11 dúvidas de quem muda de Software de Faturação

5 12 2017

Fonte: www.vendus.pt

 

11 dúvidas de quem muda de Software de Faturação

 

Autoridade Tributária

Posso mudar de programa de faturação a qualquer altura?
Sim. Não necessita aguardar pelo final do mês ou do ano fiscal para o fazer.

O que devo ter em atenção obrigatoriamente quando mudar de software?
Verifique se:

    • O programa de faturação é certificado pela AT (consulte a lista);
    • Dispõe das funcionalidades que necessita (ex: gestão de stocks, conta corrente de clientes, entre outros);
    • Se adapta ao seu equipamento.

    Muitos softwares permitem que experimente de forma gratuita por um período de tempo. Peça uma demonstração ou crie uma conta e experimente emitindo, se possível, faturas teste (sem validade fiscal).

     

     

     

    SAF-T

    Posso ter mais do que um software de faturação?
    Sim. Pode emitir documento a partir de mais do que um software, com o mesmo NIF. No entanto, confirme que ambos são certificados e as séries de faturação são diferentes.

     

    Como se processa o envio do SAF-T junto das Finanças, nesse caso?
    Poderá continuar a comunicar as faturas no E-fatura do mesmo modo. Submeta um SAF-T de cada vez. A AT permite que submeta vários SAF-T.

     

     

     

    Séries de Faturação e Documentos

    Ao mudar de software, a série deve começar no 1 ou continuar a partir do último documento emitido no software anterior?
    Deverá sempre começar a partir do número 1, certificando-se de que as séries são diferentes. Deverá verificar se o número após a identificação do documento é diferente da série que tem agora. No Vendus, por exemplo, para uma fatura emitida com o número FT 01P2017/1, o código da série é 01P2017 (deverá ser diferente entre softwares). Alguns softwares permitem que crie as suas séries. Outros criam automaticamente. Neste último caso, se verificar que o número de série é igual, peça à equipa técnica para alterar.

     

    Posso ter mais do que uma série de faturação?
    Sim. O número das séries pode diferir por localização e software de faturação. Isto significa que poderá acontecer em 2 casos:

    • Ter mais do que um software de faturação;
    • Ter mais do que uma loja.

     

    Preciso retificar uma fatura emitida do software anterior. Como faço?
    Poderá emitir uma Nota de Crédito no novo software, indicando nas Observações a que fatura se refere. Poderá também emitir uma fatura manual.

    Leia o resto deste artigo »





    Vantagens da Faturação Eletrónica

    11 11 2017

    Segundo a YET | Your Electronic Transactions, empresa do grupo PRIMAVERA especializada em soluções de transações eletrónicas (EDI), o tratamento manual de uma fatura representa, em média, um custo unitário superior a 1,50 EUR. Este valor, que logicamente é uma estimativa, representa o somatório dos custos relacionados com papel, impressão, envelope, expedição e custos administrativos de processamento (tempo).

    Não é por acaso que grande parte das empresas que fornecem serviços que utilizamos no dia-a-dia, como a MEO, EDP, Vodafone entre outras, oferecem descontos e vantagens na adesão à faturação eletrónica. Estas empresas poupam muito dinheiro pelo simples facto de deixarem de enviar milhões de faturas em papel a cada ano.

     

    Resultado de imagem para fatura eletrónica

     

    A faturação eletrónica tem o mesmo valor que a faturação “em papel” e está disponível até em muitas das aplicações de faturação mais básicas que podemos encontrar no mercado como o Vendus, Moloni, Jasmin, InvoiceXpress, entre outras. É necessário ter em conta que a faturação eletrónica tem que obedecer a certos e determinados requisitos técnicos e legais definidos pela Autoridade Tributária. Na prática é um formalismo técnico que permite assinar digitalmente o documento PDF, através de um certificado digital, garantindo assim a autenticidade da origem e a integridade do seu conteúdo.

    Para além da rapidez e comodidade na entrega da fatura, poupando dessa forma tempo (por exemplo na deslocação aos CTT), de não ter custos com papel, impressão, envelopagem e expedição, a faturação eletrónica evita ainda ainda os típicos problemas associados à não entrega de correspondência (desvios de correspondência e morada insuficiente por exemplo). A adoção da faturação eletrónica faz ainda transparecer modernidade junto dos seus clientes já que permite aumentar a produtividade e eficiência administrativa. Ao mesmo tempo, o arquivo e posterior consulta das faturas eletrónicas, por parte do cliente, fica facilitada. Porque não conceder um desconto a clientes que aceitem passar a receber documentos de faturação (eletrónica) por email?

     

     

    Em baixo pode consultar parte de um interessante artigo sobre o tema. O artigo integral pode ser consultado aqui.

     

     

    Fonte: www.jasminsoftware.com

    A fatura electrónica veio mudar o paradigma do que outrora era burocracia em papel para, atualmente, se transformar num recurso valioso em diversos negócios.

    Antes, o processo de organizar, carimbar, assinar e emitir faturas exigia muito tempo e disponibilidade por parte dos administradores. Hoje em dia, o potencial da tecnologia veio permitir aos administradores de empresas obter recursos mecanizados que facilitam algumas das suas tarefas, simplificando assim os processos de faturação.

     

    O que é a fatura eletrónica?

    A fatura eletrónica é um documento comercial semelhante a uma fatura convencional em papel, cuja principal vantagem é a de chegar instantâneamente ao consumidor através do e-mail.

    A sua autenticidade é garantida por um certificado digital que satisfaz todos os requisitos legais da assinatura digital que assegura a identificação da entidade que faz o seu envio. Assim, em termos legais, tanto o seu valor como a sua validade em nada diferem aos de uma fatura em papel.

    A fatura eletrónica facilita o processo de faturação que passa a ser automático. Passa a ser apenas necessário dar a ordem de envio para o consumidor que, ao receber a fatura por e-mail, facilmente consegue aceder ao ficheiro em qualquer lugar.

    Além da poupança de tempo, a fatura eletrónica permite aos administradores manter o foco nas tarefas que são primordiais para a rentabilidade dos seus negócios.

    Leia o resto deste artigo »





    HansaWorld Standard Accounts-Aplicação de Faturação e Contabilidade gratuita para todos os tipos de negócio

    9 11 2017

    A HansaWorld é uma empresa Irlandesa que produz software empresarial para várias áreas de negócio. Especificamente para o mercado português é disponibilizada a suite Standard Accounts, gratuita, embora com funcionalidades Premium que são pagas em regime de subscrição. Mais recentemente foram disponibilizadas aplicações no mesmo modelo de licenciamento do Standard Accounts:  o Standard Hotel, para gestão de unidades hoteleiras e o Standard CRM para gestão de relacionamento com clientes.

     

    http://standard-accounts.com/por

     

    image

     

    O Standard Accounts tem os módulos de Faturação (compras e vendas) e Contabilidade. A aplicação é certificada pela AT, exporta o ficheiro SAFT e ficheiro de Inventário para comunicação à Autoridade Tributária, assim como cumpre com outros requisitos legais como a comunicação de documentos de transporte à AT (funcionalidade paga). Muito provavelmente esta aplicação será caso único no mercado português, uma vez que disponibiliza os  módulos de faturação (compras e vendas) e contabilidade, de forma gratuita e sem limite de transações. A qualquer momento é possível evoluir para o Standard ERP, sem qualquer perda de dados, que é orientado para organizações de maiores dimensões com outras necessidades.

     

     

    Algumas imagens do Standard Accounts

    Ficha de entidade

    image

     

     

    Ficha de artigo

    image

     

     

    Documento de venda

    image

     

     

    Layout de documento de venda

    image

     

     

    Plano de Contas da Contabilidade

    image

     

     

    Registo de documento contabilístico

    image

     

     

    Balancete analítico

    image

     

     

    Assistente de comunicação do Inventário à AT

    image

    Leia o resto deste artigo »





    E.FREE Eticadata

    6 11 2017

    Conforme publicado anteriormente neste artigo, a Eticadata disponibilizou recentemente o E.FREE, um software de faturação sem custos de licenciamento, orientado para as micro e pequenas empresas. Trata-se de uma aplicação desktop (não disponível em ambiente Cloud) que tem como limite de faturação anual o valor de 35.000 Euros e limite de uma empresa por sistema. Para além de Portugal, o E.FREE está igualmente disponível para outros mercados como Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, Cabo Verde, Colômbia, Espanha e S. Tomé e Príncipe.

    Ainda que o software possa ser bom (não testei…), todo o processo que vai desde preencher o formulário para demonstrar o interesse na aplicação, ser contactado pela Eticadata e posteriormente por um parceiro, até começar a utilizar a aplicação pode ser moroso e complexo para o utilizador comum (no caso de não ter ajuda do parceiro).  Podem ainda existir custos relacionados com a instalação, configuração e formação (conforme está explícito na página do produto) que podem inviabilizar todo o processo no caso de o utilizador considerar o custo proposto como sendo elevado e não justificado.

     

     

    Ao contrário da tendência da industria que tem evoluído para o software alojado na Cloud, que entre outras vantagens, dispensa instalação e reduz o tempo necessário para começar a utilizar as aplicações (Jasmin e Wintouch Cloud são dois bons exemplos-possuem planos gratuitos), assim como de outras aplicações de faturação, em ambiente Desktop e a custo 0, disponibilizadas por outras empresas, como por exemplo o Primavera Express, XD STARTUP, Projecto Colibri FREE, que são simples de instalar, atualizar e utilizar e não implicam o contacto com um parceiro (pelo menos numa primeira fase), nem exigem conhecimentos avançados, o E.FREE tem grau de exigência muito maior para que possa começar a utilizar o software.

     

    Num cenário em que são disponibilizados (por um parceiro Eticadata) ao utilizador todos os instaladores (SQL Server e ERP) e outros ficheiros que eventualmente sejam necessários, muito dificilmente este consegue colocar o software a funcionar sem necessitar de ajuda. Por norma o utilizador final não tem conhecimentos suficientes, nem disponibilidade de tempo para o fazer. É necessário instalar o ERP e também o SQL Server, de forma manual e desintegrada. Posteriormente é necessário inicializar a plataforma e muito provavelmente será necessário criar uma nova empresa (base de dados) e efetuar várias configurações iniciais. A “alternativa”, conforme a Eticadata indica, implica que o utilizador eventualmente tenha custos relacionados com a instalação, configuração e formação, após contactar um parceiro deste fabricante. Muito provavelmente também será necessário contactar um parceiro Eticadata para instalar atualizações sempre que estas sejam disponibilizadas, mais uma vez com a probabilidade de existirem custos associados.

    Leia o resto deste artigo »





    ETICADATA lança E.FREE, uma versão do seu ERP sem qualquer custo de licenciamento

    23 08 2017

    Fonte: Eticadata Software

     

    Gerir o seu negócio nunca foi tão fácil, tão eficiente, tão intuitivo… nem tão barato…
     
    O E.FREE é uma solução ideal para suprir as necessidades das micro e pequenas empresas, ajudando-as a crescer tendo por base o ERP ETICADATA, solução que conta já com mais de 40.000 aplicações instaladas, distribuídas por diversas áreas de negócio nos quatros cantos do globo.

     

    Resultado de imagem para e.free eticadata

    Uma relação próxima do utilizador aliada à experiencia de mais de 27 de anos possibilitou o desenvolvimento de um ERP intuitivo e realmente simples de usar.
    O ERP eticadata foi concebido para que o utilizador consiga executar, de forma intuitiva, as suas tarefas com o mínimo de esforço e dificuldade.
    E.FREE é composto pelos módulos GCE BASIC: Compras, Vendas, Stocks e Contas Correntes, e correspondentes funcionalidades, abrangendo processos baseados nas melhores práticas de gestão utilizadas por grandes empresas, estando disponível em Portugal, Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, Cabo Verde, Colômbia, Espanha e S. Tomé e Príncipe.

    Leia o resto deste artigo »





    PrimaveraBSS-Como é que o Jasmin se diferencia do ELEVATION EXPRESS?

    22 03 2017

    Fonte: email enviado pela Primavera

     

    Novas Formas

    JASMIN – A mais recente solução cloud da PRIMAVERA

     

    Bom dia,

    No seguimento do interesse que demonstrou pelos produtos PRIMAVERA e mais especificamente pelo ELEVATION Express, informamos que a PRIMAVERA disponibilizou recentemente no mercado um novo software de gestão e faturação online, direcionado a Empreendedores, Startups e PMEs, que tem por base uma tecnologia mais avançada e que oferece uma experiência de utilização única. 
     
    Com o Jasmin pode fazer a gestão completa do seu negócio, responder às obrigações legais e fiscais e ainda acompanhar a evolução dos resultados recorrendo a dashboards com indicadores de apoio à gestão, em qualquer dispositivo móvel.
     
    Conheça o Jasmin: http://bit.ly/videoJasmin

     

    Como é que o Jasmin se diferencia do ELEVATION EXPRESS?
     
    – Tecnologia: Sabia que a sua solução atual (ELEVATION EXPRESS) foi desenvolvida em Silverlight, uma tecnologia que foi descontinuada pela Microsoft e já não corre em alguns browsers, como é o caso do Mozilla Firefox? Com o Jasmin, tenha um software com a mais recente tecnologia.

    – Usabilidade: Prático e funcional, o Jasmin simplifica o seu dia a dia. Tenha uma experiência de usabilidade ímpar e tenha mais tempo para o que realmente importa. Veja com os seus próprios olhos como é fácil usar o Jasmin.
     
    – Customer Care & Suporte: Usufrua da disponibilidade e conhecimento de uma equipa especializada, sempre pronta a ajudar através de pedidos de suporte ou chat integrados no software.
     
    – Help Center: Aprenda ao seu ritmo. Aceda ao Help Center e encontre todo o apoio que precisa através de artigos, FAQs, vídeos e dicas que tornam a gestão do seu negócio num processo fluido e simples.
     
    Mas não fica por aqui, o software evolui à medida das necessidades do seu negócio. Hoje fature sem custos com o Jasmin Express e amanhã pode gerir encomendas, stocks, compras e ainda vender os seus produtos numa loja online recorrendo às funcionalidades mais avançadas do Jasmin Premium.
     
    Mas nada melhor do que conhecer e explorar o Jasmin, para comprovar a experiência e, se precisar, tire todas as suas dúvidas no chat do site.

    Leia o resto deste artigo »





    Fisco faz novo raide a programas de faturação

    27 10 2016

    Fonte: www.dinheirovivo.pt

     

    A AT voltou ao terreno para inspecionar programas de faturação, tendo anulado as certificações do "CR Mais e WinPlus".

    O raide do fisco – denominado “Ação Buffet” – decorreu na terça-feira, abrangeu 1500 estabelecimentos comerciais e culminou na instauração de 100 autos de notícia por utilização de programas de faturação anulados.

     

    Resultado de imagem para CR Mais WinPlus

     

    Num comunicado emitido esta quinta-feira, o Ministério das Finanças acentua que na sequência destas ações “e, tendo o Ministério Público comunicado à Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) que os programas de faturação “CR Mais” e “WinPlus” (certificados n.º 1422 e 1751) se encontravam dotados de um conjunto de funcionalidades concebidas para permitir ao utilizador a eliminação dos registos de vendas e prestações de serviços, foram anuladas as certificações outorgadas pelos referidos programa”.

    Leia o resto deste artigo »





    XD STARTUP-Software de faturação gratuito

    10 01 2015

    A XD, software house nacional, especializada em software para retalho e restauração, disponibilizou o XD Gestão Comercial Unlimited e em simultâneo o XD STARTUP.

     

    As limitações relativamente ao Primavera Express são equivalentes, quanto a funcionalidades como no que diz respeito ao valor limite do Volume de Negócios por cada ano. O XD STARTUP não possui módulo POS.

     

    image

     

    Quais as limitações da XD STARTUP em relação  ao XD UNLIMITED ?

    Versão gratuita para empresários com faturação anual até 30,000€
    Limitações: Mono Posto, Mono utilizador, Não funciona em Cloud.
    Não Inclui: Avenças, Configurador de Documentos, Comissões e Séries de Documentos.
    Máximo de facturação: 7,500€ por Trimestre.

     

    Leia o resto deste artigo »





    Obrigação de comunicação eletrónica de ‘stocks’ em Janeiro

    27 10 2014

    Fonte: http://saldopositivo.cgd.pt

    De acordo com a proposta de Orçamento do Estado para 2015, as empresas com uma faturação anual acima dos 100 mil euros, contabilidade organizada e que estejam obrigadas à elaboração de inventário, devem comunicar à Autoridade Tributária (AT), por transmissão eletrónica de dados, o inventário relativo ao último dia do exercício. Esta comunicação deve ser realizada até ao final do primeiro mês seguinte à data do termo desse período, ou seja, 31 de janeiro. Ainda por definir estão as características do ficheiro que deverá ser enviado para a AT. Caso esta obrigação anual não seja cumprida, trata-se de uma contra ordenação grave, punível com coima entre 200 e 10.000 euros.

     

    image

    Leia o resto deste artigo »





    Standard Accounts 7.2 PRT – 7.2.190000

    6 01 2014

    Foi disponibilizada recentemente uma nova actualização para a aplicação de facturação gratuita Standard Accounts, para a plataforma OS X.

     

    Novidades da versão 7.2.190000:

    • Alterações conforme portaria 340/2013
    • SAFT de acordo com formato portaria 274/2013 de 21 de Agosto
    • Parâmetros para 2014
    • Pequenas correções

     

    image

     

    Leia o resto deste artigo »





    Portaria nº 340/2013-Identificação única dos documentos

    1 01 2014

     

    A Portaria nº 340/2013 que entra em vigor a 1 de Janeiro de 2014, estipula que, para além da introdução de novas regras relativamente obrigatoriedade de utilização de programas informáticos de faturação certificados, os documentos assinados (certificados) devem adicionalmente conter impressa a identificação única dos documentos.

     

    Impressão de um documento certificado A4 – Primavera Express

    image

    Não é necessária nenhuma alteração ao nível dos mapas do Primavera Express (A4), nem relativamente aos mapas de impressão do POS (formato ticket), uma vez que o identificador único é inserido de forma automática.

     

     

    A identificação única do documento de venda, documentos de movimentação de mercadorias e documentos de conferência é constituída sequencialmente pelos seguintes elementos:

    Código interno do tipo de documento atribuído pela aplicação+ESPAÇO+identificador da série do documento+/+numero do documento.

     

    Dois exemplos de 2 documentos gravados no Primavera Express, e a respectiva identificação única dos documentos, conforme o SAFT:

    01-01-2014 16-47-14

    4.1.4.1 (documento de venda)

    4.2.3.1 (documento de movimentação de mercadorias)

    4.3.4.1 (documento de conferencia)

    Leia o resto deste artigo »





    Cartões de banda magnética

    31 12 2013

    imageA utilização de cartões de banda magnética é muito comum no nosso quotidiano, como por exemplo em sistemas de POS, seja para a identificação de colaboradores no sistema, cartões de consumo interno em discotecas e bares e fidelização de clientes.

    Este artigo pretende reunir algumas especificações técnicas dos cartões de banda magnética.

     

     

     

     

     

    Pistas magnéticas (ISO 7811):

    • Pista 1-ISO 1 ( parte alta da banda magnética ) : 79 caractere alfanuméricos com densidade de codificação 210bpi.
    • Pista 2-ISO 2 ( parte central da banda magnética ) : 40 caracteres numéricos com densidade de codificação 75bpi.
    • Pista 3-ISO 3 ( parte baixa da banda magnética ) : 107 caracteres numéricos com densidade de codificação 210bpi.

     

    image

     

     

     

    Coercividade:

    As Bandas Magnéticas podem ainda ser de 2 tipos: Baixa ou Alta Coercividade. As Bandas de Alta Coercividade são mais resistentes à desmagnetização e podem muitas vezes ser diferenciadas pela sua cor – Preto para Alta e Castanho para Baixa Coercividade.

    Coercividade é a quantidade de corrente elétrica (polarização do campo magnético) com diferentes densidades (força) necessária para magnetizar (gravar) a tarja do cartão e a mesma ficar gravada após ser retirado a corrente elétrica.

    Existem dois tipos de cartões com banda magnética com níveis de coercividade diferentes:

    • As bandas magnéticas HiCo (para Alta Coercividade) oferecem um nível mais alto de segurança contra os danos que podem ser causados por campos magnéticos exteriores (pretas).
    • As pistas LoCo (para Baixa Coercividade) são menos resistentes aos campos magnéticos exteriores mas têm a vantagem de ser um pouco menos dispendiosos (castanhas).

     

    Leia o resto deste artigo »





    Emissão de facturas em papel pré-impresso (papel timbrado)

    29 12 2013

     

     

    O Oficio Circulado 30156/2013 de 18 de Dezembro de 2013 vem esclarecer que as organizações que utilizam papel pré-impresso (papel timbrado) para e emissão dos documentos de facturação, devem garantir que o sistema informático insira todas as menções obrigatórias no documento, como o nome, a firma ou denominação social e o número de identificação fiscal do sujeito passivo adquirente, ainda que essa informação possa ficar em duplicado no documento.

    image

    Leia o resto deste artigo »





    Primavera ELEVATION Business Suite-Teste durante 30 dias

    26 08 2013

     

    O ELEVATION Business Suite, que rivaliza diretamente com o PHC FX, é a nova plataforma desenvolvida pela Primavera, desenhada em exclusivo para o ambiente Web (cloud), acessível a partir de um navegador. Recorre à tecnologia Microsoft Silverlight para apresentar ao utilizador um interface extremamente agradável, dinâmico e user friendly. Actualmente o Business Suite apenas contempla as áreas de Logística e Tesouraria, não sendo portanto, pelo menos para já, uma alternativa que possa substituir por completo o ERP “clássico”, uma vez que não inclui os restantes módulos.

     

    image

     

    Recorre ao modelo de licenciamento SaaS (Software as a Service), o que significa que o utilizador paga uma determinada quantia, periodicamente, para poder utilizar o serviço, não existindo desta forma um investimento inicial nem em licenciamento nem em infra-estrutura de hardware.

     

    A actualização da aplicação, assim como a sua manutenção e cópias de segurança são assegurados pela Primavera, libertando assim o utilizador destas tarefas e custos associados. A rápida adequação do produto face às constantes alterações fiscais, é certamente uma mais valia para o utilizador, uma vez que a Primavera fica com essa responsabilidade.

     

    ELEVATION Business Suite – Vendas

     

    Como é que o utilizador pode aceder à aplicação? Simplesmente através de um sistema operativo e navegador compatível com o plug-in Silverlight (consultar lista no final do artigo), necessitando apenas que exista ligação à Internet, o que significa que em qualquer hora e em qualquer lugar, possa ter acesso aos seus dados, quer seja utilizador da plataforma Windows ou Mac OS X. Não é necessária qualquer instalação ou configuração adicional. O ELEVATION Business Suite não está preparado para ser utilizado em dispositivos móveis como tablets ou smartphones, devido mais uma vez à compatibilidade com o Silverlight, para além de que o interface não foi desenhado para a utilização em ecrãs tácteis.

     

    Visualmente, não sendo “tão agradável” quando comparado com o PHC FX, no que refere ao interface, o Elevation tem um alto nível de customização, permitindo ao utilizador criar os seus próprios dashboards e indicadores de gestão. Tal como no ERP v8, está disponível o navegador que auxilia o utilizador a encontrar as tarefas que pretende utilizar, como favoritos e tarefas mais utilizadas.

     

     

    Poderá testar o Business Suite durante 30 dias sem qualquer custo. Para o efeito é necessário preencher o formulário que se encontra no separador “Versão Demo”, nesta página e aguardar um contacto da Primavera com as instruções e credenciais de acesso ao User’Space, onde poderá testar o Business Suite, para além de poder descarregar e testar outros produtos da Primavera.

     

     

    Algumas imagens do Business Suite no navegador Safari, no sistema Mac OX S

    Ecrã inicial de autenticação

    image

     

     

     

    Escolha da empresa de trabalho

    image

     

     

     

    Navegador e ambiente de trabalho

    image

     

     

     

    Catalogo de Artigos

    image

    Leia o resto deste artigo »





    Nova alteração à estrutura do ficheiro SAFT-Portaria n.º 274/2013

    24 08 2013

     

    Dia 1 de Outubro entra em vigor o novo Regime de IVA de Caixa (Decreto-Lei n.º 71/2013), o que implica que a estrutura do ficheiro SAFT sofra novamente alterações para acomodar os documentos de liquidação (recibos). Nessa sequencia foi publicada a Portaria n.º 274/2013, no passado dia 21 de Agosto.

     

    Clique na imagem para consultar a Portaria n.º 274/2013

    image

    Leia o resto deste artigo »





    iPad-Gestplus Faturação Mobile

    18 08 2013

    A Apple AppStore tem disponível mais uma aplicação de facturação made in Portugal, desenvolvida pela empresa Microplus, adaptada à realidade fiscal portuguesa. O Gestplus Faturação Mobile é uma aplicação desenvolvida para iPhone e iPad, preparada para emitir facturas certificadas (programa certificado nº 986), comunicação de documentos de venda à AT, assim como, mais recentemente, comunicação de documentos de transporte em tempo real (portaria 161/2013) à Autoridade Tributária e Aduaneira.

     

    Ao contrário da App TapInvoice, que já mereceu destaque neste blog, o Gestplus Faturação Mobile tem uma particularidade muito importante que é o facto de depender de uma ligação à Internet permanente, já que toda a infra-estrutura está alojada na cloud, sendo o Gestplus Faturação Mobile “apenas” uma forma de aceder à informação. Existe um backoffice que permite, recorrendo a um simples navegador, ter acesso à informação. O modelo de licenciamento é SaaS, o que significa que o utilizador paga uma quantia, periodicamente, para poder utilizar o software, ao contrário do TapInvoice que  funciona no modelo clássico de licenciamento perpétuo. O utilizador paga uma só vez.

     

    A aplicação está preparada para imprimir documentos para a impressora Bluetooth Zebra IMZ320, assim como para impressoras compatíveis com o sistema HP ePrint, e envio de documentos por email.

     

    iPad-Photo 2013-08-18 17_08_51

     

    Poderá descarregar a aplicação sem qualquer custo e testar as capacidades da mesma antes de se decidir a optar por um dos dois planos, Micro com valor de 15 Euros / Mês e Profissional pelo valor de 35 Euros / Mês (valores sem IVA). Poderá comparar as funcionalidades de ambos os planos nesta página.

    A aplicação está preparada para funcionar quer na horizontal, quer na vertical. A navegação é muito simples e intuitiva, sendo muito rápida a inserção e edição de registos.

     

     

     

    Algumas imagens do Gestplus Faturação Mobile:

    Ecrã inicial de login

    iPad-Photo 2013-08-18 17_09_33

     

     

     

    Ecrã com as funcionalidades da aplicação

    iPad-Photo 2013-08-18 17_09_44

    Leia o resto deste artigo »





    Mudar de ERP? A ART de saber como…

    18 08 2013

     

    Clique no imagem para abrir o documento “Mudar de ERP? A ART de saber como” da autoria da ARTSOFT.

    image

    Leia o resto deste artigo »





    Empresários queixam-se de constantes actualizações do sistema de facturação

    15 08 2013

    Fonte: www.rtp.pt

    O Ministério das Finanças está a obrigar as empresas a actualizar o ficheiro informático para a faturação. A exigência implica um gasto extra, agravado pelo facto de que esta é a 3ª vez que o ministério muda as regras em menos de um ano, o que obrigou os empresários a pagar três vezes pelo ficheiro informático da facturação.

     

    Clique na imagem para visualizar a reportagem da RTP.

    image

    Leia o resto deste artigo »





    Regime de IVA de Caixa

    12 08 2013

    Fonte: www.phc.pt

    Sabia que a 1 de outubro entra em vigor o novo Regime de IVA de Caixa?
    Alteração em Portugal

    • As empresas procedem à entrega do IVA ao Estado somente após boa cobrança das faturas emitidas aos clientes.
    • Entra em vigor a 1 de outubro e deve ser comunicada à AT a intenção de adotar este regime até 30 de setembro.

    Descarregue a Calculadora

    Leia o resto deste artigo »





    TAPINVOICE-Facturação no iPad

    11 08 2013

    TAPINVOICE

     

    O TapInvoice é uma aplicação de facturação, disponível em exclusivo para a plataforma iPad, desde 2010. Desenvolvido pela empresa portuense PracticalProject, o TapInvoice permite gerir clientes, artigos, stocks, documentos de venda e contas correntes. O custo actual da aplicação é de 4,49 €.

     

    Cumpre com a actual legislação em vigor quanto à emissão do ficheiro SAFT (portaria 160/2013 que entrou em vigor em 01/07/2013) e certificação de software. Para além do idioma português, o interface esta disponível nas línguas italiano, espanhol, alemão, inglês e francês. A aplicação não se limita a utilização de empresas sediadas em Portugal, podendo ser utilizada em outros países.

     

    Com bastante frequência são disponibilizadas actualizações ao produto, na AppStore, quer para correção de problemas, quer com a implementação de novas funcionalidades.

     

    iPad-Photo 2013-08-11 12_34_47

     

     

    Características da versão base do TapInvoice:

    • Certificado pela AT/Finanças (nº1562)
    • Emite faturas;
    • Emite recibos;
    • Emite notas de crédito;
    • Emite notas de débito;
    • Emite vendas-a-dinheiro;
    • Integrado com Paypal;
    • Multi moeda;
    • Multi utilizador;
    • Gestão de Stocks (compras, contagens, entradas e saídas);
    • Relatório diário de vendas;
    • Análise anual de vendas;
    • Agregação de vendas por trimestre;
    • Top de vendas por cliente;
    • Múltiplas taxas de I.V.A.;
    • Múltiplos idiomas – Português, Inglês, Espanhol, Francês, Italiano e Alemão;
    • Ficheiro de clientes;
    • Morada para fatura e morada para expedir;
    • Um recibo pode pagar mais do que uma fatura;
    • Os recibos podem reconciliar notas de crédito;
    • Possibilidade de consultar as vendas diárias por cliente ou por tipo de documento;
    • Possibilidade de incluir o logótipo (imagem 150px X 100px) da empresa na factura de PDF;
    • Base de dados de produtos , contemplando o código de produto, designação, preço unitário, unidade de movimentação e taxa de imposto por defeito;
    • Possibilidade de configurar o layout do software, para funcionamento em empresas de serviços ou em empresas de produtos, ocultando a coluna de código de artigo;
    • O usuário pode criar um produto designado "horas" e facturar tempo de trabalho a um cliente;
    • Interface que permite escrever diretamente nas linhas da fatura;

     

     

    A aplicação funciona totalmente em modo offline, o que significa que não é necessária uma ligação a internet.
    No entanto, se tiver um conjunto de lojas esta disponível um mecanismo de backoffice para sincronização de dados através da cloud que permite analisar o negocio de forma integrada, assim como efectuar alteração de registos, como por exemplo,  preços.

     

     

    Algumas imagens do TapInvoice:

    Após a instalação da aplicação, o utilizador é obrigado a escolher o país onde está sediada a empresa.

    iPad-Photo 2013-08-11 19_02_33

    Leia o resto deste artigo »








    %d bloggers like this: