Publicidade

7 12 2016

Interessado em promover a sua empresa e os seus produtos e serviços neste espaço? Carregue em “Leia o resto deste artigo”.

Leia o resto deste artigo »

Anúncios




Oracle VM VirtualBox-Erro ao iniciar uma máquina virtual

23 02 2019

Recentemente tive necessidade de criar uma máquina virtual com o Primavera Express e outras aplicações de gestão, para copiar para vários computadores, no contexto de uma formação relacionada com aplicações de faturação. Existem várias aplicações para virtualização de sistemas operativos, algumas gratuitas, como o VMware Workstation Player e o VirtualBox, da Oracle. Optei por este último, já que, para além de ser gratuito, é muito simples de utilizar.

 

image

 

Após ter instalado o VirtualBox (versão 6.0.4) e copiado a máquina virtual para todos os computadores de todos os formandos, ao iniciar a mesma em alguns computadores, era mostrado um erro relacionado com o facto de o suporte à virtualização estar desativado.

IMG_5717

Error:

"VT-x/AMD-V hardware acceleration is not available on your system. Your 64-bit guest will fail to detect a 64-bit CPU and will not be able to boot."

 

Sem Título2

Error:

“Failed to open a session for the virtual machine “X”.

Details: Not in a hypervisor partition (HVP=0) (VERR_NEM_NOT_AVAILABLE).

VT-X is Disabled in the Bios for All CPU Modes.

(VERR_VMX_MSR_ALL_VMX_DISABLED).

…”

 

Este erro está relacionado com o facto de sistemas operativos 64 bits, como o caso do Windows 7 Professional da máquina virtual que criei, exigirem recursos de virtualização por hardware. VT-x no caso de processadores Intel e AMD-V para processadores AMD. Se o sistema operativo da máquina virtual for 32 bits, então, embora não tenha testado, presumo que possa iniciar a máquina virtual mesmo que o computador físico não tenha tecnologia de virtualização ou esta esteja desativada.

Leia o resto deste artigo »





Primavera Pssst! e Tlim-Entradas e Saídas de Caixa

22 02 2019

O rigor no controlo do caixa é fundamental em qualquer ponto de venda. O registo de todas as operações relacionadas com a caixa permitem uma correta gestão de todo o fluxo monetário do dinheiro. Neste artigo vou demonstrar como utilizar a funcionalidade que permite registar entradas e saídas em caixa no Primavera Pssst (o mesmo procedimento aplica-se ao Tlim).

 

Pri

 

Após o registo de vários documentos de venda, podemos verificar que o total de numerário em caixa (Caixa > Total) é de 78,95 EUR.

image

Em Caixa > Entradas/Saídas poderá escolher Entrada de Caixa ou Saída de Caixa. O registo destes movimentos é muito importante para que o valor em caixa corresponda sempre ao valor mostrado pela aplicação. Esta questão é importante, especialmente quando existem vários funcionários e vários turnos, em que é fundamental existir um rigor nas contas. Também numa eventual ação de auditoria e fiscalização por parte do Fisco é importante que o valor em caixa corresponda ao valor indicado pelas aplicações informáticas.

 

Ao efetuar uma saída de caixa, poderá, se assim o desejar, definir uma descrição para melhor identificar este movimento. Por exemplo, “Pagamento ao Fornecedor X”, com o valor de 17,46 EUR. Outra situação na qual é usual utilizar esta funcionalidade é quando é necessário retirar dinheiro da caixa para uma caixa central ou para um cofre (movimento também designado por “sangria de caixa”), para outra caixa, para um cofre ou mesmo para depositar no banco.

image

É possível imprimir os documentos de saída de caixa, com a descrição da operação, data, hora, valor e outros dados.

image

Leia o resto deste artigo »





GPS Week Number Rollover-O seu sistema GPS poderá deixar de funcionar em Abril

16 02 2019

No próximo dia 6 de abril de 2019 irá ser efetuada uma reinicialização no sistema GPS, denominada de GPS Week Number Rollover. Este evento, que ocorre a cada 19 anos (o anterior ocorreu em 21 de Agosto de 1999), poderá ter impacto nos equipamentos que utilizem esta tecnologia norte-americana de posicionamento global. Outras tecnologias, como GLONASS (Rússia), Galileo (União Europeia), QZSS (Japão), Beidou (China) e NAVIC (Índia) não serão afetadas.

 

Alguns fabricantes de equipamentos de navegação, como a TomTom por exemplo, já têm informações nos seus sites sobre o assunto. Verifique junto do fabricante, principalmente se o seu equipamento de navegação for mais antigo, se este irá ser afetado. Em alguns equipamentos poderá ser necessário efetuar uma atualização do firmware.

 

image

 

Como exemplo de um equipamento que terá de ser atualizado, para continuar a funcionar normalmente após 6 de abril de 2019, temos o R-LINK Evolution. Este sistema de navegação e multimédia, que está presente em várias viaturas da RENAULT e que incorpora tecnologia da TomTom, irá deixar de funcionar normalmente se não for atualizado. O relógio irá deixar de ser apresentado e vários serviços como TomTom Traffic, Radares de trânsito, Meteorologia e Pesquisa deixarão de funcionar. A RENAULT disponibiliza uma atualização gratuita para que o equipamento de navegação continue a funcionar em pleno após o dia 6 de abril.

 

Clique na imagem seguinte para ler o comunicado do Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos.

GPS

Leia o resto deste artigo »





Fisco vai lançar programa gratuito para faturação digital

16 02 2019

Fonte: https://eco.sapo.pt

 

O Fisco vai criar uma aplicação gratuita para emissão de faturas. Poupam os comerciantes, que deixam de suportar custos com os programas certificados.

 

AT

 

Autoridade Tributária (AT) vai lançar uma aplicação de utilização gratuita para emissão de faturas. Trata-se de uma notícia animadora para os pequenos e médios comerciantes, que deixam de ter de suportar os custos dos programas certificados, mas uma notícia menos favorável para as empresas que fornecem software de faturação. A promessa é do Governo e surge um dia antes de entrar em vigor legislação que abre caminho para o fim das faturas em papel.

 

“Um conjunto maior de empresas fica obrigado a emitir faturas utilizando exclusivamente programas informáticos de faturação certificados, prevendo-se que a AT disponibilize, no futuro, uma aplicação de faturação para utilização gratuita”, lê-se num resumo em linguagem simplificada do decreto-lei do Governo, publicado esta sexta-feira em Diário da República.

Leia o resto deste artigo »





Moloni-Integração com Terminais de Pagamento Automático (TPA)

15 02 2019

imageO software de faturação na cloud Moloni passou a permitir a integração de terminais de pagamento automático (TPA) no módulo Ponto de Venda (POS). Esta nova funcionalidade, que funciona apenas com terminais da Ingenico, permite reduzir a margem de erro do operador, já que o Moloni e o TPA comunicam entre si e deixa de ser necessário definir o valor manualmente no terminal de pagamentos.

 

Esta integração funciona não só para documentos de venda, como faturas, mas também para documentos de devolução, como notas de crédito, em que, por norma, o reembolso do valor pago é efetuado no mesmo meio de pagamento utilizado no momento da venda.

 

 

————————————————

Fonte: www.moloni.pt

 

Receba pagamentos no Ponto de Venda (POS) com cartões de débito ou crédito e até mesmo MB WAY, de uma forma cómoda e sem intervenção do operador.

Os pagamentos passam a ser totalmente automáticos, desde o momento em que fecha uma compra, até à altura em que o cliente insere o PIN.

Os terminais suportados pelo Moloni são os modelos iCT250 e iCT220 da marca Ingenico, que podem ser solicitados ao seu banco na altura de subscrever o serviço, ou caso já tenha um terminal, poder solicitar a sua troca.

Para beneficiar desta funcionalidade, deverá fazer parte dos Planos Flex ou Pro.

 

Leia o resto deste artigo »





Primavera Express-Nova atualização disponível (7.6000.1311)

15 02 2019

Foi disponibilizada recentemente pela Primavera uma nova atualização do Primavera Express. A versão 7.6000.1311 resolve a anomalia 34624, relacionada com a exportação do ficheiro SAFT.

 

Ao abrir o Primavera Express deverá ser mostrada uma mensagem no canto inferior direito, para iniciar o processo de atualização. Este procedimento também poderá ser despoletado a partir do menu Ajuda > Procurar Atualizações.

 

Resultado de imagem para primavera express

 

Detalhes da anomalia:

Anomaly: 34624

Fixed in version: 7.6000.1311

Problem description: A exportação de SAFT está a dar erro.

Como Simular: Numa empresa DEMO: Exportar o SAFT

Resultado: É emitido o erro "A coluna ‘TipoTaxa’ não existe na base de dados.".

Esperado: Não deveria ser emitido qualquer erro.

Leia o resto deste artigo »





WorkOutDoors-Uma excelente App para monitorizar atividade física no Apple Watch

10 02 2019

xrWebDdX_400x400Apesar do Apple Watch ser um smartwatch caro, direcionado para o segmento mais alto deste mercado, a verdade é que deixa a desejar em alguns aspetos, nomeadamente ao nível de software. Algumas das aplicações da Apple são muito limitadas nas suas funções. Estas falhas são colmatadas muitas das vezes por aplicações de terceiros.

 

É o caso da App WorkOutDoors, uma aplicação (disponível apenas para iOS) para registar exercício físico, que tem a particularidade de ser a única App que utiliza um mapa (do mundo inteiro). Este mapa, ou melhor, uma parte dele, pode ser descarregado para o Apple Watch, o que faz com que a aplicação não dependa nem de uma ligação à Internet, nem do iPhone por perto. A App funciona com todos os modelos do Apple Watch, embora no S0 e S1, como não têm GPS, dependem do iPhone.

 

Outra das funcionalidades mais interessantes desta aplicação é a sua capacidade de personalização. Conforme o tipo de exercício que o utilizador pretende fazer, poderá configurar a informação mostrada pelo relógio, utilizando para isso métricas, gráficos e botões. Os mapas são baseados no OpenStreetMap. O preço da App, 5,49 EUR, inclui o acesso a todas as zonas do globo, não existindo nenhuma funcionalidade dentro da App que seja paga.

 

 

Imagens da App no iPhone

A App Workouts é utilizada apenas para analisar os dados das atividades físicas, configurar os ecrãs da App do relógio, importar rotas e descarregar mapas para o relógio. 

No primeiro ecrã da App, em Workouts, é mostrada a lista de sessões de atividade física. Ao selecionar uma sessão de exercício é possível aceder aos seus detalhes (imagem à direita). Neste exemplo, uma caminhada, é  possível visualizar todos os detalhes, como o percurso realizado, a velocidade, elevação, calorias, passos, etc..

IMG_5642IMG_5648

Apesar de não ter testado, a App permite a exportação e  importação de ficheiros em formato GPX. Estes ficheiros são utilizados para a transferência de dados entre aplicações e dispositivos GPS e guardam rotas, percursos, trilhas e waypoints. Se já participou em provas de BTT, ou outras provas que impliquem algum tipo de orientação, provavelmente estará familiarizado com estes ficheiros. É muito comum os organizadores de uma determinada prova de desporto, de BTT por exemplo, disponibilizarem este ficheiro com o percurso que os participantes devem seguir. A App também permite fazer o upload de dados para o Strava, uma das Apps mais populares para o registo de atividades fisicas.

Na opção Screens são mostrados todos os ecrãs que podem ser utilizados nos vários tipos de exercícios (imagem à esquerda). Estes ecrãs são totalmente configuráveis pelo utilizador. Esta é uma das grandes vantagens desta App. Tudo, ou quase tudo, é personalizável. Desde o layout e tamanho do texto, até à escolha das métricas, que são mais de 160, que são mostradas em cada ecrã (imagem maior).

IMG_5643IMG_5644

IMG_5645 

 

Na opção Map Downloads o utilizador pode selecionar uma área no mapa que será descarregada para o relógio (primeira imagem). A vantagem é poder ter acesso ao mapa, no relógio, sem depender de Internet e de uma ligação ao iPhone. Simplesmente pode sair para fazer exercício físico apenas com o Apple Watch.

IMG_5646IMG_5647

 

 

 

Imagens da App no Apple Watch

Nas 2 imagens seguintes podemos visualizar a App no Apple Watch. Na imagem à esquerda é mostrado o ecrã da caminhada. Na imagem da direita é mostrado o mapa, sem nenhuma outra informação, para quando o utilizador quer visualizar o mapa sem iniciar nenhum exercício. Para aceder a esta funcionalidade basta escolher a primeira opção da App: “Map – just a map – no workout”.

O mapa vai rodando automaticamente à medida do percurso. Esta é uma funcionalidade muito importante para o utilizador conseguir interpretar o mesmo de forma rápida e clara. Uma vez que a App utiliza um mapa vetorial, o utilizador pode mover o mapa, com um só dedo no ecrã e fazer zoom, com a coroa do relógio.

Não foram esquecidos os indicadores da percentagem da bateria e do sinal GPS (5 barras na parte superior do ecrã), que até disponibiliza a precisão, em metros, conforme o sinal detetado a cada momento.

IMG_4371IMG_4389

Leia o resto deste artigo »








%d bloggers like this: