     

    Ambiente do POS em modo Retalho

    SNAGHTML14144d2f

    SNAGHTML1414f55f

     

     

    Ambiente do POS em modo Restauração (em ecrã completo)

    image

     

     

    Possibilidade de edição da quantidade, preço, IVA e desconto, em cada linha de artigo que está a ser faturada

    image

     

     

    Exemplo de uma fatura electrónica em formato PDF (com o certificado digital que garante que este documento tem validade fiscal, ao abrigo da legislação atual)

    SNAGHTML19cc8491

    Leia o resto deste artigo »








    %d bloggers like this: