Publicidade

7 12 2016

untitled

Interessado em promover a sua empresa e os seus produtos e serviços neste espaço? Carregue em "Leia o resto deste artigo".

Leia o resto deste artigo »

Anúncios




SIMPLEX+2018: Impacto nos sistemas de faturação

11 06 2018

Apresentado recentemente, o SIMPLEX+2018 vem trazer mais novidades nas operações das organizações no que diz respeito à emissão de documentos de venda  e comunicação dos mesmos à Autoridade Tributária.

 

As 3 alterações estão relacionadas com a dispensa de impressão de faturas em papel, a utilização de um QRCode para a identificação dos documentos e a alteração do prazo de comunicação de faturas ao fisco. Em baixo poderá ler um excerto do artigo publicado pelo Dinheiro Vivo e pelo Expresso.

 

Fotografia: MIGUEL A. LOPES/LUSA

 

Farto de ter de indicar o seu NIF e de guardar as faturas até verificar se elas entraram no Portal do e-fatura? O Simplex + promete acabar com esta relação em papel dos contribuintes com as faturas, sem que estes percam qualquer dedução no IRS.

 

A nova versão da relação entre os contribuintes e o fisco com as faturas (fatura 2.0) também vai mudar, já que o Simplex +, em resposta às sugestões que empresas e particulares lhe fizeram chegar, inclui uma medida (para ser ainda regulamentada) que prevê a dispensa da impressão as faturas em papel. O direito à dedução por parte do contribuinte não se perde uma vez que, através do seu telemóvel, poderá guardar a fatura. Só que em vez de esta ter o seu NIF será identificada por QRCode, o que lhe permitirá mais tarde verificar se foi devidamente comunicada. As empresas também terão a vida facilitada no processo de envio das faturas ao fisco (ainda que deixem de poder usar o NIF dos consumidores para avaliar se têm ou não qualquer hipótese de apagar uma fatura do sistema) e o prazo para o fazerem deverá, de novo, reduzir-se.

 

As faturas vão passar a ter um QR Code que permite o seu envio direto para o e-fatura. Objetivo: evita a cedência de dados pessoais e cria incerteza ao comerciante sobre quais as faturas que chegam ao Fisco. Prazos para a comunicação dos ficheiros com a faturação das empresas também vão encurtar.

Leia o resto deste artigo »





Blocks tem novas impressoras 3D e vão ser controladas pelo smartphone

10 06 2018

Fonte: www.dinheirovivo.pt

 

Empresa está a trabalhar em aplicações móveis para tentar facilitar ainda mais o uso das impressoras 3D.

 

A startup portuguesa Blocks vai lançar novas impressoras 3D no mercado em breve: o principal modelo da marca, a Blocks One, vai ter uma segunda versão, e a empresa também vai lançar versões focadas no mercado empresarial. Os planos para os novos modelos já existiam, mas o investimento de 350 mil euros da Digidelta ajudou a acelerar o plano.

 

Duarte Vasconcelos, à esquerda, segura a impressora Blocks One MKII e Alexandre Guerreiro, à direita, segura o modelo 'low cost' Blocks Zero. Foto: Carlos Costa / Global ImagensDuarte Vasconcelos, à esquerda, segura a impressora Blocks One MKII e Alexandre Guerreiro, à direita, segura o modelo ‘low cost’ Blocks Zero. Foto: Carlos Costa / Global Imagens

 

No início de julho vai ficar à venda a Blocks One MKII. O diretor executivo da startup, Duarte Freire e Vasconcelos, explicou ao Dinheiro Vivo quais as grandes diferenças relativamente ao modelo anterior.

Em primeiro lugar a impressora tem um sistema de autocalibração, o que significa que não é necessário o utilizador afinar à mão a base de impressão sempre que quer produzir algo novo. A Blocks One MKII também tem um sensor de fim de filamento – se o plástico de impressão acabar, a máquina entra em pausa e não imprime ‘em seco’. Por fim o ecrã da impressora vai apresentar um interface mais simples e fácil de usar.

Também há melhorias na construção da própria impressora: a estrutura é em dibond, um composto de alumínio, que deverá traduzir-se numa máquina mais robusta e mais precisa.

Numa pré-venda, a Blocks já comercializou 40 unidades da Blocks One MKII e no início de julho a venda vai ser feita exclusivamente através da internet. Mas até ao final do ano a Blocks pretende ter esta impressora 3D em lojas como a Worten, Media Markt e Jumbo Box – este modelo vai custar 980 euros.

Leia o resto deste artigo »





Infinitebook-Análise ao caderno inovador made in Portugal

6 06 2018

Embora algumas pessoas já tenham esquecido os cadernos tradicionais e passado a utilizar quase em exclusivo os equipamentos digitais como tablets e smartphones, os cadernos ainda são amplamente utilizados no nosso dia a dia. São baratos, leves e práticos. Também têm a vantagem de a bateria não acabar, não ficarem sem espaço de armazenamento e também não existirem erros de software :)

 

IMG_1466

 

O Infinitebook (anteriormente denominado de EcoBook) é uma evolução do caderno tradicional. Nunca acaba, podendo ser reutilizado sem limites já que em vez de papel utiliza o mesmo material utilizado pelos quadros brancos, comuns por exemplo nas salas de aula e salas de reuniões. Depois de escrever, com um marcador especial, a tinta, que é à base de água, poderá ser facilmente eliminada. Simples, eficaz, eficiente e ecológico porque permite poupar muito papel.

 

Infinitebook: Um quadro na sua mochila

 

Uma das primeiras coisas em que pensamos quando utilizamos o Infinitebook  é: “mas como é que ninguém se tinha lembrado disto antes?”. Pedro Lopes, co-fundador, com 17 anos, criou uma solução para um problema e daí nasceu este fantástico produto made in Portugal, que viu a luz do dia através do financiamento coletivo (mais conhecido como crowdfunding) e desde então tem evoluído constantemente. O Infinitebook tem tido uma aceitação muito boa quer no mercado nacional quer no exterior. Prova disso são os muitos prémios atribuídos que lhe foram atribuídos.

 

IMG_1467

 

O Infinitebook pode ser utilizado para muitas coisas. Desde desenhar, criar listas de tarefas, listas de compras, anotações, brainstorming, mindmapping, jogos (jogo da forca por exemplo), rascunhos temporários, etc..

Leia o resto deste artigo »





Sakata3D – Análise ao filamento PLA CHROMA-850 e PLA 850

28 05 2018

No seguimento do artigo Sakata3D – Filamento para Impressão 3D (que deve ler como introdução a este artigo), testei o filamento PLA que a Sakata3D me enviou, que foi utilizado para a impressão de algumas dezenas de modelos. Cada uma das 2 bobinas, PLA CHROMA-850 e PLA 850, tem o peso de 1 Kg e o filamento tem 1,75 mm de diâmetro (este poderá variar +/- 0,03mm).

 

O PLA é o material mais utilizado na impressão 3D doméstica que utiliza tecnologia FDM. É seguro porque tem como base materiais orgânicos renováveis, não produz odores e está disponível numa variedade muito alargada de cores. O grau de dificuldade na sua utilização é muito reduzido. Não é necessária plataforma de impressão aquecida e o warping (deformação/contração) é mais reduzido comparativamente a outros materiais. Também o baixo custo, comparativamente a outros materiais mais avançados, é uma vantagem do PLA. Este material também tem a vantagem de ser amigo do ambiente, já que é biodegradável (em determinadas condições de compostagem) tendo assim um baixo impacto ambiental.

 

O PLA da Sakata3D, baseado na matéria prima Ingeo PLA 3D850, é um PLA avançado, com melhores propriedades térmicas e mecânicas, comparativamente ao PLA standard.

 

IMG_0893

 

Nas 2 bobinas não encontrei nenhum problema relacionado com o enrolamento do filamento. Nenhuma das impressões foi abortada por problemas relacionados com esta questão.

 

No que diz respeito à aderência do filamento à plataforma de impressão e ao warping, mais uma vez nada a registar. A minha impressora, uma Blocks Zero, não tem plataforma de impressão aquecida e todas as impressões foram efetuadas sem problemas. Embora não seja obrigatório quando estamos a utilizar PLA, uma plataforma de impressão aquecida pode ser útil em determinadas situações, nomeadamente em modelos com dimensões maiores onde existe tendência para warping nas extremidades. Assim, se a sua impressora possuir uma mesa aquecida e se a pretender utilizar com este filamento, a temperatura desta deverá situar-se entre os 50°C e 70°C.

 

IMG_0912

 

Apesar deste filamento poder ser utilizado até velocidades na ordem dos 200mm/s, quase sempre imprimo, em média, a 40mm/s, o que também aconteceu com este filamento. A aderência das camadas entre si é perfeita. A quase totalidade das impressões foram efetuadas com layer de 0,2mm.

 

Quanto à temperatura do extrusor, a Sakata3D recomenda que esta se situe entre 190ºC e 230ºC. Escolhi a temperatura de 225ºC que me pareceu ser a mais adequada e que aparentemente permitiu obter melhores resultados. Apesar de não ter efetuado qualquer teste com rigor científico, fiquei com a sensação que o PLA que testei é bastante rígido.

 

 

 

 

Algumas fotos dos artigos que imprimi com o filamento PLA CHROMA-850

Relativamente a esta bobina importa referir que a minha impressora tem uma área de impressão relativamente reduzida (12cm x 14cm x 12cm) e que por esse motivo pode ser difícil de “acertar“ nas impressões escolhidas para ver o resultado em que a cor transita de uma para outra na mesma impressão. O cenário perfeito para utilizar este filamento seria utilizar uma impressora com uma grande área de impressão, nomeadamente em altura (eixo Z), e imprimir modelos suficientemente altos para utilizar várias tonalidades do filamento.

 

Nesta imagem poderá visualizar a diferença de tonalidades das cores, entre as várias camadas da bobina.

IMG_0962

Leia o resto deste artigo »





Faturas com descrição “prato do dia” vão dar multa do Fisco

22 05 2018

Fonte: expresso.sapo.pt

 

Este esclarecimento do Fisco surge na sequência de um pedido de um restaurante/bar inspecionado em julho do ano passado e a quem foi aberto um processo de contraordenação

 

 

Fisco considera incorreto, e com motivo para multas, a emissão de faturas simplificadas com a descrição ‘prato do dia’, ‘fruta do dia’ ou ‘sobremesa do dia’, revela uma informação vinculativa da Autoridade Tributária (AT).

“Tem de separar os pratos das bebidas, e a descrição do serviço prestado aos clientes tem de ser de ser suficientemente precisa para se poder determinar, nomeadamente em sede de inspeção, qual a taxa de IVA aplicável”, explica a AT, numa informação vinculativa divulgada na quarta-feira.

Este esclarecimento do Fisco surge na sequência de um pedido de um restaurante/bar inspecionado em julho do ano passado e a quem foi aberto um processo de contraordenação, com direito a multa, por estarem incorretas faturas que continham a designação ‘prato do dia’, e a respetiva taxa de 13% de IVA (Impostos sobre o Valor Acrescentado), sendo as bebidas e sobremesas faturadas à parte.

A AT alegou tratar-se de uma infração à lei, nomeadamente por omissões ou inexatidões de elementos obrigatórios, que devem constar na fatura, e o restaurante pagou a multa, pedindo de seguida esclarecimentos ao Fisco.

Leia o resto deste artigo »





Primavera Express-Nova atualização disponível

21 05 2018

Está disponível a partir de hoje a versão 7.6000.1308 do Primavera Express. A documentação relativa a esta atualização evidencia a resolução de 3 anomalias. Estas estão relacionadas com o interface do Editor de Vendas, com o tratamento de retenções nos documentos de venda e com a duplicação de documentos de venda. Poderá consultar o detalhe das anomalias mais em baixo.

Como sempre, deverá efetuar uma cópia de segurança dos dados antes de avançar para a atualização. Ao abrir o Primavera Express deverá ser mostrada uma mensagem no canto inferior direito, para iniciar o processo de atualização. Este procedimento também poderá ser iniciado a partir do menu Ajuda > Procurar Atualizações.

 

Resultado de imagem para primavera express

 

 

Anomaly: 24502

Fixed in version: 7.6000.1303

Problem description:

Os botões "Contexto" e "Enviar" estão duplicados no menu superior do Editor de

Vendas.

Observed behaviour

Como Simular:

Numa empresa DEMO:

Aceder ao Editor de Vendas e maximizar

Verificar os botões disponíveis no menu superior

Resultado: Os botões "Contexto" e "Enviar" estão duplicados.

Esperado: Os botões "Contexto" e "Enviar" não deveriam estar duplicados.

 

 

 

Anomaly: 26770

Fixed in version: 7.6000.1306

Problem description:

O quadro de Resumo de Retenções não é mostrado na gravação de Documentos de

Venda.

Observed behaviour

Como Simular:

Numa empresa DEMO:

No Administrador ativar a opção "A empresa fornece serviços que podem estar sujeitos

a retenção" nos Parâmetros de Logística e Tesouraria

No ERP configurar o artigo A0001 para estar sujeito a retenção

Editar a entidade SOFRIO e configurar uma retenção ao Estado

Criar uma FA para o cliente SOFRIO e adicionar uma linha com o artigo A0001

Gravar

Resultado: O ecrã de resumo de retenção não é mostrado.

Esperado: O ecrã de resumo de retenção deveria ser mostrado.

Leia o resto deste artigo »





Pretende iniciar uma carreira como Consultor Funcional SAP?

12 05 2018

Não é muito fácil encontrar formação SAP em Portugal. São poucas as entidades formadoras que disponibilizam ações de formação e quando estas existem têm valores normalmente elevados, algo que é relativamente comum no sector das TI. Mais ainda quando estamos a falar da empresa líder mundial em software de gestão empresarial.

 

“Best Run Business Run SAP”

 

SAP training in hyderabad kukatpally

 

A formação Consultant Career Start, ministrada pela Abaco Training Academy (ATA), unidade de negócio para a formação da Ábaco Consultores, é uma oportunidade impar para frequentar uma ação de formação transversal que visa criar profissionais multidisciplinares de excelência. A Ábaco Consultores é uma consultora portuguesa especializada em sistemas de informação SAP,  Para além de Portugal a Ábaco está presente no  Brasil, Reino Unido e Suíça.

 

A formação aborda não só a utilização do software SAP, na ótica de um consultor, mas também outras áreas como soft skills, metodologias de desenvolvimento e otimização de processos utilizadas na industria de software, competências funcionais nas áreas logística, financeira e recursos humanos, competências técnicas de programação em ABAP, FIORI e Business Intelligence, e formação de formadores (para obtenção do certificado de competências pedagógicas pelo IEFP).

 

image

 

Esta ação de formação, que tem um total de 270 horas (presencial), vai decorrer no Porto e em Lisboa, em horários laboral e pós laboral. O custo desta formação ronda os 2000 Euros + IVA. No caso de ser um cliente particular, existe a oferta da taxa do IVA. No final da formação, conforme os resultados e a avaliação, existe a possibilidade de o formando estabelecer um contrato de trabalho com a Ábaco Consultores.

 

 

Destinatários

  • Profissionais de empresas que pretendam obter uma visão transversal das várias áreas SAP.
  • Jovens licenciados com gosto pelo mundo da consultoria.
  • Profissionais em transição de carreira.

     

  • Leia o resto deste artigo »








    %d bloggers like this: