Primavera factura 22 milhões e vai contratar 70 pessoas

28 03 2018

Fonte: www.jornaldenegocios.pt

 

A tecnológica Primavera BSS, que gera mais de um terço da facturação nos mercados internacionais, emprega cerca de 300 pessoas, das quais 232 em Portugal, e prevê contratar mais sete dezenas este ano.

 

Primavera factura 22 milhões e vai contratar 70 pessoas

José Dionísio, co-CEO da Primavera

 

Nasceu em Braga, em 1993, com o objectivo de disponibilizar ao mercado um software de gestão para ambiente Windows. "Numa época em que o mercado nacional não utilizava este sistema operativo e, mesmo noutros países europeus, a implementação era quase inexistente, esta foi uma decisão disruptiva, que deu origem àquele que viria a ser o primeiro produto Windows para profissionais de contabilidade, o Contalib", recorda José Dionísio, co-CEO da Primavera BSS (Business Software Solutions), em entrevista ao Negócios.

Esta aplicação, que foi produzida "em apenas quatro meses, na casa do Jorge Batista", o outro co-CEO e sócio de José Dionísio, "viria a ser um grande ‘bestseller’ e o pontapé de saída para um futuro que foi de crescimento contínuo".

A "software house" bracarense fechou o último exercício com "um volume de negócios de mais de 22 milhões, correspondentes a um crescimento de 12% face ao ano anterior", com o exterior "a representar 35% do total, sendo Angola o principal mercado de vendas internacionais do grupo".

Já o exercício em curso "está a correr bem e dentro das expectativas", prevendo um crescimento da facturação da ordem dos 10%.

Leia o resto deste artigo »

Anúncios




Webinar – Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD)

2 03 2018

A entrada em vigor do diploma Europeu do Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD) aproxima-se a passos largos e partir de 25 de maio de 2018 será uma realidade em todos os países membros da União Europeia.

Este Webinar da PrimaveraBSS vem ajudar as organizações a garantir que vão estar em conformidade com a nova legislação. Para além de serem abordados alguns pontos essenciais deste regulamento é também demonstrado qual o impacto que este tem nos sistemas ERP, em concreto no ERP Primavera, mas também na infraestrutura informática das organizações.

 

 

 

Assista à gravação do Webinar que decorreu dia 1 de Março de 2018.

Webinar RGPD

Leia o resto deste artigo »





Entrevista a Sérgio Sereno da PrimaveraBSS

20 02 2018

Entrevista a Sérgio Sereno, Technical Manager da PrimaveraBSS.

 

    image[9]

 

Carlos Moreira – Sérgio, o que fazes atualmente na Primavera e em que sentido participas na construção do produto que chega até ao cliente final?

Sérgio Sereno – Atualmente desempenho as funções de Technical Manager, onde estou responsável pela coordenação da equipa que está a construir a nova oferta do ERP da PRIMAVERA para a cloud.

 

 

CM – Sentes que a Cloud ainda continua a ser temida e ter pouca atenção por parte das organizações devido a questões relacionadas com a privacidade?

SS – Penso que o problema de adoção de soluções cloud nativas por parte das medias e grandes organizações está por um lado no receio dos dados ficarem de certa forma mais expostos e fora do controlo. Obviamente que isto e a perceção que temos, pois estando toda a informação dentro de portas existem mais riscos do que na cloud, isto porque muitas organizações não tem tão boas soluções de redundância, backup e controlo de intrusão como uma plataforma como Microsoft Azure, Amazon ou Google Cloud tem. Por outro lado porque existe muito investimento já feito hoje em hardware e software que é necessário rentabilizar, sendo que a troca do software nativo por cloud irá acontecer naturalmente quando se colocar a renovação das infraestruturas.

 

 

CM – Com a tecnologia a evoluir a um ritmo alucinante, como imaginas que será o software ERP daqui por 10 anos e em que sentido tecnologias como a Inteligência Artificial, IoT, Cloud, Mobile, Blockchain e Social Business podem contribuir para a sua evolução?

SS – Penso que passaremos de um modelo passive para um pró-activo. Isto é, hoje temos muito informação nos sistemas de informação que nos ajudam a extrair informação sobre o passado da empresa, o chamado histórico. No futuro vamos ter modelos que vão aprender com as ações dos utilizadores e os vão alertar para as consequências e impactos de decisões tomadas hoje terão no futuro, aos mesmo tempo que propõe soluções.

 

Image may contain: 1 person, sitting

 

CM – Portugal estará certamente na linha da frente no que diz respeito à legislação que as aplicações de faturação e os ERPs têm que cumprir e dar resposta. Achas que o futuro passará por ser a própria Autoridade Tributária e outros organismos estatais a criar e fornecer as ferramentas necessárias às organizações, passando o software de gestão desenvolvido pelos fabricantes tradicionais a ser visto como opcional?

SS – Não. Acho que caminhamos para um modelo colaborativo, onde os ERP’s dos vários fabricantes podem consumir e alimentar diretamente serviços que a própria AT irá disponibilizar.

 

Leia o resto deste artigo »





PRIMAVERA Academy-Programa Futuro Connosco

16 12 2015

Fonte: PrimaveraBSS

O programa Futuro Connosco aprofunda as componentes teóricas e práticas necessárias à comercialização, implementação, formação e suporte às soluções PRIMAVERA, com o principal objetivo de desenvolver competências que permitam a criação e gestão de um negócio consubstanciado numa marca de referência a nível nacional e internacional

 

image

Leia o resto deste artigo »





Logitrans Summit

5 05 2015

Vai ter lugar nos próximos dias 13 e 14 de maio na cidade do Porto o evento Logitrans Summit 2015, exclusivo para profissionais.

Contando com a PrimaveraBSS como patrocinador e expositor este evento é um importante ponto de encontro para partilha de informação na área da Logística.

 

image

Leia o resto deste artigo »





CRM – O novo Módulo do Primavera ELEVATION Business Suite

20 03 2015

Fonte: PrimaveraBSS

 

image

 

Sabe quantos negócios tem perdido por incapacidade de resposta da equipa comercial?

Sabe quantos pedidos de contacto ficaram sem uma resposta adequada?

Sabe quantas leads foram perdidas porque nunca foram registadas nem acompanhadas?

 

A PRIMAVERA acaba de disponibilizar um módulo de CRM na Cloud, sendo a partir de agora muito mais fácil estruturar estratégias de marketing e otimizar o relacionamento com os seus clientes e potenciais clientes.

Conheça as funcionalidades e perceba se este é suporte tecnológico certo para as suas estratégias comerciais.

 

Dia: 27 de março

Início: 11h00 (hora de Portugal Continental)

Duração: 30 minutos

Orador: Vítor Ferreira, Product Owner PRIMAVERA

Leia o resto deste artigo »





Primavera BSS: Cloud computing é o novo paradigma tecnológico

21 02 2015

Fonte: www.bit.pt

 

Estamos perante um novo paradigma tecnológico que é completamente revolucionário, disse à B!T José Dionísio, CEO da Primavera BSS, empresa portuguesa com mais de 20 anos de experiência no mercado de software de gestão. Para este responsável, o Cloud Computing inclui uma rutura tecnológica maior do que a que deu origem à Primavera em 1993: a criação de software em ambiente gráfico, em Windows. “Apesar de tudo, era software de faturação, de contabilidade, a correr num sistema operativo diferente. Ponto. A cloud veio acrescentar uma série de outras vertentes ao negócio e abre possibilidades que não existiam naquela altura”.

JoseDionisio_CoFundador-CoCEO_PRIMAVERABSS_3

B!TRecentemente divulgaram os vossos resultados de 2014 que evidenciaram um crescimento de 9% face a 2013. Resultados muito impulsionados pela vertente internacional. Aliás, recentemente, abriram uma sucursal no Dubai. Como surgiu essa oportunidade? Foi algum cliente que se deslocou e vocês acompanharam o seu negócio?

José Dionísio – Não. A abertura do Dubai foi o resultado da nossa exploração do mercado. O country manager que hoje está a gerir o negócio local, Jorge Marques, responsável por todo o território africano, fez uma pesquisa no Dubai e entusiasmou-se com os Emirados e com os níveis de crescimento que aquela região apresenta. Além de que do ponto de vista do produto há muita similaridade já que ali não há praticamente fiscalidade. O que quer dizer que tivemos que “esconder” a fiscalidade dos nossos produtos, o que tem um custo residual. É por isso um mercado particularmente interessante.

 

 

B!T – Como tem sido a aceitação?

JD – Ainda estamos a tentar perceber. Apesar de tudo o Jorge Marques já começou a contactar com o mercado há quase um ano. Mas é um mercado onde imperam as empresas estrangeiras. Há centenas de milhares de empresas nos Emirados e no Dubai mas há uma população local que é muito residual. Só 5% da população do Dubai é que é dali. De resto, são emigrantes.

Leia o resto deste artigo »








%d bloggers like this: